Notícias

Senador Flexa Ribeiro critica relação lucro/benefício da Vale no Pará

O senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) criticou, nesta terça-feira (10), a lucratividade da companhia mineradora Vale, em comparação com os benefícios sociais proporcionados à população do Pará e aos municípios afetados …

Flexa O senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) criticou, nesta terça-feira (10), a lucratividade da companhia mineradora Vale, em comparação com os benefícios sociais proporcionados à população do Pará e aos municípios afetados pelas atividades de produção do minério de ferro.

Mencionando matérias publicadas nos jornais O Globo e Valor Econômico, Flexa destacou que a empresa lucrou US$ 20,2 bilhões em 2011, tornando-se a quinta mais lucrativa das Américas e a mais lucrativa da América Latina.

O parlamentar também comparou os R$ 121 milhões pagos pela mineradora a cinco diretores demitidos no ano passado aos R$ 106 milhões pagos como alíquota de Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem) ao governo do Pará em 2011.

Flexa Ribeiro elogiou duas mudanças no cálculo da Cfem, implementadas pela Medida Provisória563/2012, enviada ao Congresso na semana passada. Segundo ele, as alterações impedirão manobras da Vale para reduzir o valor a ser pago. Ele, no entanto, cobrou providências adicionais do governo.

– Não podemos ficar omissos quando lutamos pela revisão do Código de Mineração, que o governo diz que vai encaminhar, por intermédio do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. A alíquota da Cfem deve ser baseada no valor bruto dos minérios e não no valor líquido – observou.

Flexa Ribeiro citou como exemplos a postura da Suíça e da Austrália, que, ao perceberem o aumento dos lucros obtidos pela companhia brasileira, teriam decidido reduzir benefícios concedidos e ampliar a incidência de impostos sobre os ganhos.

2 comentários em “Senador Flexa Ribeiro critica relação lucro/benefício da Vale no Pará

  1. vocês vão ter que me engolir... Responder

    POOOOOO

    NÃO TEVE COMENTÁRIO SOBRE ESSE ASSUNTO?

    A VOU DAR UMA CUTUCADA…

    TADINHO DO VOVÔ, NÃO DERAM A GORGETA DO VELHINHO ASSIM ELE NÃO PODE PAGAR AS MASSAGISTAS…

    TEM QUE FATURAR BASTANTE POIS A EXTRAÇÃO DE QUALQUER MINÉRIO É CARO SÃO AS PESSOAS QUE NÃO SÃO INFORMADAS. TALVEZ POR FALTA DE INTERNET, TELEFONE CELULAR.
    AQUI NO PARÁ É ASSIM…
    QUANDO VOCÊ PENSA QUE A TIM TA BOA , FICA TCHUM,
    QUANDO ACHA QUE A VIVO TA BOA, TA MORTA…
    QUANDO ACHA QUE A CLARO TA BOA, TA ESCURO…
    QUANDO ACHA QUE A OI VAI FINALMENTE TE AJUDAR, ELA DA TCHAU…
    FORA QUE VOCÊ TEM QUE TER NO MINIMO DOIS CELULARES PARA TER TODOS ESSE CHIPs.
    AI FICA DIFICIL, E ASSIM FICA O JOGO DE EMPURRA EMPURRA O VOVÔ DISCUTINDO O QUE A PRIVATIZAÇÃO FATUROU, EM VEZ DE RESOLVER A SAÚDE A EDUCAÇÃO E ETC E ETC, À POIS LEMBRANDO A VALE JÁ FOI DO GOVERNO.
    O CIÚME É FOGO QUANDO SE PERDE DINHEIRO…

    CLARO QUE A VALE FATUROU TODOS ESSE POSSIVÉIS VALORES, ELE É QUE NÃO SABE COMO É CARO VIVER EM VOLTA DAS MINAS, ELE É QUE NÃO SABE QUE O POVO É ABUSADO COBRA O OLHO DA CARA PARA QUE VEM DE FORA PARA MORAR E COMPRAR AQUI UM ALUGUEL CHEGA A CUSTAR O PREÇO DE UMA COBERTURA NA CIDADE GRANDE.
    E O PIOR NÃO TEM NADA AQUI QUE SUSTENTE ESSES VALORES ABSURDOS.
    SEJA O QUE FOR QUE PENSEM ESSES SONHADORES DE REDE QUEM TRAZ PÃO DE FORA PARA ALIMENTAR A ECONOMIA LOCAL SÃO OS QUE VEM DE FORA ( VAMOS TE MELHOR CORDIALIDADE COM ESSAS PESSOAS. E O POVO QUE ESCOLHE GOVERNANTES MAU INTENCIONADOS ESTUDEM MAIS …

    É FOGO…

Deixe seu comentário