Saúde capacita servidores em atendimento pré-hospitalar e resgate

Entre os assuntos abordados estiveram em foco as novas orientações para lidar com os tipos de traumas de face, cervical e coluna, fraturas e parada cardiorrespiratória
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Mais de 40 servidores que atuam diretamente nos atendimentos pré-hospitalar e resgaste no município de Jacundá receberam treinamento ontem, 6, e hoje, 7. A culminância da capacitação aconteceu na Avenida Cristo Rei, com a simulação de um acidente automobilístico.

Ministrado pelo enfermeiro Adilson Moraes Borges, coordenador do Núcleo de Educação Permanente do Samu de Tucuruí, o treinamento em “atendimento pré-hospitalar e resgate em locais de difícil acesso” teve como público alvo mais de 40 servidores que atuam na área de saúde de Jacundá, além de um agente do DMTU.

Adilson explica que o treinamento faz parte de uma agenda de capacitação direcionada pelo Ministério da Saúde para os agentes de atendimento e resgate. Entre os assuntos abordados na atualização deste ano, ele citou as novas orientações para lidar com os tipos de traumas de face, cervical e coluna, fraturas e parada cardiorrespiratória. “De acordo com o Ministério da Saúde, esses agentes precisam se qualificar anualmente”.

Moraes citou como exemplo de nova orientação o uso do colar cervical. “Por exemplo, em muitas situações o paciente não necessita do acessório. Outra mudança quanto ao transporte em maca rígida. Agora [o socorrista] é orientado a usar maca inflável.”

A secretária de Saúde de Jacundá, Lícia Souza, explicou que o curso de atualização é necessário porque os protocolos de atendimento mudam constantemente e precisam ser repassados para os profissionais.

O treinamento foi concluído com simulações realísticas de socorro na Avenida Cristo Rei, próximo ao ponto de táxi às 17h de sexta-feira, onde atores fizeram o papel de vítimas de acidentes e utilizaram maquiagens para deixar a situação mais próxima da realidade de situações de urgência.

Compreende a Base Operacional do Samu em Tucuruí, os municípios de Novo Repartimento, Breu Branco, Goianésia do Pará, Tailândia, Jacundá e Tucuruí. Somente no município jacundaense, o Samu teve 935 saídas em 2019.

(Antonio Barroso)

Publicidade