Criminosos tocam terror em Cametá com morte de refém e ataques agências bancárias e quartel da PM

Cerca de 20 homens invadiram a cidade na madrugada desta quarta-feira (02), usando armas de grosso calibre, como fuzis, e explosivos. Vídeos mostram a ação dos bandidos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Uma quadrilha provocou terror entre os moradores de Cametá, município do nordeste paraense, na madrugada desta quarta-feira (02). Cerca de 20 criminosos, fortemente armados, tomaram as ruas do município e atacaram as agências bancárias e o quartel da Polícia Militar. Os bandidos também fizeram os moradores de reféns durante a ação que durou mais de 1 hora.

As imagens que circulam nas redes sociais, feitas pelos próprios moradores, mostram muitos tiros e um grupo de pessoas que foram feitas reféns servindo de escudo humano para os bandidos. Elas estavam em bares assistindo a um jogo de futebol quando foram supreendidas pelos criminosos.

Os assaltantes usaram armas de grosso calibre, como fuzis e explosivos. Com ataque ao quartel, a PM teve dificuldade de agir. A ação que durou mais de uma hora teve como principal alvo o Banco do Brasil.

A Secretaria de Segurança Pública do Estado do Pará (Segup) confirmou a morte de homem que foi feito refém após ser alvejado pelos assaltantes. Outro morador foi atingido na perna por arma de fogo e está internado no hospital da cidade, mas sem gravidade.

Ainda segundo a Segup, durante as buscas uma caminhonete que teria sido utilizada foi encontrada pelas equipes policiais, no KM 15, na estrada que faz conexão com o município vizinho de Tucuruí. Dentro do veículo foram encontrados diversos explosivos. As buscas seguem em andamento na região. Equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), do Batalhão de Ações de Cães (Bac), da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE) e duas aeronaves do Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará (Graesp) estão dando apoio no município.

A Segup não confirmou se a quadrilha levou algo de valor durante o ataque às agências bancárias. A cúpula da Secretaria de Segurança Pública do Pará está em Cametá para verificar a situação e após levantamento fará uma coletiva para repassar outras informações.

Veja os vídeos feitos pelos moradores de Cametá, cidade com 136 mil habitantes, segundo o IBGE.

Novo Cangaço

A ação semelhante ao que foi registrada erm Criciúma, em Santa Catarina, conhecida como “novo cangaço”, ocorre em cidades do interior, com assaltos simultâneos e ataques a quartéis realizados por pessoas organizadas e fortemente armadas, onde os próprios moradores são feitos reféns.

Por Dayse Gomes