Prefeitura de Canaã derruba a de Santarém e se torna 5ª mais rica do Pará

Receita por habitante da administração de Jeová Andrade é 3ª maior do país e não vai parar de crescer, com ou sem pandemia de vírus letal. Ananindeua é próxima “vítima” a ser derrubada.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Aconteceu como o Blog do Zé Dudu havia previsto em diversas oportunidades ao longo do ano passado: a Prefeitura de Canaã dos Carajás ultrapassou a Prefeitura de Santarém em acúmulo de dinheiro público. De janeiro a abril deste ano, a administração de Jeová Andrade reportou no balanço orçamentário uma impressionante arrecadação de R$ 241,85 milhões. É quase o mesmo montante arrecadado durante o ano inteiro de 2017, quando a arrecadação líquida totalizou R$ 246,46 milhões. As informações foram levantadas com exclusividade pelo Blog do Zé Dudu.

A Prefeitura de Canaã dos Carajás, que encerrou 2019 na 148ª colocação no mapa da arrecadação nacional, avançou 20 posições e, agora, é a 128ª, de acordo com informações coletadas pelo Blog junto ao Tesouro Nacional. E subiu uma posição no Pará, ocupando atualmente o 5º lugar, antes pertencente à prefeitura do principal município do oeste paraense comandada por Nélio Aguiar. É o município onde as finanças públicas mais avançam no país.

O governo de Santarém reportou receitas correntes de R$ 222,12 milhões no primeiro quadrimestre deste ano. A diferença é que, nas contas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Prefeitura de Santarém usa esse recurso em favor de 305 mil habitantes, enquanto Canaã usa bem mais para uma população oito vezes menor. Extraoficialmente, sabe-se que a população real de Canaã é superior à estimada pelo IBGE e estaria na casa dos 65 mil habitantes, ainda assim cinco vezes inferior à de Santarém.

Com esse desempenho no quadrimestre, o Blog também calculou que Canaã ostenta a 3ª maior receita per capita do Brasil, com R$ 6.522 recolhidos pela prefeitura local por habitante. Só fica atrás dos municípios de Tibau-RN (R$ 11.930 por pessoa) e Ilhabela-SP (R$ 7.475).

Lista da riqueza

A subida rápida de Canaã dos Carajás entre as prefeituras financeiramente importantes do país não vai cessar. E causa pressão em municípios importantes e conhecidos. Canaã está imediatamente atrás de Imperatriz-MA (R$ 245,24 milhões), um dos polos regionais mais dinâmicos da Amazônia oriental, e à frente de Vitória da Conquista-BA (R$ 234,75 milhões), referência nacional em saneamento básico, e Sobral-CE (R$ 234,63 milhões), referência nacional em educação pública. Também arrecadaram menos que Canaã nos primeiros quatro meses deste ano as prefeituras de Olinda-PE (R$ 229,56 milhões), Mossoró-RN (R$ 228,89 milhões) e Araçatuba-SP (R$ 227,38 milhões).

Apesar da riqueza ascendente, o município de Canaã dos Carajás ainda não conseguiu tomar para si um notório referencial de qualidade no quesito social (educação, saúde, saneamento básico ou segurança, por exemplo) e só é comumente lembrado por abrigar o mais importante projeto de mineração da década e o qual deve expandir sua capacidade de operação nos próximos anos.

No Pará, as prefeituras mais ricas no primeiro quadrimestre deste ano foram Belém (R$ 1,014 bilhão, 18ª no Brasil), Parauapebas (R$ 539,64 milhões, 51ª), Marabá (R$ 304,09 milhões, 96ª) e Ananindeua (R$ 298,46 milhões, 98ª). O levantamento realizado pelo Blog considera um universo de 4.487 prefeituras (80% do total) que encaminharam seus balanços orçamentários para prestar contas ao Tesouro Nacional. O Brasil tem 5.568 prefeituras.

Publicidade