Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Coluna

5 maneiras de não engordar no Natal e Ano Novo

Você leva uma vida sedentária? Acompanhe as importantes dicas da personal trainer Patrícia Alessi e altere seu corpo e sua mente.

Parece ser até mais uma desculpa inventada, mas eu já ouvi de algumas pessoas que em dezembro é um mês corrido e é impossível praticar exercícios físicos.

Para as mulheres principalmente, não praticar exercícios nessa época do ano pode ser crucial para o ganho de peso (gordura). Para que isso não aconteça, quero compartilhar com vocês 5 maneiras de não engordar no Natal e Ano Novo!

Tenho absoluta certeza que você irá começar 2019 mais disposta (o), sem engordar e é claro, podendo curtir as férias merecidas.

1-Não deixe de se exercitar nesse período de final de ano: Mantes a pratica regular de exercícios pelo menos 3 vezes na semana faz com que mantenha seu corpo em movimento, gastando calorias e diminuindo as chances de engordar (principalmente pelas festas de final de ano);

2-Mantenha uma alimentação equilibrada:

Não é porque chegou o Natal e Ano Novo que você precisa comer muito e deixar de cuidar da alimentação. Manter equilíbrio nas refeições é fundamental para que não acumule calorias e como consequência, quilos a mais na balança.

3-Evitar doces: Isso pode parecer impossível nessa época do ano, mas o alto consumo de açúcar atrapalha o processo de emagrecimento.

O alto consumo de açúcar aumenta a formação de radicais livres, que em excesso podem causar efeitos negativos no organismo, alterando o funcionamento das nossas células favorecendo o envelhecimento celular e a flacidez (celulite). Por isso vá com calma ao comer chocolates, ele não vai acabar!!

4- Manter a calma e paciência: Essa é a parte mais difícil do processo. Caso você esteja se exercitando regularmente, não serão 2 ou 3 dias comendo “errado” que os resultados vão embora. Por outro lado, não são apenas 3 refeições que vão te engordar 2 ou 3 kgs como você imagina que é. Esse “inchaço” é pela quantidade de “coisas erradas” que você consumiu e não se exercitou. Volte aos exercícios o mais rápido possível.

5-Inicie a pratica de exercícios físicos hoje mesmo e na sua casa e sem nenhum equipamento.

Realizar exercícios intensos (mas que você respeite os limites do seu corpo)

Para quem faz parte do grupo das pessoas que acham que não tem como ir para a academia, realizar exercícios físicos em casa é uma boa saída. MAS ATENÇÃO: Ficar somente no youtube procurando vídeo se você nunca se exercitou precisa de mais cuidados! Se o seu interesse é começar a se exercitar e não sabe como, eu convido você a conhecer o método que eu criei para transformar o seu corpo numa máquina de perder gordura: Desafio Cinturinhaem30. Para receber um bônus exclusivo, basta você me mandar uma mensagem no meu WhatsApp (94) 99240 3589 com a seguinte frase: “Quero meu bônus do zé Dudu”. É só mandar a mensagem que eu te envio um bônus exclusivo!

Durante algumas semanas de dezembro e janeiro, estarei de “férias” da coluna. Será um período dedicado para a preparação de mais conteúdo para incentivar você a praticar exercícios regulares. Voltaremos com os novos textos a partir de 28 de janeiro de 2019.

Quero agradecer imensamente ao Zé Dudu e demais profissionais que trabalham incansavelmente para levar em primeira mão todas as informações durante o ano.

Agradeço a participação de todos os personagens que contribuíram para que a coluna conseguisse realmente atingir o objetivo dela, levar mais informações e orientações para quem treina e para quem ainda precisa iniciar. Obrigada a todos!

Não posso deixar de agradecer a cada uma que dedica alguns segundos do seu dia para ler a coluna! Muito obrigada!

Coluna

Uma doença silenciosa, mas que precisamos saber ouvi-la!

Você leva uma vida sedentária? Acompanhe as importantes dicas da personal trainer Patrícia Alessi e altere seu corpo e sua mente.

Hoje eu vou tratar de um assunto que é visto e tratado ainda para muitas pessoas como frescura e que é só você se animar que essa “tristeza logo passa”. Porém, quem já viveu ou ainda vive com essa doença é muito mais que uma “tristeza”.

No texto de hoje, vou falar um pouco sobre transtornos mentais (ansiedade e depressão) e como o exercício físico deve fazer parte do tratamento.

Rapidamente trago alguns dados tirados da Sociedade Brasileira de Psiquiatra que mostram números de pessoas que sofrem de algum tipo de transtorno mental.

Todos os dias milhares de pessoas recebem diagnóstico de doença mental no mundo. Os diagnósticos são muitos: Depressão, Transtornos de Humor, Transtorno de Déficit de Atenção, Transtornos de Personalidade, Transtorno de Ansiedade e muitos outros que podem afetar adultos, crianças e idosos. Ninguém está livre de ter Transtorno Mental.

No mundo, 700 milhões de pessoas compõe esse quadro. Só no Brasil temos 50 milhões de doentes e a América Latina está em 3º lugar no ranking mundial.

O quadro é muito assustador. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) 20% dos adolescentes padecem com Depressão. A doença é uma das principais causas de suicídio (dados mundiais) e em 12 anos houve um aumento de mais de 30% das mortes por suicídio em pessoas jovens.

Nossa vida está tomada por um correria para tudo: Muitas vezes acordamos atrasadas para trabalhar (muitas vezes nem um café da manhã conseguimos tomar) levamos nossos filhos para a escola, vamos trabalhar, já é almoço, já acabou o expediente, já é segunda-feira e num piscar de olhos é sexta-feira, já acabou o final de semana, o mês e por incrível que pareça, o ano.

No trabalho, acabamos nos estressando, chateando e por fim adoecemos.

Você leva uma vida parecida com essa?

Conhece alguém que sofre ou já sofreu com algum transtorno mental?

Para contar a sua experiência com essa doença e como os exercícios físicos são fundamentais para a tratamento, convidei a Servidora Pública Dayane Campos Santos.

Dayane comenta que iniciou as atividades físicas de maneira esporádica a 8 anos, de forma bem amadora e sem pretensões.

Ao longo desses anos, Dayane engravidou e acabou se afastando das atividades. “No meio do caminho eu engravidei e acabei por abandonar por um tempo a musculação e passei a fazer caminhadas. Depois que minha filha nasceu passei um ano fazendo apenas caminhadas, mas sentia a necessidade do enrijecimento muscular e retornei a musculação” comenta Dayane.

Não tem nada muito diferente na vida da Dayane até que há 4 anos depois de algumas idas e vindas de prontos socorros, ela descobriu que havia desenvolvido transtorno de ansiedade e depressão após transtorno de ansiedade.

“Procurei ajuda médica profissional e fui incentivado a “levar mais a sério” a atividade física, ou seja, torna-la regular”, afirma Dayane.

Para Dayane “a musculação e exercícios funcionais foram as atividades ao qual me identifiquei e mantenho até os dias atuais”

Para que Dayane mantenha o comprometimento com sua saúde, atualmente ela conta com ajuda de uma personal trainer para “pegar firme” nos treinos. “Hoje mantenho os exercícios físicos e sou acompanhada por uma personal que para mim é um grande reforço em me manter motivada e focada em manter a linha nos exercícios” comenta Dayane.

Nos dias que ela não consegue se exercitar, o desânimo e cansaço chegam com tudo: “Nos dias em que não treino sinto um cansaço e desânimo incrível. É o momento do dia que literalmente consigo esquecer todos os outros cansaços da mente. Sem demagogia” comenta Dayane.

Por último, Dayane comenta que praticar exercícios físicos de forma regular, ou seja, todo dia ela se dedica pelo menos 1 hora para “descansar a mente e cansar o corpo” e que treinar, trouxe muitos benefícios para ela.

“Desde que passei a fazer exercícios regulares já obtive melhoras incríveis mentalmente. Quem sofre de depressão sabe como é. Não que não haja aquele dia em que nem quero pensar em levantar da cama, mas certeza que isso reduziu para 2 crises fortes ao ano. O acompanhamento da minha personal (profissional qualificada) fez e faz mega diferença nessas horas. O desafio de quebrar os limites do cansaço e do desânimo é posto à prova em todo momento, mas ver e sentir seu corpo e sua mente mudando é incrível. Reduzir dosagem de medicamento e sentir disposição para minha vida, é maravilhoso” comenta Dayane.

Para encerrar, Dayane afirma que “não é clichê a frase que na academia o corpo cansa e a mente descansa. Fazer exercícios com dedicação não é questão de estética, mas sim proporciona uma melhor qualidade de vida.  Só assim eu mantenho a mente sã e corpo sã”.

Quero agradecer de coração a presença da Dayane, não é fácil falar da nossa vida dessa maneira e lutar contra uma doença que só quer “nos derrubar”.

Mande esse texto para aquela pessoa que também passou por isso e que ela se inspire para também incluir os exercícios físicos no tratamento desse transtorno mental que ninguém está livre.

Tem alguma sugestão de assunto que você queira saber? Deixe nos comentários abaixo!

Boa semana a todos!

Coluna

Se não calcular, você não sai do lugar e não treina

Você leva uma vida sedentária? Acompanhe as importantes dicas da personal trainer Patrícia Alessi e altere seu corpo e sua mente.

Essa semana, quem vai dividir as experiências na coluna é a Cassiane Souza Gomes de 25 anos que é Engenheira de Minas e Meio Ambiente.

Cassiane conta que iniciou a pratica de exercícios físicos quando se matriculou em uma academia “fui treinando aos poucos e indo às aulas de Crossfit. O que me deu mais resistência física e aumentou minha vontade de continuar a me exercitar”.

Após iniciar, Cassiane buscou minha ajuda para orienta-la e atualmente pratica musculação. “Decidi assim, porque, como nunca tinha feito atividade antes, temia fazer os exercícios de maneira errada e/ou não obter os mesmos resultados. Outra atividade extra que voltei a incluir na minha rotina foi o futebol, que além de ser um esporte que gosto bastante, também me ajuda no estilo de vida mais saudável pelo qual optei por seguir”, comenta Cassiane.

A pratica de exercícios físicos deveria ser um hábito na nossa vida, assim como escovar os dentes, pentear o cabelo. Por isso, com o passar dos dias, uma pessoa que já tem o hábito de treinar, acaba se sentido diferente e muitas vezes sente que algo está estranho quando não se exercita. Assim acontece com Cassiane, “Quando não treino é como se o meu corpo estranhasse e “reclamasse”.

Para manter um hábito, é importante que nossas ações sejam repetidas ao longo de dias e alguns até por semanas para que isso seja “adicionado” a nossa rotina. Por isso é muito difícil começar a se exercitar, mas logo depois, tem seus benefícios. Cassiane relata “Fazer atividade física regularmente é muito satisfatório, tanto por conta da melhora no estilo de vida, saúde e quanto por conta da estética (nada como estar bem consigo mesmo(a)”

E por fim, Cassiane aconselha que “ todas as pessoas que têm optado por uma vida sedentária (pelos mais variados motivos e/ou desculpas), deixo aqui meu alerta, conselho e estímulo para que o quanto antes possam estar mudando essa realidade e optem por fazer exercícios regularmente e dizer sim a um estilo de vida saudável e muito mais satisfatório em todos os sentidos. Afinal, você é quem escolhe se quer ter desculpas ou os melhores resultados.

Quero deixar meu agradecimento a participação da Cassiane nessa semana em dividir a experiência, quem sabe você não esteja querendo começar a se exercitar e teme fazer exercícios errados como Cassiane mencionou.

Para motivar a começar a se exercitar, eu criei o Desafio Cinturinhaem30, caso você tem interesse em perder de 2 a 4 kg de gordura e ter uma calça mais folgada, entre em contato comigo pelo WhatsApp (94) 99240 3589 que eu vou te enviar mais informações!

Ótimo início de semana a todos!

Coluna

Você aceita um Desafio?

Você leva uma vida sedentária? Acompanhe as importantes dicas da personal trainer Patrícia Alessi e altere seu corpo e sua mente.

O texto dessa semana será um pouco diferente do que eu venho trazendo para vocês.

Acredito que muitas pessoas ainda não estão assumindo a devida responsabilidade que deveriam estar assumindo com a sua própria saúde. E isso requer um grande esforço.

A vida de todo mundo está corrida, o mundo está caminhando para sermos cada vez mais sedentários e cada vez mais ter uma alimentação nada saudável. Mas nossas escolhas terão consequências e não tem para onde fugir.

Ao longo desses meses conversando com as pessoas que fizeram parte da coluna, eu tenho a absoluta certeza e podem achar que eu estou sendo grosseira em afirmar isso (falo a verdade e “doa a quem doer”): Hoje, você que não pratica nenhum tipo de exercício físico é porque não quer!

Existem outros fatores como: tempo, trabalho, preguiça, filhos, marido, esposa, fatores emocionais que “impedem” a pratica regular de se exercitar, mas falta um pouco de esforço para organização para iniciar e dar continuidade.

Existem várias pessoas que começam a se exercitar toda segunda-feira, mas não dão continuidade.

Pensando em todos esses fatores, eu decidi criar um desafio para motivar muitas pessoas a iniciar a pratica de exercícios na sua própria casa, sem precisar de nenhum equipamento e muito menos de academia.

O Desafio que eu criei chama-se Cinturinhaem30, que tem como objetivo principal diminuir gordura (medida) na região abdominal (barriga), além de incentivar a se exercitar pelo menos 3 vezes na semana.

Para realizar o Desafio Cinturinhaem30, não é necessário nada além do peso do próprio corpo, o celular para acessar os vídeos e é claro muita disposição para treinar.

Se você que está lendo o texto de hoje e se interessou em saber como funciona o Desafio Cinturinhaem30, entre em contato comigo pelo (94) 99240 3589 (whatsApp) que eu mando todas as informações e um bônus para quem enviar a mensagem com a seguinte frase: “Eu quero fazer o Desafio do Blog Zé Dudu”. Assim que eu receber essa mensagem, envio seu presente na hora!

Não esqueça de mandar sua sugestão de conteúdos para as próximas semanas!

Excelente semana a todos e vamos praticar exercícios físicos!

Coluna

Ela sabe muito bem ensinar, mas dessa vez, ela teve que aprender!

Você leva uma vida sedentária? Acompanhe as importantes dicas da personal trainer Patrícia Alessi e altere seu corpo e sua mente.

A arte de ensinar é um dom para poucas pessoas. Ter paciência, enfrentar várias dificuldades e em muitas vezes não receber o devido respeito faz parte da vida dos professores atualmente e mesmo assim manter um sorriso no rosto e exercer a melhor profissão que existe (sem menosprezar nenhuma outra é claro).

Sempre mantive o maior respeito e consideração por todos os meus professores desde a época da escola até na graduação e pós-graduação, principalmente a minha mãe que também é professora e que me incentivou a seguir essa profissão.

O texto da semana é com a professora e bióloga mais “fitness” de Parauapebas (pelo menos ela está tentando chegar nesse patamar), Saiara Jesus da Silva de 28 anos.

Saiara é uma excelente profissional, sabe ensinar com muita criatividade, mas dessa vez, ela teve que “aprender” e fazer algumas mudanças para continuar exercendo sua amada profissão.

Para Saiara, praticar uma atividade física nunca foi uma rotina que mantinha por muito tempo, ela comenta que sempre iniciava uma atividade, mas devido ao trabalho ou por ser distante da sua casa, Saiara não permanecia por muito tempo. Já tentou fazer natação, boxe e musculação, mas não chegava a ter resultados porque sempre parava.

Ao ter um objetivo e uma meta a ser alcançada, Saiara decidiu se exercitar regularmente, “Em 2017, eu comecei novamente a fazer academia regularmente por 5 meses pois o foco era perder gordura e ganhar massa porque eu ia casar, eu tinha esse objetivo”. Após o casamento, Saiara já deixou de ir regularmente mais uma vez.

Por carregar mochila pesada, ter muitas aulas e não se exercitar regularmente, Saiara começou a sentir dores nas costas. “Eu comecei a sentir dores nas costas e ver a necessidade de melhorar minha saúde porque vou fazer 30 anos”.

Em uma conversa em um final de semana, Saiara relatou sua desmotivação e queixa sobre suas dores. Eu me disponibilizei em ajudar a Saiara a não desistir dos exercícios físicos.

Saiara faz parte de um projeto de Assessoria, eu acompanho ela durante um período, após ela entender como funcionará o programa de treino, ela realiza sozinha.  “Está dando certo, já percebi diferenças no meu corpo, não são grandes diferenças ainda porque voltei a pouco tempo. Eu comecei a conciliar uma melhor alimentação e estou usando uma mochila de rodinha para não carregar tanto peso” comenta Saiara.

Após todas essas mudanças na rotina de Saiara, quando ela não consegue se exercitar, ela sente-se culpada “Eu me sinto culpada quando não vou treinar, eu fico pensando que estou fazendo mal para o meu corpo porque vai está acumulando gordura, mais um dia que eu perdi e que não fortaleci a musculatura e tenho a sensação de me sentir culpada quando não faço nenhuma atividade física” comenta Saiara.

Para tentar “compensar” e as vezes para mudar a atividade, Saiara sai para a rua para caminhar e correr. Recentemente ela já teve melhoras no seu ritmo e conseguiu correr por mais tempo, deixando Saiara feliz com os benefícios que ela está tendo com a pratica regular dos exercícios físicos.

A mensagem que Saiara deixa para os leitores é: “A vida de quase todo mundo é muito corrida, é difícil realmente arrumar tempo, mas pela nossa saúde, a gente tem que tentar organizar nossos horários e um tempinho pra gente, porque melhora nossa autoestima, melhora nosso bem-estar, a nossa saúde e mais confiante e disposto para aproveitar a vida” finaliza Saiara.

Quero agradecer a confiança da Saiara no meu trabalho e eu fico muito feliz que ela não tenha desistido dos exercícios físicos, principalmente da musculação e agradecer a participação na coluna desta semana em dividir sua experiência com os exercícios.

Buscar ajuda profissional é muito importante para você tenha a orientação do que é o correto a ser feito. Assim como Saiara buscou minha ajuda devido as dores que ela vinha sentindo com frequência, fez com que vários benefícios vieram junto.

Caso você que sente dores devido ao seu esforço do trabalho e falta de disposição, inicie a pratica de exercícios o mais rápido possível. Poucas mudanças podem fazer toda a diferença na nossa saúde!

Não esqueça de deixar seu comentário no texto e sugerir assuntos para a próxima semana!

Excelente semana a todos!

Coluna

Mulheres e o tabu de treinar ‘braços’

Você leva uma vida sedentária? Acompanhe as importantes dicas da personal trainer Patrícia Alessi e altere seu corpo e sua mente.

Ao realizar os exercícios, é de conhecimento de todos que devemos trabalhar nosso corpo como um todo, seja pela saúde, melhora de força, flexibilidade, resistência cardiorrespiratória (ter folego por exemplo para uma corrida rápida) e muitas vezes pela parte estética braços musculosos e pernas definidas.

Existem ainda alguns mitos sobre a pratica de exercícios físicos, que neste caso vou falar específico da musculação, de que não são esclarecidos por muitos profissionais, seja por falta de conhecimento ou também por comodidade.

Um desses mitos que ainda “fala mais alto” em muitas academias é que existem muitas mulheres não treinam com frequência membros superiores (braços).

Muitas mulheres (graças a luz divina esse número já diminuiu) acreditam que treinar braços, neste caso na musculação faz com que os braços fiquem grandes, masculinizados e que o desejo delas é somente perder a gordura do “tchauzinho” e afinar e que não queria aumentar o tamanho. (Eu sei que você pensa assim ou um dia já pensou).

Assim como você que pensa dessa maneira, Lihane Ramos Almeida de 32 anos é analista e pensava que era exercícios para homens e que o corpo ficaria masculinizado. “Os braços tem músculos como todos os outros que precisam ser treinados também” comenta Lihane.

Minha convidada para contar um pouco da história começou a se exercitar por empolgação quando inaugurou uma academia em Canaã dos Carajas a 8 anos atrás. Hoje ela pratica musculação e faz zumba.

“Nosso corpo é como se fosse composto por engrenagens que precisam ser movimentadas, por isso é importante treinar membros superiores porque ajudam na queima de gordura e na definição muscular” comenta Lihane.

Para ela, praticar exercícios físicos faz parte da sua rotina “Quando não consigo me exercitar, sinto que está faltando algo, o dia não foi completo” e Lihane complementa dizendo que “o importante é se exercitar, não importa o tipo de atividade, desde uma simples caminhada já está valendo. A saúde é o mais importante” finaliza Lihane.

O incentivo que Lihane deixa para quem ainda não pratica é que “comece hoje, não deixe para a quarta ou outro dia. Mova-se, mexa-se, ande, corra, dance. Tire um tempo para cuidar da saúde ou terá que arranjar tempo para cuidar da doença”.

Antes de comentar sobre o assunto, quero agradecer a participação de Lihane e pela sugestão do tema, pois ainda é um tabu para muitas mulheres e que a partir de hoje não é mais.

Para que nós mulheres tenhamos os braços masculinizados é necessários que tenhamos níveis de testosterona acima do normal (testosterona é um hormônio responsável pelo aumento de massa muscular que por natureza estão presentes 10 vezes mais em homens do que mulheres).

Para que uma mulher tenha “bração”, ela precisa ter boa genética e que sua massa muscular seja maior do que é encontrado em mulheres;

Se o seu sonho é ter braços igual ou maiores que os dos homens, você precisa treinar “tão pesado” quanto eles treinam. E que vamos ser sinceros que são raras as academias que podemos ter a sorte de encontrar uma mulher que treine membros superiores igual a um homem.

Existem outros meios como os anabolizantes e esteroides que também deixam as mulheres com braços grandes.

Se o seu sonho é ter bração, basta seguir essas dicas e tenho certeza que será realizado em breve. Caso o seu objetivo de praticar exercícios seja da mesma linha de pensamento de que Lihane, não tenha medo de realizar exercícios para membros superiores.

Mande esse texto para aquela amiga ou parceira de academia que foge do treino de braços e não esqueça de sugerir assunto para as próximas semanas.

Um excelente mês de novembro a todos e bons treinos!

Coluna

10 dicas que você não precisa seguir!

Você leva uma vida sedentária? Acompanhe as importantes dicas da personal trainer Patrícia Alessi e altere seu corpo e sua mente.

Para começar mais uma semana, hoje eu trago 10 dicas que não precisam ser seguidas, a não ser que você sinta a necessidade de mudar. Toda e qualquer mudança requer um esforço e muitas pessoas não estão dispostas a sair da zona de conforto.

Eu quis trazer essas dicas hoje, por dois motivos:

O primeiro é que eu quero saber de vocês que religiosamente estão lendo os textos da coluna, eu quero saber qual a maior dificuldade que impedem de praticar exercícios físicos regulares? Tempo, dinheiro, preguiça, vergonha, medo?

O segundo motivo é esclarecer alguns mitos sobre exercícios físicos que ainda estão por aí. Para cada realidade, existe um treino adequado, basta você saber em qual das opções você se encaixa. Trago algumas opções como: Treinos rápidos para quem trabalha muito, treino para fazer em casa quem tem filhos pequenos e não pode sair, esportes ou treinos ao ar livre para quem não gosta de ambiente fechado. Existe uma variedade de opções a serem seguidos. Você já tentou mudar sua atividade?

Bem, é importante deixar claro que essas dicas podem precisar se adequar a sua realidade pois cada pessoa vive em uma condição diferente da outra e talvez precise ser adaptado. Preciso esclarecer que eu não sou nutricionista e se você precisar de mais informações, marque uma consulta com uma! Aqui, estou sugerindo mudanças de hábitos e não de alimentos.

Essas dicas serão para mudar ou melhorar alguns hábitos do nosso dia a dia, mas que podem fazer toda a diferença até o final do ano (que está quase aí).

1-Identifique um hábito alimentar que esteja te prejudicando nos seus resultados. Por exemplo comer uma pizza 3 vezes na semana faz com que sua barriga nunca diminua;

2- Busque corrigir esse hábito aos poucos, procure diminuir o consumo e substitua por uma refeição saudável e reveja seu treino;

3-Aumente o consumo de água (mesmo que você não sinta sede)

4-Se você segue uma dieta e por algum motivo você não conseguiu fazer e extrapolou na alimentação, não se desespere, volte com sua alimentação normalmente após o erro. ERRAR É NORMAL.

5-Evite andar com pessoas que criticam as suas escolhas. É normal algum amigo (a) falar que é besteira o que você está fazendo. Por favor, reveja seu conceito de amizade e mantenha-se focado (a) no seu objetivo;

6-Se o seu objetivo é emagrecer (sonho de 98% dos brasileiros), trace metas pequenas e que você consiga atingir em 30 dias, 45 dias e é claro faça o que for preciso para alcança-la.

7- Essas metas precisam ser vistas o tempo todo. Deixe na porta da geladeira, no seu guarda roupa, na sua mesa, enfim, um local que você consiga LER TODOS OS DIAS!

8-Deixe seu lazer e sua rotina mais ativa: Quando você chega em casa cansado (a) do trabalho, tem duas escolhas. A primeira e mais perigosa é deitar no sofá e deixar sua vida passar ficando no celular a segunda é sair para se exercitar. Qual das duas opções vai proporcionar uma melhor qualidade na sua vida?

9-Não deixe o começo para o ano que vem. AINDA TEM TEMPO DE MUDAR PARA MELHOR ESSE ANO. Basta acabar com as barreiras.

10- Pratique exercícios físicos regularmente e uma atividade que você sinta prazer. Eu já cansei de ouvir reclamações de pessoas que não gostam da musculação e eu volto a dizer, exercício físico pode ser realizado fora da academia também.

11-Mande uma mensagem convidando seus amigos (suas amigas) ou familiar para se exercitar junto com você. Isso parece ser besteira, mas a internet está “afastando as pessoas” por mais que você converse todo dia. De preferência ao ar livre!

11- Não esqueça de enviar uma mensagem no meu whatsApp (94) 99240 3589 com a sua sugestão de assuntos para as próximas semanas!

Excelente última semana do mês de outubro e bom dia!

Coluna

Mulher, seu poder vai dominar o mundo!

Você leva uma vida sedentária? Acompanhe as importantes dicas da personal trainer Patrícia Alessi e altere seu corpo e sua mente.

O mês de outubro (que está quase acabando) é marcado pelo movimento “Outubro Rosa”. Todo ano, a campanha realiza ações com objetivo de conscientizar sobre o câncer de mama, para aumentar o acesso aos serviços de diagnóstico e tratamento. De maneira geral, incentivar as mulheres a cuidarem do seu corpo. Você faz seus exames regularmente?

Nesse mês, eu não poderia deixar de falar das mulheres: mãe, dona de casa, empresária, esposa, namorada, branca, morena, alta, baixa, enfim, NÓS MERECEMOS RESPEITO!

Eu também não poderia deixar de trazer a experiência dessa mulher PODEROSA que é a minha convidada dessa semana em dividir um pouco da sua história e como ela começou no fisiculturismo.

Ana Carolina Cardoso, tem 28 anos e atualmente é atleta de fisiculturismo.

Mais conhecida como Carol Wellness em suas redes sociais, ela comenta que começou a treinar com 18 anos por estética, ela não gostava do corpo e teve um incentivo de treinar musculação “Eu comecei com 17 para 18 anos, eu era muito magrinha, tinha minha perna fina e não gostava, decidi começar a treinar e logo me apaixonei. Treinei por 5 anos antes de ser atleta”.

Nessa época, Carol foi incentivada a começar a competir, porém, ela comenta que não teve interesse naquele momento “Não tive interesse porque eu não gostava de fazer dieta, eu gostava de treinar e como eu era bem magrinha, eu comia de tudo porque eu não engordava”.

Após esse episódio, em torno de 2 anos depois, Carol foi convidada para assistir uma competição de fisiculturismo. Neste dia, sua ida a era focada apenas para trabalho, mal sabia que iria despertar nela o desejo de estar no palco competindo. “Eu vi as outras meninas e me apaixonei, eu adorei aquilo e já que eu gostava de treinar, então eu decidi que queria competir também. Nesse dia, eu reencontrei a pessoa que tinha me incentivado e falei que agora eu estava disposta e queria entrar para a competição”.

Ao decidir que queria competir, Carol não sabia por onde começar pois além do treino, sua alimentação também precisava mudar. “Eu queria começar, mas não sabia por onde. Tinha que ter uma dieta específica, um treino específico que eu não conhecia e nem sabia como era nada”. Quem ajudou Carol nesse começo foi seu esposo, que já era atleta e já tinha conhecimento de como se preparar.

Ao iniciar a preparação, Carol mal sabia da mudança que estava por vir “No começo eu lembro que foi muito difícil porque quando você não está adaptada a fazer dieta, teu corpo sente um ‘choque’. No primeiro mês já fui me adaptando e vendo a transformação no meu corpo, eu estava adorando”.

Para a primeira competição de Carol, ela se preparou o ano todo de 2013 “Eu treinei 2013 inteiro, um ano me preparando para poder subir a primeira vez no palco”. Na primeira competição, em 2014, Carol ficou campeã e cada vez mais se apaixonou pelo esporte.

Ao longo desses anos, Carol competiu no Pará e em outros estados e já foi campeã em todas as competições que participou. Tudo com muito esforço e dedicação. Até que os olhares se voltaram para dar um passo maior, foi quando nesse ano ela foi para o Paraguai disputar o Sul-Americano e ficou entre as 5 melhores da sua categoria (Wellness Fitness).

Ser uma atleta de fisiculturismo não é fácil, Carol comenta das dificuldades que enfrenta durante a preparação e as viagens. “A minha carreira foi bem difícil, ainda é difícil, você precisa se preparar, você treina duro, se alimenta da maneira adequada. Você tem que ter foco, é 100%, 24 horas, eu vivo isso, respiro isso, eu preciso dormir bem, descansar para recuperar, porque no outro dia tenho mais treino”.

Além de atleta, Carol tem os afazeres como toda mulher “eu cuido de casa, eu faço minha comida, eu vou para rua, divulgo o trabalho dos meus parceiros, eu não paro. Lógico, eu faço tudo isso porque eu gosto, mas nada é fácil na vida de um atleta”.

Atualmente, esse esporte está sendo praticado por mais mulheres e muitos profissionais estão se dedicando a essa necessidade: médicos, nutricionistas, personal trainer, fisioterapeutas e esteticistas são algumas das profissões que precisam conhecer cada detalhe do esporte para ajudar a atleta. Antigamente poucos profissionais sabiam de como se preparar. “Hoje eu conto com o apoio e ajuda de várias pessoas e todos estão sempre envolvidos e sabendo das minhas competições”, comenta Carol.

Para o futuro, Carol não pensa em largar a vida que leva atualmente. Ela comenta que não quer parar de treinar pois ela já treinava antes de ser atleta e não vai ser depois que vai parar. “A minha vida vai ser isso, estou estudando já na área de nutrição e vou viver pra isso, não vou me distanciar e não vou parar de treinar, não existe isso na minha vida”

Carol finaliza com um incentivo para as meninas e mulheres. “Hoje, quem quer mudar o estilo de vida não só pela estética, mas pela saúde e é muito importante você saber que nada vem do dia para noite. Hoje em dia todo mundo está com muita pressa, de ficar bonita, de ganhar massa magra de queimar gordura e hoje em dia também tem muita coisa ruim de meninas que estão em hospitais que fizeram procedimentos para ter resultados rápidos e não é assim que funciona”.

Carol comenta que recebe todos os dias mensagens em suas redes sociais de mulheres perguntando quais os produtos que ela toma, perguntando qual dieta ela faz para que elas possam seguir, além de treino, que elas querem seguir o mesmo caminho. Porém, ela orienta que não tem segredo é treino e dieta e que elas devem procurar ajuda de um profissional. “A dieta vai mudar a tua vida, o foco é esse e tem que seguir firme, não é fácil, não tem o que fazer, aplicar ou tomar. Eu me preocupo muito com a minha saúde, eu quero ter longevidade, não quero acordar um dia e não poder fazer o que eu amo. As coisas funcionam porque eu tenho regularidade, tenho foco, disciplina” e sempre busque ajuda de um profissional”, finaliza Carol.

Hoje, quero agradecer o tempinho que Carol reservou para conversar comigo e contar sua história no esporte e o quanto ela ama essa vida. E faço das palavras da Carol as minhas, e volto a dizer que as pessoas, homens e mulheres estão em busca de resultados rápidos com pouco esforço. A Carol treina a 10 anos, como fisiculturista ela tem 5 anos de preparação, então é uma vida dedicada a isso. Como ela ama, ela faz e mantem firme nos seus objetivos!

Diariamente eu converso com muitas mulheres, poucas estão fazendo o básico: treino e alimentação saudável (neste caso, não é treino para competição) e elas estão em busca de objetivos, porém, ficar esperando cair do céu, não vai funcionar.

A mudança que você deseja deve começar hoje, não deixe a próxima semana, próximo mês! Está com dúvida por onde começar, mande uma mensagem no meu whatsApp (94) 992403589 e não esqueça de sugerir o tema para as próximas semanas.

Excelente início de semana a todos e ótimos treinos!