Preso em S. Félix vigilante que matou adolescente por motivo fútil há 6 anos

Ednilton Costa matou Daisy Moura com um tiro na nuca, por causa da brincadeira de um motociclista
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

A Polícia Civil do Pará, com apoio da 20ª Seccional de Parauapebas, deu cumprimento, em São Félix do Xingu, a Mandado de Prisão Preventiva expedido pela 2ª Vara Criminal local contra Ednilton Medeiros Costa. Ele é apontado como autor do homicídio que vitimou Daisy Zague Moura, de 15 anos, em 27 de setembro de 2013.

O assassinato ocorreu por volta das 5 horas da madrugada daquele dia, há quase seis anos, na Rua 11, Bairro Cidade Nova.

A adolescente Daisy Moura seguia em uma moto, em companhia dos amigos Maiqson Machado da Silva, o “Max”, e Maurício, pela Rodovia PA 275, em direção ao Hospital Municipal, para visitar uma pessoa amiga vítima de acidente.

Antes de dobrar à direita para pegar a Rua 11, o piloto da motocicleta, “Max”, produziu dois estampidos – semelhantes a tiros – com o cano de descarga da moto, em movimento.

Max contou que fez os dois “disparos”, um antes e outro após ultrapassar outra moto, porque reconheceu o amigo Darlan Alves Vieira, conhecido como “Leôncio”, que trafegava na garupa da motocicleta conduzida por Ednilton.

Irritado com os estampidos, o vigilante saiu em perseguição à motocicleta pilotada por Max, que conduzia Daisy e Maurício, chegando a trafegar numa rua na contramão.

Ao encontrar com o trio, de acordo com Darlan Vieira, Ednilton efetuou três disparos de revólver em direção aos jovens, um dos quais atingiu a nuca da adolescente, que chegou a ser socorrida e levada ao Hospital Municipal, de onde foi transferida para o Hospital Regional de Marabá, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. (Caetano Silva)

Publicidade

Relacionados