Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!

FPF realizou sorteio da arbitragem para os primeiros jogos do Campeonato Paraense

O sorteio foi transmitido ao vivo pelo Facebook e YouTube, através da FPF TV

O Campeonato Paraense de 2019 terá início neste próximo final de semana. Serão três partidas realizadas, mas sem a presença dos rivais, Clube do Remo e Paysandu Sport Club. O Leão segue sem data para fazer sua estreia, já o Papão entra em campo somente na quarta-feira (23). Na tarde desta quarta-feira (16), na sede da Federação Paraense de Futebol (FPF), em Belém, foi realizado o sorteio da arbitragem para as primeiras partidas do Parazão, que contou com a presença de Adelcio Torres (presidente da FPF), Maurício Bororó (vice-presidente), Dewson Fernando Freitas da Silva (árbitro FIFA) e Alexandre Pires (diretor jurídico do Paysandu).

Para mostrar mais transparência, a Federação Paraense de Futebol, transmitiu o sorteio da arbitragem para a 1ª rodada, ao vivo pelo Facebook e YouTube, através da FPF TV. O sorteio definiu a escala de árbitros e assistentes que atuarão, também, em algumas partidas da 2ª rodada do estadual. Como a partida entre Clube do Remo e Tapajós foi adiada, e segue sem data e local para ser realizada, a FPF deve definir o quarteto de arbitragem do confronto, somente no próximo sorteio.

O Parazão começa neste sábado (19) com duas partidas no interior do estado. Bragantino e Paragominas se enfrentam, às 16h, no Estádio São Benedito, o Diogão, em Bragança. No apito, Gustavo Ramos Melo – CBF, onde será auxiliado por Rafael Bastos Cardoso – CBF e Acácio Meneses Leão. A quarta árbitra fica por conta de Elaine da Silva Melo – CBF.

A bola segue rolando para Castanhal e Independente, às 19h30, Estádio Maximino Porpino Filho, o Modelão, em Castanhal. O árbitro principal será Dewson Fernando Freitas da Silva, o paraense da FIFA, sendo auxiliado por José Ricardo Guimarães Coimbra – CBF e Bárbara Roberta Costa Loiola – CBF. O quarto árbitro será Joel Alberto Teixeira Rezende.

Já no domingo (20), tem o confronto entre São Raimundo e Águia de Marabá, às 17h, no Estádio Jader Barbalho, o Barbalhão, em Santarém. O árbitro central será Vanaldo Nascimento dos Santos Júnior, onde vai ser auxiliado por Carlos Alexandre Lima de Azevedo e Everson de Sousa Meireles. O quarto árbitro fica por conta de Francisco Lopes de Sousa Filho.

Para fechar a 1ª rodada, Paysandu e São Francisco se enfrentam na quarta-feira (23), às 20h, no Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém. No apito, Djonaltan Costa Araújo – CBF, que será auxiliado por Márcio Gleidson Corrêa Dias – CBF e Luís Diego Nascimento Lopes – CBF. Olivaldo José Alves Moraes será o quarto árbitro do confronto.

Por Fábio Relvas / Foto: Taylor Leão

Esporte

Federação Paraense de Futebol realizou o lançamento oficial do Parazão 2019

Na ocasião, Helder Barbalho assinou o convênio entre o governo e a FPF

A Federação Paraense de Futebol (FPF), realizou na noite desta quarta-feira (09), a solenidade de lançamento e abertura do Campeonato Paraense de Futebol Profissional de 2019, o Parazão. O evento ocorreu no Teatro Maria Sylvia Nunes, na Estação das Docas, em Belém, e contou com a presença do governador do estado do Pará, Helder Barbalho, além de toda a cúpula da FPF, Adelcio Torres (presidente), Maurício Bororó e Paulo Romano (vice-presidentes).

Também participaram do lançamento, os dirigentes de clubes profissionais que estarão participando do Parazão e de clubes amadores. As ligas esportivas dos interiores do estado, se fizeram presente, assim como atletas profissionais, de categorias de base, desportistas, profissionais de imprensa de rádios, jornais e TVs, além do público geral, que acompanha a competição nos meios de comunicação e nos estádios.

Na oportunidade, o governador Helder Barbalho, assinou o convênio entre o Governo do Pará e a FPF, cujo instrumento jurídico viabilizará a realização do Campeonato Paraense Banpará 2019. O governador fez um pronunciamento e afirmou que o apoio vai ser fundamental para a edição deste ano ser a melhor de todos os tempos, resgatando de vez o futebol paraense, citando o apaixonado torcedor.

O Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, foi lembrado por Helder Barbalho, que está ciente do episódio que ocorreu na última segunda-feira (7), quando uma parte do teto do estádio desabou. Segundo o governador, o Mangueirão vai passar por uma restauração. Inclusive, o próprio governador participou na manhã desta quarta-feira, da vistoria feita ao estádio pelo Corpo de Bombeiros e pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Pará (Crea).

“É inadmissível a situação que o estádio estava passando. Já estamos preparando todos os laudos técnicos para reconstruirmos e torná-lo de volta o colosso do nosso futebol. Faremos de tudo para que, o mais rápido possível, o Mangueirão esteja plenamente em condições de funcionamento. Precisamos de 10 dias para visualizar registros não apenas no local do incidente, mas também em outras áreas. Não podemos correr risco de incidentes acontecerem com o estádio cheio”, afirmou Helder Barbalho.

Com o incidente ocorrido com o Estádio Mangueirão, a Federação Paraense de Futebol, adiou a partida entre Clube do Remo e Tapajós, que estava marcada para o dia 20 de janeiro. A FPF, a princípio, divulgou outra data, dia 27 de janeiro, para o confronto entre Leão e Boto, válido pela 1ª rodada do Campeonato Paraense. A direção do Clube do Remo suspendeu, até segunda ordem, as vendas dos ingressos para a partida, que já ultrapassam mais de 4 mil bilhetes.

Por Fábio Relvas / Foto: Antônio Melo do Diário do Pará
Esporte

Parte do teto do Estádio Mangueirão desaba e preocupa às vésperas do Parazão

O Remo é o mais interessado na situação, já que manda suas partidas no estádio

O Estádio Olímpico Edgar Proença, o popular Mangueirão, maior palco do futebol paraense, que fica localizado na capital Belém, passou por um incidente nesta segunda-feira (7). É que parte do teto do estádio desabou sobre as cadeiras e danificou vários assentos do setor. O Mangueirão passa por problemas estruturais faltando menos de duas semanas para a bola rolar no Parazão para a partida entre Remo e Tapajós, marcada para o dia 20 de janeiro no estádio.

Após o ocorrido, a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (SEEL) e a Federação Paraense de Futebol (FPF), se reuniram nesta terça-feira (8) para tratar do assunto. Segundo Maurício Bororó, vice-presidente da FPF, o encontro já estava marcado entre secretaria e federação para tratar sobre o Campeonato Paraense, mas o incidente com o Mangueirão, acabou entrando na pauta da reunião.

A Federação Paraense de Futebol vai esperar o laudo do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar para se pronunciar sobre o assunto. Os órgãos de segurança devem fazer a vistoria do estádio na manhã desta quarta-feira (9). O Clube do Remo é o mais interessado na situação, já que o Leão Azul manda suas partidas no Mangueirão, inclusive, o presidente azulino, Fábio Bentes, afirmou que os azulinos não tem um plano B, caso o estádio seja interditado. A situação preocupa a direção remista, já que mais de três mil ingressos foram vendidos antecipadamente para a partida de estreia contra o Boto.

A parte que desabou do teto do estádio ocorreu no setor B, na qual fica concentrada a torcida do Paysandu Sport Club em clássicos contra o Clube do Remo. A FPF ainda não confirmou, mas o setor pode ser interditado para a partida de estreia do Leão. Atualmente, o Estádio Mangueirão tem capacidade para 45.007 pessoas, mas por medida de segurança, apenas 35 mil pessoas podem entrar nas dependências do estádio.

A reportagem do Blog do Zé Dudu procurou a Federação Paraense de Futebol para saber sobre uma possível interdição do estádio. Paulo Romano, vice-presidente e diretor de competições da FPF, em uma frase afirmou: “O Mangueirão não será interditado!”, disse.

Por Fábio Relvas / Foto: José Francisco