Agência do Banco do Brasil de Jacundá só volta a funcionar em 2020

O estabelecimento foi alvo de assalto no último dia 22 de outubro, com o uso de explosivos que destruíram partes do prédio
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

A agência do Banco do Brasil de Jacundá reabrirá as portas em meados de 2020. Desde o dia 22 de outubro, após uma ação criminosa que destruiu salas e equipamentos, a unidade bancária está com atendimento suspenso. Clientes, aposentados e pensionistas recorrem às agências de Goianésia do Pará, Tucuruí e Marabá.

A quadrilha que atacou a agência do BB arrombou o cofre com explosivos, o que atingiu também dependências do prédio. Na fuga, reféns civis e policiais militares foram obrigados a acompanhar o bando. Uma quantia estimada em R$ 200 mil foi roubada.

A Polícia Civil do Pará já prendeu quatro suspeitos de participar da ação, na modalidade “vapor”. São eles: José Iran dos Santos Lucena, conhecido como “Zé Iran”; Júlio César Gonçalves de Carvalho e Leonardo Barbosa de Oliveira, de apelido “Lalau”.

Eles foram capturados por policiais civis no dia 2 de novembro, em Marabá. Outro assaltante, Dimbagad Dias Guimarães, o “Dimba”, foi preso no dia 28 de outubro, em Bom Jesus do Tocantins. Com ele a polícia encontrou armas, munições e uma roupa camuflada. Todo esse material foi apreendido.

Em relação à reabertura da agência, a Reportagem tentou ouvir a gerência do banco na manhã desta sexta-feira (29), no entanto, nenhum funcionário tem autorização para fornecer informação. Extraoficialmente, a notícia é que o banco só reabra em 2020, sem uma data específica. Enquanto isso, usuários recorrem a outros meios de transações financeiras e vão às cidades mais próxima para resolver problemas e até mesmo efetuar saques de valores monetários.

(Antônio Barroso)

Publicidade

Relacionados