Identificado pelo filho, homem baleado com a própria arma morre no hospital

Fausto da Silva Neto era caseiro e foi assassinado com tiros na cabeça em meio a discussão com o condutor de uma camionete
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Fausto Neto da Silva

Continua depois da publicidade

Morreu no Hospital Municipal de Parauapebas (HMP), na madrugada deste sábado (26), o caseiro Fausto Neto da Silva, 46 anos de idade, natural de Governador Archer/MA. Ele foi conduzido à casa de saúde pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), vítima de baleamento. O caso aconteceu por volta das 23h da sexta-feira (25), na Rua das Mangueiras, Bairro Bom Jesus, Complexo VS-10.

Consta no Boletim de Ocorrência registrado na 20ª seccional de Polícia Civil por F.R.S, filho da vítima, que durante a manhã de sábado (26), um amigo relatou a ele sobre o achado de uma camisa ensanguentada. Como ele estava à procura de seu pai, de imediato foi ao local e reconheceu a camisa como sendo de Fausto Neto.

Em ato contínuo, ele se deslocou até o Instituto Médico Legal (IML) para saber se havia dado entrada algum corpo com as características do seu pai. Entretanto, o que F. R. S. não sabia era que, enquanto ele procurava no IML e na delegacia, o corpo do pai dele já se encontrava na pedra do necrotério do hospital, aguardando remoção para os trabalhos de necropsia. 

Informações que estão sendo apuradas pelo Departamento de Homicídios da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, dão conta de que Fausto Neto da Silva foi atingido com tiros na cabeça. Submetido a uma cirurgia, ele não sobreviveu. 

As apurações realizadas pela Reportagem dão conta de que Fausto Neto teria sido baleado em uma discussão com o motorista de uma caminhonete cor vermelha que no momento puxava uma carrocinha. Ele teria sacado um revólver para intimidar o condutor do carro, mas acabou sendo desarmado e baleado com a própria arma. (Caetano Silva)