Projeto que prevê estadualização da “Estrada do Rio Preto” é aprovado na ALEPA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

HELDER-MESSIAHS-9Após anos de reivindicação dos movimentos sociais e associações de moradores das comunidades que vivem à beira da estrada que liga Marabá à São Felix do Xingu, conhecida como estrada do Rio Preto, finalmente foi dado o primeiro passo para estadualização desta via.

No inicio da tarde de hoje (06), durante reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da ALEPA foi aprovado, por unanimidade, o Projeto de Indicação Nº 33/2015, de autoria da Deputada Eliane Lima (PSDB), que dispõe sobre a estadualização dos 260 km do corredor que liga Marabá à São Felix do Xingu, atravessando seis municípios do sudeste paraense onde estão localizadas quinze comunidades, entre distritos, vilas e assentamentos.

A região do Rio Preto constitui relevante celeiro agrícola de Marabá e Itupiranga, e esta vicinal representa um importante trecho de acesso às comunidades, sendo uma área de acentuado índice populacional onde residem, aproximadamente, 50 mil habitantes e onde o tráfego de veículos de pequeno e grande porte é intenso.

A estadualização desta estrada é necessária para que o governo do estado possa administrar este trecho, possibilitando assim melhor trafegabilidade, qualidade e segurança para seus usuários, promovendo o desenvolvimento da região e viabilizando o escoamento da produção agropecuária e mineraria oriunda da região.

Publicidade