Paysandu elimina o Bragantino nos pênaltis e garante vaga na final do Campeonato Paraense de 2018

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Por Fábio Relvas
Foto: Fernando Torres/Paysandu

Foi no sufoco, mas o Paysandu garantiu vaga na grande final do Campeonato Paraense de 2018, ao derrotar o Bragantino no tempo normal, por 2 a 0, e nos pênaltis pelo placar de 4 a 2.

Cassiano, de pênalti, aos 43 minutos e Diego Ivo, aos 48 do primeiro tempo, garantiram a vitória bicolor no tempo normal. Nas penalidades máximas, Walter cobrou o último pênalti e garantiu a classificação. A partida foi realizada na noite deste sábado (24), no Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém.

O time bicolor espera o vencedor da outra semifinal, entre Remo e São Raimundo, que se enfrentam neste domingo (25), às 16h, no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, também em Belém.

O jogo: Papão 2 x 0 Tubarão – 4 a 2 nos pênaltis para o Paysandu – Rumo ao tri? 

Precisando reverter a vantagem do Bragantino, o Paysandu começou o jogo pressionando o adversário. Após cruzamento rasteiro dentro da área, o goleiro Deco Júnior espalmou e, na sobra de bola, o atacante Walter chutou para fora. A torcida bicolor ficou no “uh”. Mais uma bola rasteira na área do Braga: Cassiano ficou de frente para marcar, mas parou na defesa de Deco, que mandou para escanteio.

O Bragantino custou a chegar, mas quando foi, Pecel experimentou um chutaço de fora da área, o goleiro Marcão salvou para escanteio. Cassiano recebeu cruzamento da direita, matou no peito e chutou por cima da meta de Deco. Em outro ataque bicolor, Mike disparou de fora da área, o goleiro Deco espalmou para escanteio. Em um contra-ataque rápido, Felipe Maracanã ficou sozinho com Marcão, driblou o goleiro bicolor, mas chutou para fora.

O Papão seguiu em cima de uma maneira impressionante. Mike recebeu e, quase na pequena área, chutou para a defesa com os pés de Deco Júnior; na sequência, Edimar mandou um balaço e o goleiro do Tubarão mandou para escanteio. Após bola na área, Danilo Pires mandou para o fundo do barbante, mas a arbitragem marcou falta do zagueiro Edimar, do Paysandu, na disputa da jogada.

O Paysandu teve a chance na cobrança de falta de Cassiano, mas o goleiro Deco foi bem no lance e tratou de espalmar para escanteio. Moisés recebeu passe de Nando Carandina e foi derrubado na área: pênalti marcado pelo árbitro Gustavo Ramos Melo. Cassiano cobrou com muita categoria, deslocando do goleiro Deco, aos 43 minutos, 1 a 0 Papão. Logo em seguida, Walter recebeu lançamento e chutou cruzado, o zagueiro Diego Ivo desviou no meio do caminho, marcando o segundo gol bicolor, aos 48 minutos, 2 a 0 Paysandu, explodindo a Fiel Bicolor na Curuzu.

A bola rolou para o segundo tempo com uma chuva mais forte no Estádio da Curuzu. Após boa jogada pela direita, Maicon Silva cruzou rasteiro e, na hora da finalização, o atacante Cassiano furou e a bola ficou com Deco. Walter cruzou da esquerda na cabeça de Cassiano, que subiu firme; o goleiro Deco salvou para escanteio. O Bragantino lançou na área e a bola bateu na mão do zagueiro Fernando Timbó: pênalti assinalado pelo árbitro Gustavo Ramos Melo. João Leonardo cobrou muito fraco e praticamente recuou para o goleiro Marcão, que defendeu para o Papão.

O Paysandu tentou o terceiro: Mike recebeu lançamento, mas o goleiro Deco chegou primeiro e fez a defesa. O pênalti perdido motivou o Papão. Cáceres lançou na medida para Maicon Silva, que cruzou para trás para o chute de Walter, mas a bola subiu demais. Walter recebeu outra bola e chutou de fora da área, passando à direita de Deco. A zaga bicolor fez lambança e entregou para PC Timborana, que mandou por cima. Na última chance da partida, Fábio Matos pegou a sobra e chutou por cima da meta de Deco. Placar final: Paysandu 2 x 0 Bragantino.

A decisão da vaga para final foi para os pênaltis. Melhor para o Paysandu, que venceu por 4 a 2 e se garantiu na grande final do Parazão 2018. Cassiano, Mike, Mateus Muller e Walter marcaram para o Papão, enquanto Fábio Matos parou na defesa do goleiro Deco. Em relação ao Tubarão, Keoma e Serafim marcaram, enquanto Gabriel Gonçalves parou na defesa de Marcão e Paulo de Tárcio acertou no travessão.

Após a classificação, o atacante Walter, que marcou o último gol de pênalti, foi provocar o banco de reservas do Bragantino e houve um princípio de confusão entre os jogadores das duas equipes. O Papão aguarda o vencedor entre Remo e São Raimundo para decidir o título do Parazão 2018.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU: Marcão; Maicon Silva, Diego Ivo (Fernando Timbó), Edimar e Nando Carandina; Cáceres, Danilo Pires (Fábio Matos) e Walter; Mike, Moisés (Mateus Muller) e Cassiano.
Técnico: Dado Cavalcanti

BRAGANTINO: Deco Júnior; Serafim, Romário, Gabriel Gonçalves e PC Timborana; Keoma, Paulo de Tarcio, Eneilson e Felipe Maracanã; Pecel (Marcelo Maciel) e Romarinho (Mauro Ajuruteua).
Técnico: Artur Oliveira

Árbitro: Gustavo Ramos Melo-CBF
Assistentes: Rafael Ferreira Vieira-CBF e Bárbara Roberta Costa Loiola-CBF
Quarto-árbitro: Djonaltan Costa Araújo-CBF
Quinto-árbitro: Ignácio José de Almeida Pedro

Cartões amarelos: Maicon Silva, Edimar e Nando Carandina (Paysandu); Eneilson, Romário, PC Timborana e João Leonardo (Bragantino)
Gols: Cassiano de pênalti, aos 43 minutos do 1º tempo para o Paysandu; Diego Ivo, aos 48 minutos do 1º tempo para o Paysandu

Local: Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém
Renda: R$ 155.095,00
Pagantes: 7.463
Sócio Bicolor: 3.000
Credenciados: 1.259
Total: 8.722

Publicidade

Relacionados