Pará

Bragantino vence o São Raimundo e fica com o 3º lugar do Parazão

O Bragantino Clube do Pará conquistou um feito inédito na sua história de 43 anos. Na tarde deste sábado (7), com aproximadamente três mil torcedores no Estádio Olímpico São Benedito, o Diogão, …

O Bragantino Clube do Pará conquistou um feito inédito na sua história de 43 anos. Na tarde deste sábado (7), com aproximadamente três mil torcedores no Estádio Olímpico São Benedito, o Diogão, em Bragança, o Tubarão do Caeté abocanhou o São Raimundo, o Pantera santareno, por 1 a 0, e ficou com o terceiro lugar do Campeonato Paraense de 2018, além de garantir vaga na Copa do Brasil de 2019.

Em um jogo bastante equilibrado, o gol único foi marcado pelo atacante Marcelo Maciel, aos 40 minutos do primeiro tempo, o que garantiu o inédito terceiro lugar no Parazão e a inédita vaga para a Copa do Brasil. O Tubarão do Caeté terminou a competição com 61% de aproveitamento, somando 26 pontos. No total, foram 14 jogos, com oito vitórias, dois empates e quatro derrotas, marcando 21 gols e sofrendo 18, terminando com um saldo positivo de três tentos.

O jogo: Tubarão é o terceiro colocado do Parazão 2018 e um dos representantes do Pará na Copa do Brasil de 2019!

Jogando em casa, o Bragantino começou melhor. O atacante Marcelo Maciel entrou como titular na partida arrancou do jeito que ele gosta, mas o zagueiro Sandro mandou para escanteio. O São Raimundo reagiu e o atacante Felipe chutou colocado, a bola passou por cima assustando o goleiro Paulo Ricardo. Em outra arrancada de Marcelo Maciel, que só foi parado por Wendel próximo da grande área e o árbitro assinalou falta, por pouco não seria pênalti. Na cobrança de falta ensaiada, Gabriel Gonçalves lançou e a bola passou por todo mundo e foi para fora.

O Pantera começou a levar perigo em contra-ataque: Felipe foi lançado e ficou de frente para marcar, mas parou na boa defesa de Paulo Ricardo, que mandou para escanteio. O Tubarão começou a tocar bem a bola envolvendo o alvinegro de Santarém. Em uma jogada mais forte, Alan Calbergue se livrou da marcação e foi derrubado pelo volante Romário, que foi advertido com cartão amarelo.

Minutos depois, Eneilson tentou arrancar com a bola e recebeu carrinho por trás do meia Tetê do São Raimundo, que levou cartão vermelho direto do árbitro Wasley do Couto Leão, da CBF. O curioso, é que o meia Tetê estava retornando de suspensão justamente pela sua expulsão diante do Clube do Remo na semifinal do Parazão. O Tubarão foi para cima e chegou ao gol: Após cruzamento, o baixinho Marcelo Maciel desviou de cabeça para o fundo do barbante, 1 a 0, aos 40 minutos, explodindo a torcida bragantina no Diogão.

Na segunda etapa, a partida começou com forte marcação. Apesar de um jogador a menos, o Pantera não se intimidou e buscou o empate. O lateral-direito Bruno Limão cruzou uma bola venenosa, Wendel desviou e o goleiro Paulo Ricardo defendeu. No contra-ataque, Pecel cruzou para o meio e o goleiro Jader do São Raimundo ficou a bola. Em uma falta para a equipe santarena, Felipe cobrou e o zagueiro Gabriel Gonçalves aliviou o perigo.

A torcida do Tubarão começou a cantar forte nas arquibancadas. Mauro Ajuruteua fez um carnaval na defesa do Pantera e cruzou da direita, o atacante Pecel subiu de cabeça e não alcançou a bola, na sobra Keoma disparou muito alto por cima da meta de Jader. Em outra jogada perigosa, Felipe Maracanã recebeu passe, driblou a marcação e chutou forte para a boa defesa de Jader.

O Bragantino ganhou mais espaço com as saídas do São Raimundo. Em um lançamento para Mauro Ajuruteua, o atacante do Tubarão dominou e chutou forte para a  defesa de Jader. Em uma falta já nos acréscimos próximo da grande área, Bruno Limão cobrou por cima da meta de Paulo Ricardo. Placar final: Bragantino 1 x 0 São Raimundo. Com a vitória, o Bragantino garantiu o terceiro lugar do Campeonato Paraense de 2018 e conquistou vaga para a Copa do Brasil de 2019.

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO: Paulo Ricardo; Serafim, Romário, Gabriel Gonçalves e Rodrigo Reis; Keoma Pires, Paulo de Tárcio, Eneilson e Alan Calbergue (Felipe Maracanã); Marcelo Maciel (Pecel) e Romarinho (Mauro Ajuruteua). Técnico: Artur Oliveira

SÃO RAIMUNDO: Jader; Bruno Limão, Moisés, Sandro e João Victor; Romário (Lima), Tetê, Jeová (Tavinho) e Kleyton (Léo); Felipe e Wendell. Técnico: Vladimir de Jesus

Árbitro: Wasley do Couto Leão-CBF

Assistentes: Márcio Gleidson Correia Dias-CBF e Rafael Bastos Cardoso-CBF

Quarto-árbitro: Gustavo Ramos Melo-CBF

Quinto-árbitro: Renato Gomes da Silva

Cartões amarelos: Gabriel Gonçalves e Pecel (Bragantino); Romário (São Raimundo)

Cartão vermelho: Tetê (São Raimundo)

Gol: Marcelo Maciel, aos 40 minutos para o Bragantino

Local: Estádio Olímpico São Benedito, o Diogão, em Bragança

Por Fábio Relvas

Deixe seu comentário