DMTU de Jacundá divulga relatório de acidentes ocorridos em maio passado

As motos foram responsáveis por 98,03% das ocorrências. Quarenta foram considerados graves, 70,6% foram causados por condutores do sexo masculino
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O DMTU (Departamento Municipal de Trânsito Urbano) de Jacundá divulgou a estatística de acidentes ocorridos em maio deste ano. O relatório, elaborado a partir de dados do Hospital Municipal “Maria Cecília de Oliveira”, aponta a ocorrência de 51 acidentes, 50 deles envolvendo motos, 98,03% do total, e apenas um com carro.

Quarenta acidentes foram considerados leves, nove graves e dois gravíssimos. Vinte e um acidentes aconteceram à noite; 20 à tarde; e 11 pela manhã.      

Os condutores com idades entre 16 e 15 anos foram responsáveis pela maioria das ocorrências, 13. Onze acidentes envolveram condutores entre 36 e 45 anos; em dez casos, a idade dos condutores variava de 46 a 55 anos; em seis acidentes, os envolvidos tinham até 15 anos de idade; mesmo número de acidentes envolvendo pessoas de 26 a 35 anos. Já os acidentes envolvendo pessoas de 56 a 65 anos totalizaram apenas três.

Comparado com maio de 2019, quando ocorreram 87 acidentes de trânsito, em maio deste ano houve uma redução de 41,37%. Na comparação com o mês de abril passado, que registrou 56 acidentes, em maio foram cinco a menos, 8,92%.

Outro dado relevante quanto a período do dia em que aconteceram os acidentes em maio: foram 11 pela manhã, correspondendo a 21,56% do total, 20 pela tarde, 39,21%, e iguais número e percentual à noite.

Em relação aos dias da semana em que ocorreram mais acidentes, as segundas, as sextas e sábados somaram 27. Os registros de ocorrência de acidentes nesses dias representam 52,94%, mais da metade do total. Quanto ao sexo dos condutores que causaram os acidentes, 36 (70,6%) eram do sexo masculino e 15 (29,4%) do sexo feminino. Nesse período, ocorreu em média 1,6 acidente por dia.

“O número de acidentes foi menor em relação ao mesmo período durante o ano de 2019. Já em relação ao mês passado, o número de acidentes também foi inferior. Devemos observar que, devido aos decretos colocados em vigor durante a pandemia, a população se conscientizou e parte dela permaneceu em isolamento domiciliar, ocasionando assim a redução do fluxo de veículos na cidade e, consequentemente, menos acidentes”, avalia o relatório, elaborado pelo agente Maxoel Estumano Pompeu.

Publicidade