Prefeitura de Canaã vai comprar R$ 1,2 milhão em testes para doenças e gravidez

Administração municipal está com medo do avanço da covid, que já ceifou 63 vidas na “Terra Prometida”. Também quer rastrear casos de leishmaniose e qualificar os exames de pré-natal.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O governo de Josemira Gadelha vai conferir propostas comerciais, no próximo dia 1º de abril, de interessados em fornecer kits de testes para detecção de doenças como covid e leishmaniose e, também, testes de gravidez. O pacote prevê a aquisição de 19.600 exames pelo valor estimado em R$ 1,2 milhão. As informações foram levantadas pelo Blog do Zé Dudu e podem ser checadas aqui.

A ideia é adquirir 14 mil testes rápidos para Covid-19, com investimento de R$ 490 mil; 2 mil testes para detecção de anticorpos da leishmania canina, no valor de R$ 705 mil; e 3.600 testes de gravidez, no total de R$ 4.392. O teste da leishmaniose, no valor unitário de R$ 352, chega a ser dez vezes mais caro que o teste de covid, que custa R$ 35. O valor unitário orçado para o teste de gravidez é R$ 1,22.

A prefeitura justifica que a compra dos testes de Covid-19 é necessária porque “o mundo está assombrado com os efeitos devastadores do novo coronavírus”, doença que pegou o planeta de surpresa “e tem desencadeado números assustadores de infectados e de falecimentos”. Canaã já contabiliza 63 óbitos pela doença e está com 39 pessoas internadas nos hospitais do município.

O governo também informa que a aquisição dos testes de leishmaniose tem em vista a continuidade da triagem dos casos suspeitos encaminhados aos serviços públicos de saúde e que os testes de gravidez, preconizados pela Rede Cegonha, do Ministério da Saúde, objetivam a qualificação dos exames do pré-natal.