Sobe para 34 novos casos de coronavírus no Brasil

Na segunda (9), Ministério da Saúde mudou protocolo para identificação de novos casos
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Brasília – Boletim divulgado na tarde desta terça-feira (10) pelo Ministério da Saúde confirmou mais nove casos de coronavírus no país, sendo: 3 em São Paulo, 1 no Rio Grande do Sul e 5 no Rio de Janeiro. Desses casos, 7 casos são importados e dois são de transmissão local, ambos no estado de São Paulo, subindo para 34 número de casos confirmados do novo coronavírus no Brasil.

Com a atualização, já são sete estados com casos confirmados: São Paulo (19), Rio de Janeiro (8), Bahia (2), Rio Grande do Sul (1), Espírito Santo (1), Minas Gerais (1) e Alagoas (1) e Distrito Federal (1).

Atualmente, são monitorados 893 casos suspeitos e outros 780 já foram descartados. Os dados foram repassados pelas Secretarias Estaduais de Saúde

Segundo o ministério, a maioria dos registros já confirmados é de pacientes que viajaram a países onde há transmissão, em especial países da Europa, como a Itália, segundo país com mais casos de covid-19.

Nos últimos dias, o país confirmou os primeiros casos de transmissão local, em pessoas sem registro de viagens.

A transmissão, porém, é restrita a pessoas com vínculo com casos já confirmados, diz o ministério. Não há registro de transmissão sustentada no país — termo usado para definir os casos em que não há como identificar a origem da infecção.

Novo protocolo

Na segunda-feira (9), o Ministério da Saúde anunciou um novo protocolo de monitoramento dos casos. Pacientes internados em hospitais com quadro de síndrome respiratória grave (como uma pneumonia, por exemplo) passariam a ser testados para o novo coronavírus.

A avaliação deve ocorrer mesmo para pacientes sem histórico de viagem — ou seja, mesmo naqueles que não entrariam na definição de casos de suspeita de covid-19. O objetivo é verificar se já há circulação do vírus no país.

O Ministério da Saúde vai ampliar medidas para reforçar a assistência hospitalar no enfrentamento ao coronavírus no Brasil. Os primeiros reforços serão na Atenção Primária, a porta de entrada para receber os pacientes no SUS, para evitar que as pessoas procurem os hospitais em um cenário de grande circulação do coronavírus. O programa Saúde na Hora será ampliado nos municípios, aumentando as unidades de saúde que ficam abertas até às 22h ou aos finais de semana para atender à população.

Casos em investigação

Além dos casos já confirmados, balanço do Ministério da Saúde também mostra 893 registros de atendimentos na rede de saúde em etapa de exames para investigar uma possível infecção pelo novo coronavírus.

Entram nessa lista casos de pacientes com febre e outros sintomas respiratórios (como tosse e dificuldade para respirar) e histórico de viagem nos últimos 14 dias a América do Norte, Europa e Ásia, além de outros países como a Austrália, Argélia e Equador.

Reportagem: Val-André Mutran – Correspondente do Blog do Zé Dudu em Brasília.

Publicidade