Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Jacundá

Ladrão é preso após denúncia de vizinhos em Jacundá

A prisão do acusado é resultante de um trabalho investigativo com apoio popular.

O furto de um aparelho de televisão e de um botijão de gás GLP levou à prisão de Jonathan da Silva Olegário nesta terça-feira (15), em Jacundá, após seis dias de praticado o delito, cuja vítima foi um vizinho. A prisão aconteceu através de uma intervenção policial militar da 18ª Companhia Independente da PM do município.

De acordo com informações divulgadas pelo comando da CIPM, a prisão do acusado é resultante de um trabalho investigativo com apoio popular. O furto aconteceu no dia 9 deste mês, quando Jonathan Olegário, residente na rua 14 de Março, bairro Boa Esperança, arrombou uma das portas de uma residência no mesmo bairro e furtou um aparelho de televisão e um botijão.

Para chegar ao acusado, a polícia contou com informações de moradores sobre o acusado e os objetos furtados. “Foi conseguido com êxito o endereço do mesmo, que foi acionada a guarnição comandada pela sargento Vânia, cabo Jamerson e soldado Hélio, que de imediato se deslocaram ao endereço informado, conseguindo localizar o acusado, que juntamente com os objetos do furto foram apresentados na Delegacia da Polícia Civil de Jacundá”, informou o comandante Fábio Rayol.

A TV e o botijão de gás foram entregues ao proprietário, enquanto o delegado Sérgio Máximo dispôs o acusado à Justiça.

Jacundá

Assaltante preso após atacar mulher em Jacundá

Marco Antônio Martins não foi muito longe após o assalto, acabou capturado pela Polícia Militar e reconhecido pela vítima

Marco Antônio Alves Martins, 21 anos de idade, foi preso na tarde de sexta-feira (11), acusado de roubar, em companhia de um comparsa, objetos pessoais de uma mulher que transitava pela Rua Bahia, no centro da cidade de Jacundá. A prisão foi efetuada por policiais militares a bordo da viatura 7801, composta pelos cabos César Leal, Marcos e Duarte, e soldado Jonathan, após a vítima, Nilda Sousa Conceição comunicar a ocorrência.

A mulher disse que se encontrava em via pública, precisamente na Rua Bahia, que fica no centro da cidade, quando dois elementos, em duas bicicletas a abordaram com uma arma branca, tipo faca, e fizeram ameaças.

Com medo de algo pior, ela conta que entregou um aparelho celular e outros objetos que estavam na bolsa dela, além de certa quantia. Após a dupla fugir, ela acionou uma equipe de policiais militares.

O comandante da PM de Jacundá, major Fábio Rayol, explicou que “de imediato foram realizadas as buscas nas proximidades e que um dos infratores foi capturado em uma área de mata”. Marco Antônio foi reconhecido pela vítima e  conduzido para a Depol de Jacundá para a apresentação.

Redenção

Assaltantes fazem arrastões pelas ruas da cidade de Redenção

Além da prática de assalto, a população está tendo suas casas invadidas pelos ladrões.

A onda de violência em Redenção sul do Estado, continua em alta. Todos os dias várias trabalhadores, passam pela Delegacia de Polícia  Civil,  afim de  registrar Boletim de Ocorrência. Na maioria das vezes o contexto é o mesmo; assalto, roubo e  furto.

Na manhã deste sábado (12), um vídeo viralizou nas redes sociais. Nas  imagens é possível ver três mulheres em plena luz do dia, andando tranquilamente em uma das ruas da cidade, quando foram surpreendidas por um assaltante. O jovem, pilotava uma motocicleta Pop 100 de cor vermelha sem placa, no vídeo o assaltante aborda o grupo de  mulheres e com posse de uma arma de fogo, consegue tomar duas bolsas  e logo em seguida toma  rumo ignorado. A Polícia já tomou conhecimento do vídeo e está atrás do assaltante com o objetivo de prende-lo.

Indignado Valdeir Sores, procurou a reportagem  do Blog, para informar que na manhã deste sábado, foi vítima dos criminosos. Segundo a vítima, ele estava trabalhando quando os assaltantes adentraram  em sua residência e de lá  subtraíram  vários objetos. “ Eu estava trabalhando e quando cheguei em casa encontrei tudo bagunçado, os ladrões levaram meu botijão, TV, roupas, calçados e até desodorantes” indagou

Valdeir procurou a Delegacia de Polícia Civil para registrar o Boletim de Ocorrência, a vítima espera conseguir recuperar seus objetos.

Mesmo diante das viaturas policiais fazendo Honda ostensiva pelas ruas da cidade, não tem intimidado a ação dos criminosos. Na noite deste sábado (12), por volta das  21h a dona de casa  Keiane dos Santos, foi vítima de uma tentativa de assalto. “ Eu estava aqui na frente da casa da minha mãe, quando dois assaltantes passaram e com uma arma na mão, tentaram fazer o assalto. Quando  vi a arma na mão de um dos assaltantes, sair correndo, eu caí e me machuquei.” Relatou a vítima apavorada.

De acordo com a Polícia Militar, estão sendo feitas várias operações na cidade, afim de combater a violência nas práticas de assalto no município. A Polícia  orientou a população a não deixar suas residências sozinhas. “Quando o criminoso descobre que sua casa está sozinha, passa ser alvo fácil para ele cometer o seu ato ilícito é, importante você não deixar sua casa só, deixe sempre alguém na casa”.

Jacundá

Em Jacundá, além de furtar, ladrão de residências deixa malcheirosa marca

Ele entra nas casas, rouba tudo o que encontra de valor, mas, antes de sair faz o "número dois" e deixa o local empestado

O cidadão chega à residência e após abrir a porta da casa percebe que tudo está revirado e, principalmente, que alguns objetos sumiram. Além do prejuízo material e financeiro, a vítima ao inalar o ar no interior do imóvel sente um odor fatídico de fezes humanas. Essa é a marca registrada de um ladrão ainda não identificado na cidade de Jacundá, onde dois casos já foram registrados na Delegacia de Polícia Civil.

Uma das vítimas, que pediu para não ser identificada, registrou Boletim de Ocorrência sobre o fato inusitado na semana passada. Ela é moradora do Bairro Amazonas e, conforme descreveu no BO, ao entrar no domicílio percebeu o sumiço de um aparelho de TV de 40 polegadas. E mais. “Havia uma catinga na sala que mal dava pra gente ficar. E quando procuramos atentamente havia um tolete no canto da sala”, detalhou a vítima.

No mesmo boletim de ocorrência, ela conta que uma vizinha também encontrou caso semelhante. Nessa situação, o ladrão fez uso de um ambiente externo do imóvel, que fica debaixo de uma caixa de água. “Ela teve vários objetos furtados e também encontrou um tolete”.

Outro caso registrado na Delegacia de Jacundá apresenta os mesmo modus operandi. Desta feita, o ladrão desconhecido resolveu defecar no piso da cozinha da vítima. Antes, ele aproveitou o que havia na geladeira da casa. Uma residência no Bairro Boa Esperança também recebeu a visita do ladrão. A vítima, identificada pelas iniciais A.N.S., contou que encontrou arrombada a porta dos fundos do imóvel. “E, no meu caso foi pior, pois o ladrão defecou em cima da cama e se limpou com o lençol”. Esse caso não foi registrado na Depol de Jacundá.

O ladrão escolhe casas construídas com madeira para atacar. “No meu caso, ele arrancou algumas tábuas da parede”, disse a vítima da primeira situação. “Ladrão Cagão”. Esse tem sido o apelido dado ao larápio do intestino solto nas redes sociais.

Marabá já teve seu “Cagadinha”

Esse caso lembra outro ocorrido na segunda metade dos anos 1980, em Marabá, conforme consta nos arquivos do antigo Jornal Correio do Tocantins – hoje Correio de Carajás. O modo de agir do ladrão, que atacava no Núcleo Cidade Nova, era o mesmo: ele entrava nas casas muito sorrateiramente, sem acordar os moradores, juntava tudo o que levaria em seguida, mas, antes de sair deixava sua “marca”, preferencialmente na mesa da cozinha ou da sala de jantar. E, em alguns casos, ainda escrevia bilhetes ao dono da casa com ironias. Foi preso diversas vezes pelo então delegado Distrital da Cidade Nova, Luís Filho, que lhe cunhou o apelido de “Cagadinha”.