Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Esporte

Parte do teto do Estádio Mangueirão desaba e preocupa às vésperas do Parazão

O Remo é o mais interessado na situação, já que manda suas partidas no estádio

O Estádio Olímpico Edgar Proença, o popular Mangueirão, maior palco do futebol paraense, que fica localizado na capital Belém, passou por um incidente nesta segunda-feira (7). É que parte do teto do estádio desabou sobre as cadeiras e danificou vários assentos do setor. O Mangueirão passa por problemas estruturais faltando menos de duas semanas para a bola rolar no Parazão para a partida entre Remo e Tapajós, marcada para o dia 20 de janeiro no estádio.

Após o ocorrido, a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (SEEL) e a Federação Paraense de Futebol (FPF), se reuniram nesta terça-feira (8) para tratar do assunto. Segundo Maurício Bororó, vice-presidente da FPF, o encontro já estava marcado entre secretaria e federação para tratar sobre o Campeonato Paraense, mas o incidente com o Mangueirão, acabou entrando na pauta da reunião.

A Federação Paraense de Futebol vai esperar o laudo do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar para se pronunciar sobre o assunto. Os órgãos de segurança devem fazer a vistoria do estádio na manhã desta quarta-feira (9). O Clube do Remo é o mais interessado na situação, já que o Leão Azul manda suas partidas no Mangueirão, inclusive, o presidente azulino, Fábio Bentes, afirmou que os azulinos não tem um plano B, caso o estádio seja interditado. A situação preocupa a direção remista, já que mais de três mil ingressos foram vendidos antecipadamente para a partida de estreia contra o Boto.

Veja também:  Federação Paraense de Futebol realizou o lançamento oficial do Parazão 2019

A parte que desabou do teto do estádio ocorreu no setor B, na qual fica concentrada a torcida do Paysandu Sport Club em clássicos contra o Clube do Remo. A FPF ainda não confirmou, mas o setor pode ser interditado para a partida de estreia do Leão. Atualmente, o Estádio Mangueirão tem capacidade para 45.007 pessoas, mas por medida de segurança, apenas 35 mil pessoas podem entrar nas dependências do estádio.

A reportagem do Blog do Zé Dudu procurou a Federação Paraense de Futebol para saber sobre uma possível interdição do estádio. Paulo Romano, vice-presidente e diretor de competições da FPF, em uma frase afirmou: “O Mangueirão não será interditado!”, disse.

Por Fábio Relvas / Foto: José Francisco

Deixe uma resposta