RADAR PARAUAPEBAS: Saiba o que é notícia na Capital do Minério neste início de semana

Cadê a Cfem? Falta de orçamento da União trava repasses e deixa prefeitos desesperados. Mas se falta “cash”, veem-se obras para todo lado em Parauapebas, e zona rural é bola da vez

Continua depois da publicidade

ESTRADAS RURAIS

No embalo do pacote direcionado a asfaltamento de diversas estradas rurais, a Prefeitura de Parauapebas comunicou nesta segunda-feira (21) nova licitação para contratar um “gato” que realize serviços de conservação e manutenção de estradas de chão da zona rural do município. As propostas comerciais estão agendadas para 24 de março, mas o valor ainda não foi divulgado porque o edital ainda não está disponibilizado no portal da transparência. Barata, sabemos, a empreitada não vai ser.

ESTRADA RURAIS (2)

Neste momento, o governo de Darci Lermen está com licitações em andamento para asfaltar diversas estradas importantes da zona rural. Tem a obra para asfaltar a estrada Rio Branco; o trecho entre a Palmares 2 e a vila Três Voltas; o trecho entre a vila Carimã e a ponte sobre o Rio Itacaiúnas; o trecho de Parauapebas a vila Valentim Serra; tem construção de três pontes de concreto no distrito de Cedere 1. São obras para colono algum botar defeito e que, quando concluídas, vão melhorar a vida dos 20 mil que vivem no campo e movimentam cerca de R$ 130 milhões em commodities agrícolas.

CADÊ O ROYALTY?

Está todo mundo desesperado — principalmente nas prefeituras pequenas e dependentes da mineração — com o sumiço da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (Cfem), que até esta segunda (21) não caiu na conta. A Capital do Minério está, por exemplo, com quase R$ 70 milhões para receber a qualquer momento. Tudo por causa de falta de dotação orçamentária no orçamento da União para efetuar os pagamentos. É mais ou menos assim: dinheiro tem — até porque as mineradoras já fizeram o repasse dos valores à Agência Nacional de Mineração (ANM). Mas falta “papel”: é preciso ter orçamento disponível para empenhar, liquidar e pagar a Cfem, mas em ano eleitoral as prioridades são outras. Enquanto isso, a Cfem está estacionada na conta do Governo Federal, rindo da cara de quem anda doido varrido por ela.

CALOURO TÁ ON!

Nesta terça-feira (22) serão conhecidos os nomes dos primeiros 50 estudantes de Enfermagem em universidade pública de Parauapebas. É que o resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) sai amanhã, e a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) está em peso no Sisu. Além de Enfermagem, a Federal tem 50 vagas para Zootecnia, Agronomia, Engenharia Florestal, Administração e Engenharia de Produção. Em março, é a vez da Universidade do Estado do Pará (Uepa) liberar seu listão com os 40 nomes da turma de Enfermagem em Parauapebas. Ao todo, Parauapebas vai ofertar 90 vagas em cursos públicos de Enfermagem este ano.

DINHEIRO NA PRAÇA

Até sábado (26), há previsão de salário para o funcionalismo da Prefeitura de Parauapebas, o mais bem pago do Norte-Nordeste do Brasil. A Câmara de Vereadores já pagou no último final de semana, e agora faltam a PMP e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saaep), que, juntos, devem derramar cerca de R$ 60 milhões líquidos. Hoje, a folha de pagamento mensal da administração da Capital do Minério é suficiente para quitar as despesas do ano inteiro de um município como Eldorado do Carajás.

COVID-19

Nos últimos sete dias (14/2 a 20/2) foram contabilizados 1.556 novos casos de Covid-19 em Parauapebas (222,2 por dia), com 6 óbitos registrados. No total, o município já tem 64.787 casos de pacientes infectados pelo vírus, além de 552 óbitos registrados. Já são 62.067 os recuperados pelo sistema de saúde local. A taxa geral de ocupação de leitos no município (atualizada às 11h32 deste domingo) está em 26%, sendo que leitos de enfermaria SUS: 22%; UTI SUS: 25%; enfermarias particulares: 35%; UTI particular: 50%. O atendimento exclusivo para pacientes portadores do vírus acontece no Centro Especializado de Atendimento de Covid-19, anexo ao Hospital Geral de Parauapebas.

VACINA

Segundo a Coordenação da Central de Vacinação da Secretaria Municipal de Saúde, em Parauapebas, até o momento, 98,8% da população já tomou a primeira dose da vacina contra a Covid-19, e 78% da população já está imunizada com a segunda dose.

%d blogueiros gostam disto: