Esportes

Paysandu e Castanhal empatam no Estádio da Curuzu sob o forte calor da manhã de Belém

Os jogadores de Paysandu e Castanhal sofreram com o forte calor da manhã deste domingo (17). Papão e Japiim se enfrentaram no Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém, e ficaram no empate, por 1 a 1, em jogo válido pela 8ª rodada do Campeonato Paraense de 2019. Os gols saíram somente na etapa final com os bicolores abrindo o placar no gol de Paulo Henrique, de cabeça, aos 11 minutos. O time auriegro não se entregou e chegou ao empate com o gol de pênalti, convertido por Fabinho, aos 37 minutos.

Com o resultado de empate, o Paysandu perdeu a chance de se classificar com duas rodadas e antecipação, mas ficou muito perto da semifinal, seguindo na liderança do Grupo A2, agora com 18 pontos conquistados. Já o Castanhal, segue com chances matemáticas de classificação, e é o quarto lugar do Grupo A1, com sete pontos, mas o foco ainda é lutar contra o rebaixamento.

O jogo: Papão 1 x 1 Japiim – Temperatura escaldante na Curuzu!

Como mandante, o Paysandu teve que se impor no início da partida. Em uma falta cobrada na área, o atacante Paulo Henrique do Papão desviou de cabeça e o goleiro Iago defendeu para o Japiim. O Castanhal respondeu rapidamente com Magnum, que se livrou bem da marcação e chutou forte, o goleiro Mota mandou para escanteio. Os bicolores foram para cima com Vinícius Leite, que saiu da marcação e foi derrubado quase dentro da área.

Empurrado pela Fiel Bicolor, o Papão foi para cima. Diego Matos fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Leandro Lima, que desviou de peito para a defesa do goleiro Iago. No lance seguinte, Vinícius Leite cruzou para Nicolas, o meia bicolor foi derrubado pelo volante Dudu dentro da área e o árbitro Joelson Silva dos Santos não titubeou e assinalou pênalti. Leandro Lima cobrou a meia altura, o goleiro Iago defendeu e na sobra Paulo Henrique cabeceou para outra grande defesa do arqueiro do aurinegro.

Após o pênalti perdido pelo Paysandu, o árbitro deu a chamada parada técnica para os jogadores se hidratarem devido ao forte calor no Estádio da Curuzu. A temperatura estava escaldante na capital paraense. O Castanhal assustou quando Romarinho fez boa jogada e cruzou para a área, o volante Dudu não conseguiu finalizar para o gol e a zaga bicolor conseguiu cortar. Novamente o Japiim chegou com perigo, quando Fabinho cruzou da esquerda e o Dhonata não alcançou de cabeça.

Os castanhalenses tiveram a grande chance de abrir o placar. Fabinho cobrou uma falta quase que frontal e a bola passou muito perto do travessão do goleiro Mota. Na última chance do primeiro tempo, após escanteio para o Papão, o atacante Paulo Henrique subiu sozinho de cabeça e mandou para fora. Na etapa derradeira, os bicolores chegaram com Thiago Primão, que recebeu passe e chutou para a defesa do goleiro Iago.

Não demorou muito para o Papão abrir o marcador. Aos 11 minutos, em uma boa jogada de Thiago Primão, o meia cruzou para Paulo Henrique que sozinho cabeceou para o fundo do barbante, 1 a 0, para a festa da torcida bicolor. Novamente o árbitro Joelson Silva dos Santos deu a parada técnica, o calor estava forte no Estádio da Curuzu. Na volta, o Castanhal chegou ao empate. Leonardo cruzou da direita, o goleiro Mota saiu errado e afastou para frente, a bola sobrou para Helinton que chutou e Bruno Oliveira cortou com a mão e o pênalti foi assinalado para o Japiim.

A chance estava nos pés do meia Fabinho, que cobrou alto, no canto direito do goleiro Mota, aos 37 minutos, tudo igual na Curuzu, 1 a 1. O Papão queria a vitória para conquistar sua vaga antecipada. Bruno Oliveira cruzou da direita na medida para Nicolas, que cabeceou e a bola tocou na trave do goleiro Iago. O árbitro Joelson Silva dos Santos acrescentou mais seis minutos.

O Paysandu começou a se soltar mais, após levar o gol de empate. Bruno Oliveira cruzou para Paulo Rangel, que ajeitou para o chute de Alan Calbergue, o goleiro Iago fez a defesa. Pressão bicolor. Marcos Antônio cobrou escanteio, o goleiro Iago saiu errado e a bola foi na cabeça de Nicolas, que mandou para fora. Placar final: Paysandu 1 x 1 Castanhal.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU: Mota; Bruno Oliveira, Micael, Victor Oliveira e Diego Matos; Caíque Oliveira, Thiago Primão, Leandro Lima (Marcos Antônio), Vinícius Leite (Alan Calbergue) e Nicolas; Paulo Henrique (Paulo Rangel). Técnico: João Brigatti

CASTANHAL: Iago; Ezio, Alison, João Carlos e Lucas; Dadá, Dudu, Fabinho e Dhonata (Leonardo); Magnum (Abuda) e Romarinho (Helinton). Técnico: Artur Oliveira

Árbitro: Joelson Silva dos Santos

Assistentes: Heronildo Sebastião Freitas da Silva – CBF e Nayara Lucena Soares – CBF

Quarto árbitro: Danilo Lopes Viana

Cartões amarelos: Leandro Lima e Bruno Oliveira (Paysandu); Iago (Castanhal)

Gols: Paulo Henrique, de cabeça, aos 11 minutos do 2° tempo para o Paysandu; Fabinho, de pênalti, aos 37 minutos do 2° tempo para o Castanhal

Local: Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém

Renda: R$127.150,00

Pagantes: 4.695

Sócio Bicolor: 1.716

Credenciados: 1.500

Total: 7.911

Classificação do Parazão 2019

Grupo A1

1° Remo: 15 pontos

2° Águia: 10 pontos

3° Bragantino: 8 pontos

4° Castanhal: 7 pontos

5° São Francisco: 5 pontos

Grupo A2

1° Paysandu: 18 pontos

2° Independente: 17 pontos

3° Paragominas: 13 pontos

4° Tapajós: 7 pontos

5° São Raimundo: 2 pontos  

Por Fábio Relvas / Foto: Ascom Paysandu

Deixe seu comentário