Assentados do Nova Jerusalém interditam a PA-160 em Canaã dos Carajás. Ato prejudica troca de turno dos funcionários do S11D

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

interdiçãoLiderados por Genilton Castro Oliveira, 40 anos, presidente da Associação dos Assentados do Assentamento Nova Jerusalém, no município de Canaã dos Carajás, cerca de 80 pessoas interditam, desde as 23 horas de ontem (21), trecho da PA-160 próximo à Vila Planalto (45), na altura da entrada pra o Projeto S11D, naquele município.

Segundo Genilton, desde 2013 os moradores daquela localidade, sem avanços, debatem com a Mineradora Vale e a Prefeitura de Canaã dos Carajás melhorias nas condições de vida dos assentados. Eles reivindicam, principalmente:

  • a construção de uma rotatória na entrada do assentamento, onde três pessoas já morreram em acidentes;
  • uma escola, já que a que existe atualmente é de madeira coberta com palha;
  • um poço artesiano com caixa d´agua de 20 mil litros;
  • a legalização do assentamento;
  • 10 km de asfalto prometidos pela Prefeitura de Canaã dos Carajás;
  • término das obras das vicinais já iniciadas;
  • um Posto de Saúde,
  • uma creche;
  • energia elétrica;
  • e represas nos lotes dos assentados prometidas pela PMCC.

Segundo as primeiras informações, houve impacto na troca de turno do S11D, da Vale. Os manifestantes prometem só deixar a estrada após uma resposta positiva para as reinvindicações.

Prefeitura
Em contato com a Assessoria de Comunicação da prefeitura de Canaã, foi repassado ao Blogger que o prefeito Jeová Andrade ficou surpreso com a interdição, já que, segundo a Ascom, a prefeitura do município já recuperou 40 km de vicinais naquele assentamento, mantém convênio com os assentados em projetos de piscicultura e criação de galinhas; mantém, há mais de 90 dias,um trator de esteira no assentamento fazendo a recuperação do solo; está licitando uma escola com oito salas de aula e mantém o transporte regular aos alunos do ensino médio. A Ascom afirmou ainda que não houve por parte da PMCC a promessa de 10 km de asfalto no assentamento e que os assentados do Nova Jerusalém jamais ficaram desassistidos. A Ascom reiterou, ainda, que a PMCC está aberta ao diálogo e que fará o possível para que a relação com os assentados continue em clima amistoso.

Vale
O Blogger entrou em contato com a Assessoria de Imprensa da Vale para comentar as reinvindicações dos assentados. Todavia, até o fechamento dessa postagem não havia obtido resposta.

Atualização às 16 horas
Nota da Vale

A Vale informa que o acesso as obras do Projeto Ferro Carajás S11D e do empreendimento do Sossego (Cobre) está prejudicado devido à interdição da PA-160, no trecho próximo à Vila Planalto, em Canaã dos Carajás, obstruído por moradores da comunidade Nova Jerusalém desde a  noite de ontem, segunda-feira (21/9).

O motorista de um caminhão basculante, de empresa contratada da Vale, foi obrigado a manter o veículo atravessado na via e descarregar todo o material na pista, bloqueando a passagem. A empresa registou boletim de ocorrência (BO) e aguarda as providências das autoridades competentes

A Vale repudia todo e qualquer ato de violência que coloque em risco a vida das pessoas  e o direito democrático de ir e vir da população.

Publicidade

Relacionados