Tucuruí: Moradores interditam portaria principal da Vila Residencial da Eletronorte

Os moradores estão mobilizados desde a semana passada fazendo manifestações contra a Eletronorte, cobrando reunião para discutir sobre regularização das casas que moram e também pedindo a suspensão da cobraça de energia elétrica, enquanto a situação na for resolvida
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Eles montaram tendas e não têm prazo para desocupar a área

Continua depois da publicidade

Na manhã desta quarta-feira (4), os moradores da Vila Residencial da Eletronorte, em Tucuruí, no sudeste do Pará, fecharam a portaria principal que dá acesso ao residencial. Desde a semana passada que eles estão mobilizados e fazendo manifestações diárias pedindo reunião com a Eletronorte e Eletrobrás, para discutir sobre a regularização e vendas das casas que ocupam, assim como pedem a suspensão imediata da cobrança de energia elétrica, até que a situação seja resolvida.

Neste momento, a entrada e saída de veículos estão sendo impedidas pelos manifestes, que só estão liberando a passagem de ambulância e carro da segurança pública. Outros veículos somente pela portaria do km-11.

Com faixas de protestos, os manifestantes instalaram tendas e não tem previsão de deixar o local.  Para Aline Pozzebom, presidente da Associação de Moradores da Vila Permanente (ASMOVIPE), precisa haver transparência nesse processo para que os atuais moradores não sejam prejudicados. “As empresas envolvidas precisam respeitar os moradores”, afirma Aline.

Nesta terça-feira (3), a Eletronorte divulgou nota, se posicionado sobre a situação. Confira abaixo à íntegra da nota.

Manifestantes fecharam o acesso à Vila Residencial de Tucuruí

“A Eletronorte informa que, em relação à determinação de pagamento das contas de luz pelos moradores da Vila Residencial de Tucuruí, apenas cumpre a determinação judicial e acompanha os procedimentos necessários. No que se refere à gestão da Vila, a Empresa está analisando as alternativas para a administração dos imóveis e, em razão disso, o processo de contratação de imobiliária está suspenso até a conclusão dos estudos em curso. A Eletronorte registra que todas as determinações constantes do processo judicial 0802459-88.2020.8.14.006 serão fielmente observadas. A Empresa continua à disposição do diálogo com comunidade, apenas solicita que a pauta das discussões seja discriminada previamente. Dessa forma, a Eletronorte firma o compromisso de definir, em até 48 horas, a data e o formato da reunião sobre o assunto”.

Tina DeBord