Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Coluna

Aulas coletivas: Motivação e resultados!

Você leva uma vida sedentária? Acompanhe as importantes dicas da personal trainer Patrícia Alessi e altere seu corpo e sua mente.
Continua depois da publicidade

Para começar mais uma semana de muitas orientações e é claro aquele incentivo para você começar e continuar com os exercícios físicos regulares, vou falar de um tipo de aula muito procurado nas academias: “Aulas coletivas”.

Muitas pessoas que decidem entrar para uma academia, são atraídas por esse tipo de aula, seja de ginástica, seja de treinamento funcional, seja pelo CrossFit, pela zumba, enfim, tem uma variedade de aulas que podem ser realizadas fora da musculação.

Minha paixão pela Educação Física iniciou pelo esporte, sempre gostei de jogar futsal, mas foi em aulas coletivas que meu amor aumentou. Me identifiquei muito com a ginástica, naquela época eu trabalhava com step, jump e localizada.

Muitas dessas aulas, não são mais tão conhecidas e oferecidas nas academias atualmente, seja por falta de profissionais para ministrar essas aulas ou por falta de investimento nos materiais.

Para contar um pouco da experiência com as aulas coletivas, trago minhas alunas Regiane Santos, estudante, 27 anos e Divania de Sousa Oliveira, 37 anos é Engenheira de Produção.

Regiane pratica as aulas coletivas a quase 3 anos, ela começou a fazer GAP (ginástica localizada que trabalha somente pernas e abdômen- seu significado é ‘Glúteo-Perna e Abdômen’ e o seu caso de amor é a zumba.

Para ela, a Zumba traz ótimos benefícios: “Me sinto disposta, mais leve, sem contar nos resultados positivos que a dança traz para o meu corpo. Toda vez que acaba, já espero ansiosa a próxima aula”.

Muitas mulheres tem a consciência da importância da musculação para seu corpo e acabam aliando a musculação com as aulas coletivas, que é o caso da Regiane. Ela pratica musculação 5 vezes na semana e 3 dias ela faz zumba. “As aulas coletivas além de ser mais motivante, elas são muito mais divertidas. Eu não sinto aquela pressão que tenho quando faço musculação, é sempre muito descontraído”.

Para finalizar, Regiane incentiva outras pessoas a buscar nas aulas coletivas mais saúde e bem-estar. “Que não percam tempo e se permitam conhecer as aulas, não só pelo exercício, mas  pelo bem estar pra si mesmo, pela qualidade de vida e por todos os pontos positivos que atividade física de modo geral nos traz. Não esqueçam que é muito importante sempre procurar ajuda de bons profissionais para nos ajudar a dar o primeiro passo. E o mais importante e não desistir nunca. Tenha sempre um objetivo para que você tenha foco para correr atrás dele”.

A minha outra convidada é Divania, mais conhecida como Diva, e ela pratica as aulas coletivas a 11 meses. Ela sempre buscou aulas dinâmicas e diferentes e em seu primeiro dia quase passou mal. Ela comenta que quase “enfartei” pois ela não estava acostumada com atividades mais intensas.

Veja também:  Engravidei! Adeus exercícios físicos?

Os principais benefícios que ela sente é uma grande disposição e tonificação do corpo. “Depois que termina a aula meu corpo sente relaxamento total”.

Divania comenta que não gosta de repetitividade, esse foi um dos motivos dela ter escolhido somente praticar aulas coletivas. “Eu escolhi fazer CrossFit e ginástica localizada pela dinâmica das aulas, não gosto de repetitividade” comenta ela.

Para encerrar, Divania incentiva outras pessoas a darem o primeiro passo. “Eu sempre digo o seguinte: Dê o primeiro passo, sei que não é fácil, quem me conhece sabe da minha rotina, então eu falo com propriedade que não é fácil. Mas quando você começa e o seu corpo reage de forma positiva, você não quer mais parar”.

Quero agradecer a participação da Regiane e da Divania, em contar um pouco mais de sua vida e das suas experiências com os exercícios físicos. Espero que você siga o exemplo e inicie a pratica através de aulas coletivas dando o primeiro passo.

Não se assuste se eu lhe disser que as aulas coletivas não são somente para as mulheres, hoje em dia, muitos homens também procuram motivação e descontração longe da musculação. A não ser que tenha uma placa dizendo que a aula é exclusiva para mulheres, neste caso é outro papo.

Busque fazer várias aulas e não somente a aula experimental. É com o passar dos dias que você vai entendendo as aulas, como funciona e vai começando a gostar ou não do estilo da aula. Na primeira aula você não tem tanta certeza disso, por isso faça sua matrícula e faça pelo menos 1 mês para tirar suas conclusões.

É importantíssimo fazer várias aulas, principalmente se você é uma pessoa que está abandonando o sedentarismo. Para que não fique frustrado em não conseguir fazer a aula completamente, quero falar que isso É NORMAL! O que não pode acontecer é desistir na primeira aula. ISSO NÃO PODE!

Converse com outras pessoas que fazem a mesma aula que você tem interesse em fazer. Pergunte como ela se sente, se está tendo benefícios com as aulas. Isso ajudará a escolher sua atividade física.

Se você pratica aulas coletivas e quer deixar seu depoimento, fique à vontade para escrever abaixo. Não esqueça de deixar sua sugestão de temas para a próxima semana!

Para essa semana, quero acabar o texto com uma frase que eu gosto muito: “Se você esperar as condições perfeitas, nunca fará nada”. Pense nisso e comece a treinar hoje mesmo, não deixe para amanhã!

Comentários ( 3 )

  1. Amo muito tudo isso….
    Parabéns Patricia pelo exelente trabalho que vem executando,e por toda ajuda que vc vem me dando com seus treinos…
    Sou muito agradecida

Deixe uma resposta