Mais de 8 mil pessoas vacinadas contra a gripe em Jacundá

Apesar do esforço da equipe da SMS, equipes não conseguiram imunizar todos os grupos de risco no percentual estabelecido
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

A Secretaria Municipal de Saúde de Jacundá (SMS) divulgou na manhã desta quarta-feira, 25, o relatório sobre a cobertura vacinal na cidade e comunidades rurais. Em alguns grupos prioritários a meta foi ultrapassada, mas em outros ficou próximo do estabelecido. No geral, foram vacinadas 8.015 pessoas, o que totaliza um índice geral de 85,74% da população alvo da campanha nacional contra gripe.

O coordenador de Imunização da SMS, enfermeiro Ailton Lima, detalhou que a campanha tinha como meta vacinar 90% dos grupos de riscos. “Porém, em alguns setores não conseguimos atingir essa meta, mas ficamos bem próximo”.

Para vacinar a população contemplada, a Secretaria de Saúde montou um mutirão de profissionais que envolveu agentes comunitários de saúde, agentes de endemias, e profissionais que atuam nas unidades básicas de saúde, além da rede municipal de ensino.

Os trabalhadores em saúde vacinados superaram a meta programada. A cobertura alcançou neste grupo 102,23% da meta, contra 72% das crianças, e gestantes 85,74%. As puérperas 123,47% e indígenas 58,18%. Os idosos vacinados ultrapassaram a meta e chegou a 97,69%. Também professores com 107,83$ deles vacinados. “Nosso esforço foi conjunto e realizamos um pente fino no município para tentar alcançar a meta vacinal”, diz a secretária de Saúde, Yara Soraya Taborda.

Boatos em redes sociais

Diversas notícias sem fundamentos foram divulgadas contra a vacina. E uma das preocupações da Secretaria de Saúde foi em relação às pessoas que evitaram procurar os postos de saúde em funçao de boatos relacionados à vacina. “Registramos alguns casos de pessoas que não foram se vacinar por terem receio. O ato de não se imunizar expõe a população aos riscos de complicações da doença, principalmente os grupos prioritários. A dose contra a gripe é absolutamente segura e tem eficácia de 95% a 98%”, informou o coordenador.

A Secretaria de Saúde continua disponibilizando doses da vacina, gratuitamente, em todas as unidades do sistema de saúde pública. Podem receber a vacina pessoas a partir de 60 anos; crianças de 6 meses a 5 anos; trabalhadores de saúde; professores das redes pública e privada; povos indígenas; gestantes; mulheres até 45 dias após o parto; pessoas privadas de liberdade, inclusive adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas.

Antonio Barroso – Correspondente de Jacundá
Publicidade