Covid-19: Diocese de Marabá suspende missas e outros atos em todas as paróquias

Estão suspensos também os batizados, mutirões de confissão, crismas, celebrações da Palavra, exéquias, bênçãos, procissões, vias-sacras nas ruas e romarias entre outras atividades
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

Em Marabá, o bispo Dom Vital Corbellini, em alinhamento com as orientações da Organização Mundial de Saúde na prevenção à proliferação do coronavírus (Covid-19), expediu comunicado neste sábado (21) a todas as paróquias sob a jurisdição da Diocese de Marabá. No documento, ele manda suspender, a partir de hoje, missas, batizados, mutirões de confissão, crismas, celebrações da Palavra, exéquias, bênçãos, procissões, vias-sacras nas ruas, romarias, encontros de oração e recitação do terço em grupo. A pausa vai até o dia 4 de abril, véspera do Domingo de Ramos.

“Em relação à Semana Santa, no Domingo de Ramos 5 de abril, não realizar a procissão. Quanto ao Tríduo Pascal aguardem nossas orientações”, diz o líder religioso no documento.

Quanto aos casamentos, Dom Vital afirma que párocos devem conversar com os noivos sobre sua viabilidade e, caso decidam por sua realização, que sejam discutidos os critérios da celebração, respeitando as determinações das autoridades de saúde.

Em relação aos batismos, unção dos enfermos e administração do viático, o bispo determina que que sejam realizados apenas em caso de urgência, também em acordo com as determinações das autoridades sanitárias.

Corbellini determina também que ficam suspensas as visitas dos ministros extraordinários aos doentes e idosos, mas diz que, na medida do possível, os presbíteros levem, aos que solicitarem, a Sagrada Comunhão Eucarística. “Em caso de falecimento de um paroquiano, o padre seja comunicado para que reze a ‘missa sem povo’ pelo falecido e consolo da família”, orienta.

Quanto ao funcionamento dos organismos eclesiais, o bispo decidiu que: ficam suspensas as atividades pastorais, comunitárias, em nível paroquial e diocesano; nas secretarias paroquiais e na Cúria Diocesana, mantenha-se o expediente, porém serão dispensados funcionários que apresentam quadro de risco; o atendimento dos fiéis deve ser definido pelos párocos, de acordo com a sua realidade, sob a supervisão dele, Dom Vital; e manter todos os espaços sempre limpos, com portas e janelas abertas e álcool em gel, sabão neutro à disposição de todos.

A Diocese de tem abrangência sobre a paróquias de Marabá, Palestina do Pará, São Domingos do Araguaia, São João do Araguaia, Brejo Grande do Araguaia, Curionópolis, Parauapebas, Eldorado do Carajás, Água Azul do Norte, Canaã dos Carajás, Itupiranga, Jacundá, Goianésia do Pará, Bom Jesus do Tocantins e Abel Figueiredo.

Por Eleuterio Gomes – Correspondente do Blog do Zé Dudu em Marabá 

Publicidade