Jacundá

Reunião sobre Segurança Pública em Jacundá foi esvaziada

Embora tenham sido enviados convites aos representantes da Polícia Civil, Ministério Público, Judiciário e ao prefeito e vereadores, o que deveria ter sido uma ampla reunião para que se discutisse a Segurança Pública em Jacundá, acabou com um encontro esvaziado, na Câmara Municipal, com um único representante do setor: o subcomandante da 18ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM).

A reunião foi convocada pelo presidente do Legislativo Municipal, vereador Clayton Guimarães, para a manhã de ontem, terça-feira (12). Em princípio, os ofícios encaminhados às autoridades vazaram nas redes sociais. O que deixou o anfitrião insatisfeito.

“É uma reunião entre quem pode ajudar e quem cuida da Segurança Pública no nosso município. Não era para ser divulgada. Alguém fez isso sem minha autorização”, reclamou Clayton.

A reunião foi convocada para encontrar as melhores ações de combate à criminalidade no município de Jacundá, onde a população vem convivendo com uma onda desenfreada de assaltos à mão armada, arrombamentos em residências e mortes violentas, principalmente latrocínios.

Além de Guimarães e do tenente S. Cruz, subcomandante da 18ª CIPM, compareceram o vereador Daniel Siqueira Neves, a chefe de Gabinete da Prefeitura, Valkíria Vale, e Cristiane Ferreira Aguiar, do Conselho Integrado de Segurança e Justiça de Jacundá.

Ao final, o presidente da Câmara se prontificou em buscar mais apoio às polícias Civil e Militar, como maneira de o Poder Público contribuir com auxílio de combustível para as viaturas.

Deixe seu comentário