Prefeitura de Jacundá conclui instalação de Hospital de Campanha

Agora, a Secretaria Municipal de Saúde corre atrás de condições para adquirir respiradores. O município só tem um
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Com dois casos suspeitos para o Coronavírus, o município de Jacundá segue com outros 79 sob monitoramento da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Hoje (26) foi concluída a instalação de um Hospital de Campanha. Atualmente a SMS tem apenas um respirador mecânico.

O maior desafio da secretária de Saúde de Jacundá, Lícia Souza, é encontrar respiradores mecânicos para disponibilizar no Hospital de Campanha. “Ainda faltam os respiradores. Estamos com dificuldades de adquirir”, disse ela à Reportagem.

Para instalar, em tempo recorde, o Hospital de Campanha, a Prefeitura de Jacundá transferiu a Secretaria de Saúde para outras secretarias municipais, como a de Indústria, Comércio e Agronegócio, que recebeu alguns departamentos da Saúde.

Ela não divulgou o número de leitos, mas explicou que o critério de internação em leito de isolamento será para o paciente que apresente quadro leve, que necessite da assistência em nível de internamento. Tecnicamente serão os pacientes com suspeita ou confirmação para o Covid-19 que têm alguma comorbidade.

A SMS registrou dois casos suspeitos para o Covid-19. O primeiro apresenta melhora gradativa e não apresenta sintomas graves da doença. O segundo caso, é de um paciente com 62 anos, sexo masculino, que esteve em Belém há 10 dias, sem relato de doença pregressa.

Ele deu entrada no Hospital Municipal de Jacundá apresentando febre alta, tosse seca, calafrio, vômitos, dispneia, sinais de desnutrição e taquicardia. Ainda não foi divulgado Boletim Médico sobre a situação atual desse paciente.

Mais 79 pessoas são monitoradas pela Secretaria de Saúde e dois foram liberados da quarentena. São moradores que estiveram em viagens a outros estados e países.

(Antonio Barroso)

Publicidade