Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Coluna

Casal que treina junto, o amor só aumenta!

Você leva uma vida sedentária? Acompanhe as importantes dicas da personal trainer Patrícia Alessi e altere seu corpo e sua mente.

Diariamente, eu percebo as evoluções dos alunos que eu acompanho, seja de outros profissionais e cada vez mais eu tenho certeza de dizer o quanto o exercício físico pode mudar a vida das pessoas.

Já escrevi nos textos anteriores que para exercitar-se não é necessário somente ir para a academia. A caminhada e corrida é um ótimo exercício e que pode “abrir portas” para que você perceba que precisa de outros “cuidados” sem contar com a orientação de um profissional de educação física.

Para essa semana, posso comentar que o exercício físico não mudou a vida de uma pessoa apenas e sim mudou a vida de toda a família.

Guilherme Vernaschi Steinmetz de 39 anos é médico e Thays Taboada Steinmetz de 37 anos é enfermeira e estão casados a 10 anos. Tudo começou devido ao excesso de trabalho e Guilherme decidiu caminhar na rua com um amigo. Logo depois, chamou sua esposa Thays para acompanha-lo, resultado disso depois de 2 anos e meio: Corredores de rua e maratonistas fora do Brasil.

Calçar um tênis e sair pela rua caminhando e correndo assim como Guilherme e Thays fizeram é um excelente início, porém, a partir de um certo momento, buscar ajuda de profissionais especializados no esporte é fundamental, principalmente para evitar lesões, muito comum nos esportes sem orientação adequada.

O esporte fez tanta diferença na vida do casal que ambos reorganizaram sua rotina de trabalho e tarefas para que os dois pudessem treinar juntos. Eles acordam por volta das 4:30h 5h da manhã, fazem o treino, depois levam seus filhos para a escola e vão para o trabalho. Nada fora do comum quando comparado a outros casais, porém, o que eles têm e que muitos de nós não é a determinação de treinar juntos, por isso a palavra preguiça ou desculpas nem fazem parte da vida deles.

Thays e Guilherme comentam que “não treinar” e uma frase que quase não existe em nossas vidas, isso é raro de acontecer, a não ser que um de nós esteja com alguma lesão que impeça de treinar, que foi o caso que aconteceu comigo, comenta Thays. “Eu tive uma lesão e fiquei em repouso para recuperação, mas que Guilherme não deixou de treinar e foi sozinho”. Para eles, faça chuva ou faça sol, o treino acontece normalmente.

Guilherme e Thays comentam que sempre gostaram de praticar esportes, mas devido aos filhos e o trabalho, teve um tempo que estavam “presos ao sedentarismo”. Foi então que Guilherme sentiu a necessidade de voltar a vida ativa, levando junto sua esposa Thays. Foi na corrida que eles conseguiram voltar e treinar juntos.

Agora vem a melhor parte e que todos os praticantes de exercícios querem o mais rápido possível, mas que poucos tem paciência para conseguir: resultados.

Todo o esforço realizado com dedicação e foco, trazem resultados não somente no corpo, na parte física, mas sim na saúde mental. “Melhorou nosso condicionamento físico, tivemos que mudar nossa alimentação, eu perdi peso comenta Thays, foram 10 kg perdidos. Nós dois nos sentimos mais animados e ativos, até com vontade de praticar outros esportes”.

No início do texto eu comentei que a caminhada e a corrida é um começo, pois bem, para Thays e Guilherme não foi diferente, depois que começaram a correr, os dois começaram a pedalar e a nadar.

Veja também:  Ela sabe muito bem ensinar, mas dessa vez, ela teve que aprender!

Depois de muito treino e preparação, eles já conseguiram realizar várias corridas na cidade e região, pelo Brasil e também em outros países. Nos próximos dias, eles vão disputar uma Maratona em Berlim- Alemanha  de 42, 195 km, em outubro vão disputar o Short Triathlon Challenge em Salvador que será 750 metros de natação+ 20 km de pedalada + 5 km de corrida. E por fim, em novembro a UltraMaratona Route 66 em Tulsa, nos Estados Unidos de 26,5 milhas (cerca de 42,647 km).

Para encerrar a experiência desse casal incrível, eles comentam que “é importante que o casal se identifique com o esporte, muitas vezes um gosta de uma coisa, o outro de outra e que um incentive o outro a continuar a fazer e tentar ver um esporte, seja corrida, bicicleta, natação ou própria a academia e que consigam fazer juntos, com a pessoa que você ama do lado. “É bacana para conversar, as vezes na hora do cansaço um anima o outro, não deixa desistir, é bem importante essa presença da outra pessoa junto com você. Não só no treinamento, mas sim na competição. Sempre terminamos as competições de mãos dadas e emocionados e fica marcado na vida do casal a sensação de treinar junto, praticar junto e vencer junto. E quem ainda não teve coragem de começar, só calçar o tênis e seguir em frente, seja caminhando, o importante é começar” finaliza Thays e Guilherme.

Antes das orientações, quero imensamente agradecer a participação do Guilherme e Thays em dividir um pouco da história conosco e desejar muita sorte nas próximas competições.

E para quem ainda vive no mundo do conforto e do sedentarismo e que já correu e que está esperando a segunda-feira para retornar, vou falar de alguns erros que podemos cometer ao iniciar a pratica da corrida ou pra quem corre e infelizmente não tem a orientação de um profissional de educação física.

-Não fazer aquecimento: Seu corpo precisa de um breve aquecimento para iniciar qualquer exercício, seja geral – corpo todo ou específico- exercícios específicos para corrida;

-Começar correndo rápido: No início da corrida, estamos com aquele “gás todo”, porém, por poucos metros, então é importante começar lento e ir aumentando sua velocidade com o passar dos dias.

-Não diminuir o ritmo da corrida: Isso é mais que normal para quem está começando, não aguentar por muito tempo a corrida, mesmo assim tentar ir além da sua capacidade. Quando isso acontecer, diminui a corrida, se precisar caminhe e assim que recuperar, volte ao seu ritmo de novo;

– Parar de imediato a corrida: Quando estiver próximo de parar sua corrida ou até mesmo chegando em casa, diminua os passos, se puder caminhe por 5 a 10 minutos para que seu corpo volte ao normal, para que não cause nenhum estresse ao ser organismo. Vale lembrar que é fundamental terminar com um alongamento.

Finalizando, se você e seu esposo ou sua esposa praticam algum tipo de exercícios físicos juntos, me mande uma mensagem no WhatsApp (94) 99240 3589 e conte um pouco da sua história, eu terei um prazer em conversar com vocês! Não esqueça de deixar seu comentário abaixo e sugestões para as próximas semanas!

Ótima semana de treinos para todos!

Seja o primeiro a escrever um comentário

Deixe uma resposta