Prefeitura de Jacundá banca agenciamento de viagens por até R$ 680 mil

Administração de Ismael Barbosa alega que viagens são necessárias para “desenvolvimento do município”. Enquanto isso, Jacundá tem 22.500 cidadãos em situação de pobreza extrema.
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Devendo todas as prestações de contas bimestrais deste ano ao Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação (Siope) e ao Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (Siops), instrumentos para acompanhar o cumprimento de aplicação mínima de investimentos feitos em educação e saúde, e por isso mesmo correndo sério risco de perder recursos federais, a Prefeitura de Jacundá não se fez de rogada e abriu uma baita licitação, na modalidade de registro de preços, para contratar empresa que preste serviços de agenciamento de viagens.

É isso mesmo. O governo municipal está disposto a soltar até R$ 680 mil para custear passagens aéreas e terrestres, hospedagens em hotéis, locação de veículos, entre outros serviços afins, para atender servidores do Poder Executivo. As informações foram levantadas com exclusividade pelo Blog do Zé Dudu e podem ser conferidas no mural de licitações do portal do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), disponível aqui.

A ideia é que a despesa total seja rachada entre as diversas pastas que compõem a Prefeitura de Jacundá. Desse modo, R$ 250 mil vão sair da Secretaria de Administração, R$ 100 mil do Gabinete do prefeito Ismael Barbosa, R$ 100 mil do Fundo de Educação, R$ 100 mil do Fundo de Saúde, R$ 100 mil do Fundo de Assistência Social e R$ 30 mil do Fundo de Meio Ambiente.

O processo licitatório foi aberto no dia 10 deste mês e no último dia 23 foi realizada a sessão de abertura de propostas comerciais. Na verdade, a empresa Top Line Turismo foi única a participar do certame e propôs entregar os serviços por R$ 666.400. Venceu tranquilamente, e agora a prefeitura já pode usar os serviços da Top Line como quiser.

Desenvolvimento do município?

Em texto de justificativa da licitação em nome do secretário municipal de Administração e Planejamento, Eduardo Kley Barth, e com assinatura digital do prefeito Ismael Barbosa, o governo municipal alega que a aquisição dos serviços é destinada “exclusivamente aos servidores concursados ou contratados das secretarias e fundos municipais que compõem a Prefeitura Municipal de Jacundá, viagens essas que são necessárias para o desenvolvimento do município”.

Por falar em desenvolvimento, o Blog do Zé Dudu apurou — com base nos números da mais recente atualização do Cadastro Único, feita em 18 de outubro pelo Ministério da Cidadania — que Jacundá possui 22.500 habitantes vivendo em situação de pobreza extrema. É o correspondente a 38% de toda a população do município. Muita gente vulnerável a passar fome.

Publicidade

Relacionados