Parauapebas e Canaã vão receber Comissão de Barragens da Alepa

Viagem será na próxima semana. Deputados esperam contar com presença do promotor de Justiça que acompanha situação em Brumadinho.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Parauapebas e Canaã dos Carajás irão receber, na próxima semana, a visita de deputados da Comissão de Barragens da Assembleia Legislativa. A viagem está marcada para terça-feira, 7, em Canaã, e, no dia seguinte, em Parauapebas. O anúncio foi feito pela deputada Marinor Brito (PSol) na sessão da última terça-feira, 30, quando ela informou que serão visitadas as barragens do Sossego, Geladinho e do Gelado.

Até esta semana os deputados que confirmaram presença nos municípios foram professora Nilse (PRB), Heloísa Guimarães (DEM), Dirceu Ten Caten (PT) e Toni Cunha (PTB). Devem acompanhar a comissão representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Pará (OAB-PA), do Movimento de Atingidos pelas Barragens (MAB) e das comunidades quilombolas.

Convite especial foi enviado pela Alepa ao promotor de Justiça André Sperling, responsável pelo caso que apura o rompimento da barragem da Vale na cidade de Brumadinho (MG) e que tem sido contundente nas críticas às ações da mineradora. “Ele se mostrou interessado em participar (da visita às barragens no Pará)”, garantiu Marinor Brito.

As barragens do Geladinho e do Gelado, em Parauapebas, são consideradas de médio risco pela Agência Nacional de Águas (ANA) enquanto a do Sossego, em Canaã, de alto risco. Marinor Brito informou que nos dois municípios a “agenda é extensa”, com realização, inclusive, de audiências públicas para ouvir a sociedade, principalmente a população que reside em torno das barragens e que tem vivido assombrada desde o que aconteceu em Brumadinho.

“A mineradora não tem cumprido a legislação, sequer os pressupostos obrigatórios para aferir as licenças ambientais”, disse Marinor Brito. Ela informou que a Comissão de Barragens tem até o mês de junho para apresentar os resultados “desse trabalho, que tem sido árduo, mas que é muito importante”.

Por Hanny Amoras – correspondente do Blog em Belém