Todos os 39 mineiros soterrados em mina da Vale no Canadá estão salvos

Resgate foi concluído na terça-feira (28/09)
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Complexo da mina Totten perto de Sudbury, Ontário, Canadá, que pertence à Vale

Continua depois da publicidade

Brasília – Os trinta e nove mineiros que estavam presos no subsolo da mina de Totten, no norte de Ontário, no Canadá, voltaram à superfície em segurança, confirmou a mineradora Vale, proprietária da empresa.

A Vale disse em nota que: “A operação de resgate na mina Totten perto de Sudbury, Ontário, está concluída.

“Gostaria de parabenizar nossa equipe de resgate”, disse o CEO da Vale, Eduardo Bartolomeo, em comunicado.

“Trazer nossos 39 funcionários para casa em segurança e saúde era nossa principal prioridade e estamos felizes que nossos planos e procedimentos de emergência funcionaram para entregar esse resultado. Todos os funcionários estão seguros agora e merecem nosso profundo respeito por sua perseverança e força de vontade.”

Os trabalhadores ficaram presos na mina no domingo (26), quando uma caçamba enviada para o subsolo se soltou e bloqueou o poço da mina.

Alguns dos mineiros ficaram presos a uma profundidade de 1.200 metros abaixo da superfície, disse a empresa.

Eles tiveram que escalar uma série de escadas para sair da mina e foram ajudados por uma equipe de resgate.

A operação de resgate começou na noite de segunda-feira (27).

Uma equipe de 58 socorristas da equipe de resgate da empresa e da agência Ontario Mine Rescue ajudou os trabalhadores presos em sua longa caminhada pelo sistema de escadas, disse a empresa.

“Esta é uma notícia tremenda, vinda de circunstâncias muito difíceis”, disse Bartolomeo da mina.

“Todos nós da Vale estávamos focados e comprometidos com o retorno seguro de nossos funcionários para o subsolo.”

Bartolomeo disse que a empresa vai lançar uma investigação sobre o que aconteceu “para que a empresa possa aprender com isso e tomar medidas para garantir que nunca mais aconteça”.

A Vale disse que os trabalhadores permaneceram em “estações de refúgio” subterrâneas e tiveram acesso a alimentos, água e remédios antes de sair.

O Ministério do Trabalho, Treinamento e Desenvolvimento de Competências da província disse que uma equipe de inspeção investigará o incidente.

Totten Mine foi inaugurada em 2014 em Worthington, em Ontário, no Canadá. Produz cobre, níquel e metais preciosos. Emprega cerca de 200 pessoas e segundo a Vale, nos primeiros seis meses de 2021, a mina de Totten produziu 3.600 toneladas de níquel.

“A produção na mina está temporariamente suspensa e estamos avaliando as medidas necessárias para retomada da produção”, informou a Vale, em comunicado ao mercado.

Papéis da Vale caíram após notícias do acidente, mas estão em recuperação

Ações da Vale

Os papéis da Vale (VALE3), que abriram em alta na segunda-feira (27) — recuperando parte da recente desvalorização do preço do minério após turbulência na China, maior cliente da megamineradora —, foram para o negativo, com a notícia do acidente ocorrido no Canadá, e fecharam cotados abaixo dos R$ 77,00.

Mas logo após o esclarecimento da informação, voltaram para o positivo e operavam com alta superior a 1% ao final do pregão.

Ao final da sessão, as ações da Vale encerraram com alta de 1,43%, cotadas a R$ 78,80.

As ações abriram em pequena desvalorização de 3,95%, sendo cotada em R$ 74,85, no pregão da Bolsa de Valores de São Paulo, desta quarta-feira (29), que acaba de ser aberto.

Fonte: Agência Canadian Press e Bolsa de Valores (B3)

Reportagem: Val-André Mutran – Correspondente do Blog do Zé Dudu em Brasília.