Parauapebas

Projeto SIS vai preparar jovens carentes de Parauapebas para o Encceja

A finalidade é proporcionar a esses jovens a aquisição do certificado de Ensino Médio, aumentando as chances de ingresso deles no mercado de trabalho e a retomada dos estudos

O Projeto SIS – Senai, Indústria e Sociedade, de iniciativa do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) junto com a indústria, atenderá à comunidade em situação de vulnerabilidade social do Bairro dos Minérios, em Parauapebas. O atendimento ocorrerá na Associação Girão de Artes Marciais e o objetivo é preparar jovens e adultos para mercado de trabalho. No primeiro momento o foco será capacitar os jovens que só concluíram o Ensino Fundamental para que obtenham também o certificado do Ensino Médio.

Eles receberão aulas para que possam se submeter ao Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos), uma avaliação Nacional que ocorre em agosto próximo.

As aulas ocorrerão em espaço reformado e adaptado para o projeto, denominado Sala Incluir, no mesmo prédio da Associação Girão, e acontecerão de segunda a sexta feira, das 13 horas às 17 horas.

A seleção dos jovens está sob a responsabilidade da Associação Girão e os requisitos para o Encceja são: idade mínima de 18 anos e ter concluído o Ensino Fundamental. A avaliação em Parauapebas ocorrerá no dia 25 de agosto deste ano, nos turnos manhã e tarde, das 9h às 13h e das 15h30 às 20h30.

A preparação terá a duração de 45 dias, no período 20 de maio a 23 de agosto, à exceção do mês de julho, quando as atividades serão suspensas.  

A aula inaugural acontece no próximo dia 20, com início previsto para as 13 horas, na Associação Girão, com presença das empresas parceiras e a comunidade atendida. “Considero esta ação de caráter social relevante. Portanto, uma forma de contribuir principalmente com jovens e adultos, que podem retomar seus estudos, completar a Educação Básica e continuar a formação”, avalia Alysson Negreiros, mobilizador do SIS.

Ele ressalta, ainda, que a ação pode ter um efeito imediato, resultando na elevação da autoestima dos jovens e no aumento das chances de ingresso deles no mercado de trabalho, “cada vez mais exigente e competitivo”.

Deixe seu comentário