Parauapebas

Prefeito Darci Lermen empossa Wanterlor Bandeira na Secretaria de Obras de Parauapebas

O prefeito de Parauapebas, Darci José Lermen, assinou nesta quarta-feira (13) o decreto de nomeação do ex-diretor Administrativo da Câmara Municipal, Wanterlor Bandeira Nunes, como secretário municipal de Obras. Ele já exerceu também a função de secretário municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão. Wanterlor substitui Maria Silvana Sousa, que pediu afastamento do cargo “por questões pessoais”.

Ao ascender à presidência da Câmara Municipal, recentemente, o vereador Luiz Castilho havia chamado Wanterlor para assumir a Administração da Casa e, hoje, na despedida do auxiliar, disse que a Câmara perde e que ele fica triste, mas tem a responsabilidade de reconhecer que o Wanterlor “não é zagueiro”, em analogia a um time de futebol.

“O Wanterlor é artilheiro, então, temos de colocá-lo numa posição onde ele tenha condição de fazer gols, na condição de secretário municipal de Obras, em prol da melhoria dos serviços, da estrutura que o município tanto precisa. A Câmara perde, mas a sociedade de Parauapebas, a estrutura administrativa do governo ganha muito, eu tenho certeza disso”, afirmou Castilho.

O vereador considerou que o momento em que Wanterlor Bandeira aceita assumir a Obras é muito importante, pois existe uma ansiedade muito grande para que as coisas funcionem. “Você tem a grande responsabilidade, como agente político que é, de conduzir esta pasta, respeitando muito o legado que a dona Maria Silvana Sousa deixou”, disse o presidente da Câmara.

Luiz Castilho afirmou que a ex-secretária pode não ter feito tudo o que era necessário, mas adiantou muito daquilo que precisava ser feito e conduziu a pasta por pouco mais de dois anos com muita retidão “e isso tem de ser valorizado”.

“Mas, o processo político é dinâmico e exige que essa alternância, em determinado momento, faça parte dele. E a responsabilidade de entregar melhor infraestrutura para o nosso município é sua, Wanterlor”, encerrou Castilho.

Novo secretário de Obras diz que não tem medo de serviço

Wanterlor agradeceu as palavras de Castilho e a presença de todos os que prestigiaram o ato de posse e lembrou que é a segunda vez que volta ao governo. “Isso demonstra a confiança e o legado que nós conseguimos formar durante esses 35 anos de Parauapebas. Mas, aqui, é como diz a canção de Milton Nascimento, ‘Chegadas e Partidas’, ‘a vida se repete na estação’, onde se chega e onde se vai”, comparou.

“A dona Silvana chegou, cuidou bem da estação, foi; nós estamos chegando e esperamos cuidar bem desta estação para que novos passageiros, quando chegarem, recebam da melhor forma possível. Portanto, temos muito trabalho, a tarefa é árdua, mas, não temos medo de serviço. Vamos trabalhar muito”, prometeu.

Para isso, Wanterlor afirma ter o apoio e a confiança do prefeito, “que é muito importante”. “Temos uma tarefa árdua, a cidade cresce, tem obra para todo lado para fazer, o tempo é curto. Todos aqui serão zagueiros e atacantes. Nenhuma ação aqui ficará sem resposta, teremos resposta a tudo que for referente à obras e serviços em Parauapebas”, assinalou.

O novo secretário disse também que todos os demais secretários podem contar com ele e que as portas da Secretaria de Obras estarão abertas tanto para a população quanto para os companheiros de outras pastas. “De imediato, estamos estudando o Plano de Governo que foi apresentado ao povo em 2016 e, diante disso, é preciso afinar o que foi prometido com o que se vai fazer, para que possamos cumprir religiosamente aquilo, na parte de obras, para a população ser bem representada”, antecipou Bandeira.

Ele anunciou a intenção de abrir um canal de comunicação com a comunidade para que ela cobre, denuncie e apresente sugestões. Isso é importante, segundo Bandeira, porque o diálogo tem de estar sempre aberto: “Não temos medo de fazer esse enfrentamento, somos parceiros”.

Ao final de sua fala, Wanterlor agradeceu e lembrou que é um dos poucos que já assumiu quatro secretarias em menos de quatro anos: “Isso demonstra que há confiança. E onde passei deixei um bom serviço prestado, os exemplos estão aí e isso me dá só a satisfação de continuar fazendo aqui, com muito respeito, com muita dedicação. O pessoal da secretaria pode ficar tranquilo, estamos chegando para somar. É como diz o Beto Guedes, ‘um mais um é sempre mais do que dois’. Então vamos fazer bem feito que a população merece”.

Darci Lermen afirma que trabalha para acertar sempre

O prefeito Darci Lermen também discursou começou agradecendo à ex-secretária Silvana Sousa, pelo trabalho prestado: “Ela fez sua parte, vocês podem ter certeza disso, ela me entregou a carta de afastamento por questões pessoais e, a partir disso, nós acabamos escolhendo o Wanterlor”.

Lembrou que conhece Wanterlor há muitos anos, que já foram militantes do mesmo partido e fizeram muitas ações juntos e destacou que esse histórico é muito importante neste momento de grande desafio.

Disse ao secretário que já tem o levantamento exato e, na semana que vem, não só Wanterlor, mas cada titular de pasta vai receber a sua cartilha, com aquilo que é para jogar no segundo tempo, referindo-se à segunda metade do governo, também usando a analogia de um jogo de futebol.

“Nesse primeiro tempo nós conseguimos ver o jeito de cada jogador e agora é hora de posicioná-los conforme a necessidade. Todos temos de jogar na defesa e no ataque. Queremos registrar aqui a nossa vontade de acertar”, ressaltou o prefeito

A única coisa que ninguém pode duvidar do governo dele, enfatizou Darci, é de que ele está trabalhando para acertar, afirmando que nunca fez nenhum tipo de ação, nenhum tipo de atividade que possa prejudicar a cidade.

“Ao contrário, nós queremos acertar no governo, fazer esse ajuste, para que possamos seguir em frente, principalmente nessas obras estruturantes, que nós vamos ainda realizar na cidade, com aquilo que já foi feito e com o que ainda vamos fazer”, anunciou.

O gestor disse que os desafios são extraordinários, na área do Saneamento, na Educação, e na Saúde, entre outras, e que a Secretaria de Obras tem a ver com tudo isso. Ele voltou a dizer o que repete em todos os discursos: “As obras e os serviços em Parauapebas devem ser realizados prioritariamente pegando a mão de obra local. Nós não vamos interferir em licitações para dizer quem vai ganhar. Ganha quem apresentar a melhor proposta, mas, quem ganhar, deve empregar mão de obra local. Isso é fundamental para nós”.

Desejou a Wanterlor que, em sua passagem pela Secretaria de Obras, ele possa fazer o melhor porque é isso o que a cidade, o povo está precisando e querendo. E, nesse sentido, os palanques já foram desmontados, destacando que ali, naquele momento, havia muitas pessoas que não apoiaram a campanha dele, mas isso é de menos, o que é preciso é que possa formar um bom time, uma boa seleção para poder jogar agora. “Digamos que as eleições são o Campeonato Brasileiro, mas o governo é a Copa do Mundo em que você tem de pegar os melhores e juntar os vários times para que possamos chegar longe, essa á a nossa vontade”, concluiu o prefeito sob aplausos.

Deixe seu comentário