Esportes

Paysandu elimina o Bragantino nos pênaltis e garante vaga na final do Campeonato Paraense de 2018

Por Fábio Relvas Foto: Fernando Torres/Paysandu Foi no sufoco, mas o Paysandu garantiu vaga na grande final do Campeonato Paraense de 2018, ao derrotar o Bragantino no tempo normal, por 2 …

Por Fábio Relvas
Foto: Fernando Torres/Paysandu

Foi no sufoco, mas o Paysandu garantiu vaga na grande final do Campeonato Paraense de 2018, ao derrotar o Bragantino no tempo normal, por 2 a 0, e nos pênaltis pelo placar de 4 a 2.

Cassiano, de pênalti, aos 43 minutos e Diego Ivo, aos 48 do primeiro tempo, garantiram a vitória bicolor no tempo normal. Nas penalidades máximas, Walter cobrou o último pênalti e garantiu a classificação. A partida foi realizada na noite deste sábado (24), no Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém.

O time bicolor espera o vencedor da outra semifinal, entre Remo e São Raimundo, que se enfrentam neste domingo (25), às 16h, no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, também em Belém.

O jogo: Papão 2 x 0 Tubarão – 4 a 2 nos pênaltis para o Paysandu – Rumo ao tri? 

Precisando reverter a vantagem do Bragantino, o Paysandu começou o jogo pressionando o adversário. Após cruzamento rasteiro dentro da área, o goleiro Deco Júnior espalmou e, na sobra de bola, o atacante Walter chutou para fora. A torcida bicolor ficou no “uh”. Mais uma bola rasteira na área do Braga: Cassiano ficou de frente para marcar, mas parou na defesa de Deco, que mandou para escanteio.

O Bragantino custou a chegar, mas quando foi, Pecel experimentou um chutaço de fora da área, o goleiro Marcão salvou para escanteio. Cassiano recebeu cruzamento da direita, matou no peito e chutou por cima da meta de Deco. Em outro ataque bicolor, Mike disparou de fora da área, o goleiro Deco espalmou para escanteio. Em um contra-ataque rápido, Felipe Maracanã ficou sozinho com Marcão, driblou o goleiro bicolor, mas chutou para fora.

O Papão seguiu em cima de uma maneira impressionante. Mike recebeu e, quase na pequena área, chutou para a defesa com os pés de Deco Júnior; na sequência, Edimar mandou um balaço e o goleiro do Tubarão mandou para escanteio. Após bola na área, Danilo Pires mandou para o fundo do barbante, mas a arbitragem marcou falta do zagueiro Edimar, do Paysandu, na disputa da jogada.

O Paysandu teve a chance na cobrança de falta de Cassiano, mas o goleiro Deco foi bem no lance e tratou de espalmar para escanteio. Moisés recebeu passe de Nando Carandina e foi derrubado na área: pênalti marcado pelo árbitro Gustavo Ramos Melo. Cassiano cobrou com muita categoria, deslocando do goleiro Deco, aos 43 minutos, 1 a 0 Papão. Logo em seguida, Walter recebeu lançamento e chutou cruzado, o zagueiro Diego Ivo desviou no meio do caminho, marcando o segundo gol bicolor, aos 48 minutos, 2 a 0 Paysandu, explodindo a Fiel Bicolor na Curuzu.

A bola rolou para o segundo tempo com uma chuva mais forte no Estádio da Curuzu. Após boa jogada pela direita, Maicon Silva cruzou rasteiro e, na hora da finalização, o atacante Cassiano furou e a bola ficou com Deco. Walter cruzou da esquerda na cabeça de Cassiano, que subiu firme; o goleiro Deco salvou para escanteio. O Bragantino lançou na área e a bola bateu na mão do zagueiro Fernando Timbó: pênalti assinalado pelo árbitro Gustavo Ramos Melo. João Leonardo cobrou muito fraco e praticamente recuou para o goleiro Marcão, que defendeu para o Papão.

O Paysandu tentou o terceiro: Mike recebeu lançamento, mas o goleiro Deco chegou primeiro e fez a defesa. O pênalti perdido motivou o Papão. Cáceres lançou na medida para Maicon Silva, que cruzou para trás para o chute de Walter, mas a bola subiu demais. Walter recebeu outra bola e chutou de fora da área, passando à direita de Deco. A zaga bicolor fez lambança e entregou para PC Timborana, que mandou por cima. Na última chance da partida, Fábio Matos pegou a sobra e chutou por cima da meta de Deco. Placar final: Paysandu 2 x 0 Bragantino.

A decisão da vaga para final foi para os pênaltis. Melhor para o Paysandu, que venceu por 4 a 2 e se garantiu na grande final do Parazão 2018. Cassiano, Mike, Mateus Muller e Walter marcaram para o Papão, enquanto Fábio Matos parou na defesa do goleiro Deco. Em relação ao Tubarão, Keoma e Serafim marcaram, enquanto Gabriel Gonçalves parou na defesa de Marcão e Paulo de Tárcio acertou no travessão.

Após a classificação, o atacante Walter, que marcou o último gol de pênalti, foi provocar o banco de reservas do Bragantino e houve um princípio de confusão entre os jogadores das duas equipes. O Papão aguarda o vencedor entre Remo e São Raimundo para decidir o título do Parazão 2018.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU: Marcão; Maicon Silva, Diego Ivo (Fernando Timbó), Edimar e Nando Carandina; Cáceres, Danilo Pires (Fábio Matos) e Walter; Mike, Moisés (Mateus Muller) e Cassiano.
Técnico: Dado Cavalcanti

BRAGANTINO: Deco Júnior; Serafim, Romário, Gabriel Gonçalves e PC Timborana; Keoma, Paulo de Tarcio, Eneilson e Felipe Maracanã; Pecel (Marcelo Maciel) e Romarinho (Mauro Ajuruteua).
Técnico: Artur Oliveira

Árbitro: Gustavo Ramos Melo-CBF
Assistentes: Rafael Ferreira Vieira-CBF e Bárbara Roberta Costa Loiola-CBF
Quarto-árbitro: Djonaltan Costa Araújo-CBF
Quinto-árbitro: Ignácio José de Almeida Pedro

Cartões amarelos: Maicon Silva, Edimar e Nando Carandina (Paysandu); Eneilson, Romário, PC Timborana e João Leonardo (Bragantino)
Gols: Cassiano de pênalti, aos 43 minutos do 1º tempo para o Paysandu; Diego Ivo, aos 48 minutos do 1º tempo para o Paysandu

Local: Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém
Renda: R$ 155.095,00
Pagantes: 7.463
Sócio Bicolor: 3.000
Credenciados: 1.259
Total: 8.722

Deixe seu comentário