Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

Castanhal e Paysandu empatam no Estádio Modelão e Grupo A2 fica embolado

O Japiim conseguiu segurar o Papão e tirou os 100% do time bicolor no Parazão 2019

Por Fábio Relvas
Foto: Akira Onuma/O Liberal

Em uma partida sem grandes emoções, realizada na tarde deste domingo (10), Castanhal e Paysandu empataram sem gols pela terceira rodada do Campeonato Paraense de 2019. O jogo foi disputado no pesado gramado do Estádio Maximino Porpino Filho, o Modelão, em Castanhal. Com o resultado, o Papão perdeu os 100% no Parazão, mas segue líder e foi para sete pontos no Grupo A2, deixando um equilíbrio para as próximas rodadas. Já o Japiim da Estrada chegou aos quatro pontos no Grupo A1 e segue em quarto lugar.

O jogo: Japiim 0 x 0 Papão – Placar em branco e Parazão embolado

A bola rolou no gramado pesado do Estádio Modelão. O Castanhal chegou após cobrança de escanteio, Abuda não conseguiu marcar de cabeça, a bola voltou para Magnum que chutou e acabou acertando na zaga, ganhando mais um escanteio. Na cobrança, Ezequias cabeceou e mandou para fora, quase o primeiro do Japiim. O Paysandu acordou no jogo e quase abriu o placar, quando Leandro Lima cruzou na área e Nicolas desviou de cabeça, o goleiro Iago espalmou, a bola sobrou para Jhony Douglas que emendou um chute para fora.

O Japiim chegou novamente com Juninho, que se livrou de dois marcadores, mas adiantou muito e o goleiro Mota do Papão saiu para ficar com a bola. Os bicolores deram o troco com Paulo Rangel, que cruzou uma bola perigosa e o goleiro Iago fez a defesa. Outra vez o Paysandu, Leandro Lima cruzou da esquerda, Paulo Rangel cabeceou para a tentativa de primeira de Nicolas, mas o zagueiro Ezequias conseguiu travar na hora “h”.

Em uma jogada rápida do Papão pela esquerda, Bruno Collaço cruzou rasteiro no meio da área, Leandro Lima tentou marcar de calcanhar, acabou errando e a bola passou na frente de Paulo Rangel, que também não conseguiu marcar. Marcos Antônio lançou na área, o zagueiro Alisson subiu para cortar e quase marcou gol contra, mas o goleiro Iago do Castanhal espalmou para escanteio. Em uma finalização do time do Japiim, o goleiro Mota fez a defesa para a equipe bicolor.

O Castanhal ganhou uma falta perigosa. Na cobrança, Sidney mandou por cima da barreira, mas não conseguiu marcar. Outra vez os donos da casa, Helinton se livrou de dois jogadores e tocou para Juninho, o meia disparou e a bola passou muito perto da meta de Mota. O lance mais perigoso do primeiro tempo aconteceu quando Bruno Collaço deu o chamado drible da vaca em Helinton e cruzou da esquerda na medida para Paulo Rangel, que cabeceou firme para marcar, o goleiro Iago Salles defendeu milagrosamente e a zaga cortou para escanteio.

No segundo tempo, o Papão teve a primeira chance quando Leandro Lima cruzou e Paulo Rangel cabeceou, mas o goleiro Iago estava bem posicionado e fez a defesa no meio do gol. O Japiim também mandou bola na área com Juninho, o goleiro Mota saiu de soco e aliviou o perigo. Em um vacilo da zaga bicolor, o lateral-esquerdo Lucas pegou a sobra e chutou forte, a bola explodiu na trave do Papão.

Em uma falta quase que frontal para o Castanhal, Fabinho cobrou e mandou para fora. O Paysandu teve a chance com Bruno Oliveira, que pegou uma sobra de bola e mandou um chute totalmente equivocado, mandando pela linha lateral. No lance seguinte, Vinícius Leite mandou um chutaço de fora da área, o goleiro Iago fez a defesa e mandou para escanteio. A Fiel Bicolor ficou no “uh”.

O Papão estava afoito para fazer o gol que poderia ser o da vitória. Elielton fez boa jogada individual, se livrou da marcação, mas mandou um chute errado e a bola foi para lateral. O Japiim respondeu quando Magnum deu passe para Fabinho, que de frente chutou e parou na defesa do goleiro Mota; ele pegou em dois tempos. Alan Calbergue tabelou com Caion e chegou cruzando; o goleio Iago Salles fez a defesa com tranquilidade.

O time aurinegro teve uma grande chance no finalzinho: após cobrança de escanteio, o zagueiro Victor Oliveira afastou de cabeça e, na sobra, o volante Dadá chutou de fora da área, mas a bola foi por cima da meta de Mota. Placar final: Castanhal 0 x 0 Paysandu.

FICHA TÉCNICA

CASTANHAL: Iago Salles; Magnum, Alisson, Ezequias e Lucas; Dadá, Sidney, Juninho (Ezio) e Fabinho; Helinton (Romarinho) e Abuda (Arthur). Técnico: Douglas Leite

PAYSANDU: Mota; Bruno Oliveira, Micael, Victor Oliveira e Bruno Collaço; Jhony Douglas, Marcos Antônio (Alan Calbergue), Leandro Lima; Nicolas, Vinícius Leite (Elielton) e Paulo Rangel (Caion). Técnico: João Brigatti

Árbitro: Gustavo Ramos Melo (CBF)
Assistentes: Luís Diego Nascimento Lopes (CBF) e Acácio Menezes Leão (CBF)
Quarto árbitro: Melck Muller Soares de Almeida
Cartões amarelos: Romarinho, Juninho e Magnum (Castanhal)

Local: Estádio Maximino Porpino Filho, o Modelão, em Castanhal

Classificação do Parazão 2019

Grupo A1
Remo: 9 pontos
Bragantino: 6 pontos
Águia: 4 pontos
Castanhal: 4 pontos
São Francisco: 1 ponto

Grupo A2
Paysandu: 7 pontos
Independente: 6 pontos
Paragominas: 6 pontos
Tapajós: 4 pontos
São Raimundo: 1 ponto

Esporte

Em preparação para o Parazão, Remo e Castanhal empatam em amistoso

O Leão Azul saiu na frente, mas o Japiim da Estrada conseguiu o empate

O Clube do Remo realizou seu primeiro jogo da temporada de 2019. Em partida amistosa visando sua preparação para a disputa do Campeonato Paraense, o Leão Azul encarou o Castanhal, na tarde deste domingo (6), no Estádio Maximino Porpino, o Modelão, em Castanhal. A partida acabou empatada em 1 a 1. O Remo saiu na frente com um golaço do camisa 9 Alex Sandro, que acertou um chutaço no ângulo do goleiro Iago, aos 23 minutos do 1° tempo. O Castanhal, o chamado Japiim da Estrada, chegou ao empate com um gol assinalado por Dhonata, aos 21 minutos do 2° tempo.

A partida começou truncada com erros individuais das duas equipes. O Remo foi feliz na jogada de Alex Sandro, quando o camisa 9 do Leão Azul, em um lindo lance individual, acertou um chutaço na gaveta do goleiro Iago, aos 23 minutos do 1° tempo, 1 a 0, para a festa da torcida azulina que marcou presença no Modelão. No lance seguinte, o Castanhal quase chegou ao empate, no voleio do zagueiro Ezequias, que o goleiro Vinícius defendeu.

O atacante Alex Sandro mostrou boa presença de área, em uma outra jogada do camisa 9, quase assinalava seu segundo gol, a zaga apareceu na hora certa para fazer o corte. O Japiim tentou o empate na falta cobrada pelo meia Juninho, a bola passou com perigo contra a meta remista. O jogo começou a ficar movimentado. O meia Samuel do Leão, acertou um chute perigoso de fora da área, o goleiro Iago salvou para escanteio.

Em uma outra chegada dos azulinos, o lateral-esquerdo Ronaell cobrou falta e parou na boa defesa de Iago. Logo em seguida, o zagueiro Mimica fez lambança, o atacante Gabriel entrou livre para empatar, mas parou no paredão Vinícius que defendeu, e na sobra o zagueiro Fredson salvou o Leão. Depois do lance, a chuva chegou forte em Castanhal e deixou o gramado mais pesado.

Na etapa final, o técnico Douglas Leite do Castanhal, realizou nove mudanças no time titular. A principal contratação do time castanhalense, o atacante Abuda ex-Corinthians, entrou em campo. O Japiim colocou pressão no Leão. Na primeira jogada de Abuda, o atacante chutou com perigo, mas a arbitragem assinalou impedimento. O meia Sidney experimentou um chute de longe e quase empatou a partida.

O técnico João Neto do Remo, também fez várias mudanças no decorrer da segunda etapa. Mas o Castanhal conseguiu o empate no chute de fora da área de Dhonata, o goleiro Evandro Gigante que tinha acabado de entrar não alcançou, tudo igual, as 23 minutos. O Leão tentou marcar o segundo com Dedeco, a zaga do Japiim fez o corte na tentativa do volante azulino. Quem quase virou foi o Castanhal, quando o atacante Helinton recebeu e chutou por cima da meta remista.

O Remo tentou vencer a partida no finalzinho. Na cobrança de falta de Gustavo Ramos, Emerson Carioca subiu de cabeça e a bola se perdeu pela linha de fundo. Na última jogada perigosa do jogo, o atacante Abuda tentou marcar de bicicleta, mas acabou se atrapalhando e a bola foi para fora. Placar final: Castanhal 1 x 1 Remo. A partida amistosa marcou a despedida do árbitro paraense Joquetam Moreira Guimarães, de 49 anos, que arbitrou pela última vez na carreira.

Por Fábio Relvas / Fotos: Samara Miranda – Ascom Remo