Remo vence o Paysandu no Mangueirão e assume liderança do Grupo A da Série C 2020

Em um jogo dramático, o Leão detonou o Papão vencendo aos 44 minutos do segundo tempo
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
(Foto: Fernando Torres)

Continua depois da publicidade

O clássico de número 756 da história entre Clube do Remo e Paysandu Sport Club foi marcado pela dramaticidade até o último minuto. Os rivais se enfrentaram na noite deste sábado (3), pela nona rodada do Grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C, e o Leão Azul detonou o Papão pelo placar de 3 a 2, no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém.

Os cinco gols da partida foram assinalados no segundo tempo. O Remo abriu 2 a 0 no placar com os gols de Hélio, aos 7, e Marlon, aos 17 minutos. O Papão foi buscar o empate na reta final, com os tentos do zagueiro Wesley Matos, de cabeça, aos 37, e do artilheiro Nicolas, aos 41 minutos. Mas a noite era dos azulinos e o garoto da base remista, Wallace, matou o time bicolor no finalzinho, aos 44 minutos, decretando a vitória do Leão Azul.

Com o triunfo, o Remo quebrou uma sequência de dez clássicos sem vitória diante do rival e assumiu a liderança do Grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C, com 16 pontos. Já o Paysandu segue fora do G4, estando em quinto lugar, com 11 pontos na classificação. 

Na décima rodada, o Remo encara o Jacuipense (BA), no próximo sábado (10), às 19h, no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém. O Paysandu terá pela frente o Santa Cruz (PE), no domingo (11), às 18h, no Estádio do Arruda, em Recife.

O jogo: Leão acabou com tabu e lidera a Série C!

O Paysandu chegou primeiro com Vinícius Leite, que chutou de fora da área e a bola passou à direita da meta do goleiro Vinícius. O Remo respondeu e quase que fatal: Marlon cobrou lateral na área, a zaga bicolor cortou e, na sobra, Ricardo Luz mandou uma bomba – a bola bateu na trave do goleiro Gabriel Leite. No lance seguinte, foi a vez do Papão jogar bola na área remista, em uma sobra, Juninho cabeceou e acertou o próprio companheiro, Uilliam Barros, que deu uma de zagueiro.

Outra vez o time alviceleste chegou. Vinícius Leite cruzou para a cabeçada de Juninho, mas a bola foi para fora. O Paysandu começou a gostar do jogo. Vinícius Leite arrancou pela esquerda, se livrou da marcação e chutou, mas o goleiro Vinícius, do Remo, defendeu em dois tempos. O Leão voltou a atacar: em uma falta da intermediária, o volante Charles mandou uma bomba, a bola passou muito perto da trave bicolor.

O jogo era muito movimentado. Em outra descida do Remo, Gustavo Ermel arrancou pela esquerda e chutou cruzado, a bola passou na boca do gol e nenhum jogador remista conseguiu completar. Em um contra-ataque do Papão, Vinícius Leite carregou bem pelo meio e tocou para Uilliam Barros, mas o chute saiu fraco e passou sem perigo contra a meta azulina. O time bicolor chegou pela direita com Tony, que cruzou e o goleiro Vinícius espalmou antes da chegada do atacante Nicolas. 

O Papão começou a pressionar: Nicolas aproveitou uma falha da defesa remista e rolou para o chute de Vinícius Leite; o goleiro Vinícius fez uma grande defesa e salvou o primeiro gol do jogo. Outra chegada do time bicolor, agora pela esquerda, com Bruno Collaço, que cruzou para a cabeçada de Nicolas – o goleiro Vinícius defendeu bem.  O Remo voltou ao ataque, depois que Carlos Alberto arrancou com a bola e tocou para o garoto Hélio, mas o chute saiu fraco nas mãos do goleiro Gabriel Leite. 

Em uma bobeada do volante Charles, Nicolas roubou a bola e tocou para Juninho; o meia bicolor bateu forte por cima da meta remista. No lance seguinte, Charles se redimiu e mandou uma pancada – o goleiro Gabriel Leite espalmou salvando o Papão. No segundo tempo, o Leão abriu o marcador: em uma boa jogada pela direita, Ricardo Luz cruzou rasteiro para o atacante Hélio, que sozinho no meio da área mandou para o fundo do barbante, aos sete minutos, 1 a 0 Leão.

No lance seguinte, o Papão quase empatou depois da troca de passes, Uilliam Barros chutou forte para a grande defesa do goleiro Vinícius, que espalmou para escanteio. Em uma jogada rápida do Leão, a bola chegou até Hélio, mas dessa vez o garoto errou o alvo. O Leão voltou a marcar: Hélio deu um toque por cima para Ricardo Luz, que cruzou rasteiro; Wallace não alcançou e a bola ficou para Carlos Alberto, que rolou para o chutaço de Marlon. Um golaço, aos 17 minutos, 2 a 0 Remo. 

Os azulinos quase ampliaram. Em um contra-ataque, Wallace chutou e o goleiro Gabriel Leite defendeu, salvando o terceiro gol remista. Na cobrança do escanteio, o zagueiro Mimica subiu de cabeça e acertou a trave bicolor. O Paysandu tentou com Alex Maranhão – a bola desviou na zaga azulina e passou tirando a tinta da trave. Em uma cobrança de escanteio, o zagueiro Wesley Matos subiu de cabeça e diminuiu o placar para o Papão, aos 37 minutos. No lance seguinte, Netinho pela direita tocou para o artilheiro Nicolas, que de frente não perdoou e empatou o jogo, aos 41 minutos, 2 a 2 no Mangueirão.

Só que o jogo era dramático e o Leão voltou a passar na frente. Wallace recebeu passe na área e bateu forte, o goleiro Gabriel Leite foi e não achou nada, 3 a 2 Remo, aos 44 minutos. Placar final: Paysandu 2 x 3 Remo. O Leão Azul quebrou uma sequência de dez jogos sem vencer o Papão e agora lidera o Grupo A da Série C.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU: Gabriel Leite; Tony (Netinho), Wesley Matos, Perema e Bruno Collaço (Diego Matos); Serginho, Alan Calbergue (Luiz Felipe) e Juninho (Alex Maranhão); Uilliam Barros (Elielton), Vinícius Leite e Nicolas. Técnico: Matheus Costa

REMO: Vinícius; Ricardo Luz, Mimica, Gilberto Alemão e Marlon; Charles, Lucas Siqueira (Gelson), Carlos Alberto (Dioguinho) e Eduardo Ramos (Eron); Gustavo Ermel (Wallace) e Hélio (João Diogo). Técnico: Paulo Bonamigo

  • Árbitro: Vinícius Furlan (CBF-SP)
  • Assistentes: Daniel Luís Marques (CBF-SP) e Daniel Paulo Ziolli (CBF-SP)
  • Quarto árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso (CBF-PA)
  • Cartões amarelos: Uilliam Barros, Juninho e Silvano Austrália (preparador de goleiros), Luiz Felipe, Nicolas, Diego Matos e Victor Diniz (Paysandu); Gustavo Ermel, Hélio e Marlon (Remo)
  • Gols: Hélio, aos 7, e Marlon, aos 17 minutos do 2° tempo para o Remo; Wesley Matos, de cabeça, aos 37, e Nicolas aos 41 minutos do 2° tempo para o Paysandu; Wallace, aos 44 minutos do 2° tempo para o Remo
  • Local: Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém
Classificação da Série C do Campeonato Brasileiro 2020

Por Fábio Relvas