VÍDEO: Participante de reality em Jacundá obriga filhote de cão a inalar maconha

Vídeo viraliza nas redes sociais e causa revolta. O caso foi parar na Polícia Civil e até na Assembleia Legislativa do Estado
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O delegado Sérgio Máximo, titular da Delegacia de Polícia Civil de Jacundá, ouviu na noite de domingo (16) Gabrielly Milhomem, 18 anos de idade, participante do reality Casa Romais. Vídeo divulgado nas redes sociais mostra a moça inalando e vaporizando fumaça, supostamente de maconha, no focinho de um filhote de cachorro. As cenas revoltaram os internautas.

Uma entre os 12 participantes do reality, produzido e transmitido em rede sociais, Gabrielly aparece no vídeo tragando um cigarro e obrigando um cachorro inda pequeno a inalar a fumaça.

“Não faz isso não, mana. Coitado do animal. Meu Deus. Isso aí, mana, é maus-tratos”, alerta uma voz masculina durante a gravação do vídeo. A jovem só resmunga: “Rum”, Em seguida, a mesma pessoa comenta, sorrindo: “O cachorro lombrooooou”.

As imagens repercutiram com pedidos de justiça. O deputado estadual Igor Normando (Podemos) se manifestou contra a atitude da garota. “Nosso mandato já está no caso, gente! Estamos acompanhando e a pessoa já foi identificada e já está na delegacia prestando depoimento. Nossa equipe está procurando saber do paradeiro do animal”, publicou ele na página aufamilyabrigo, que divulgou o vídeo e contabiliza mais de 32 mil visualizações.

A equipe de produção do programa Casa Romais conduziu, a pedido do delegado Sérgio Máximo, a jovem até a delegacia da cidade, na noite de domingo (16). Ela foi ouvida e responderá pelo crime em liberdade.

Previsto pela Lei Ambiental desde 1998, maus-tratos a animais configuram crime com pena de 2 a 5 anos de reclusão, além do pagamento de multa e registro de antecedente criminal aos agressores. 

(Antonio Barroso)

Publicidade