Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!

FPF realizou sorteio da arbitragem para os primeiros jogos do Campeonato Paraense

O sorteio foi transmitido ao vivo pelo Facebook e YouTube, através da FPF TV

O Campeonato Paraense de 2019 terá início neste próximo final de semana. Serão três partidas realizadas, mas sem a presença dos rivais, Clube do Remo e Paysandu Sport Club. O Leão segue sem data para fazer sua estreia, já o Papão entra em campo somente na quarta-feira (23). Na tarde desta quarta-feira (16), na sede da Federação Paraense de Futebol (FPF), em Belém, foi realizado o sorteio da arbitragem para as primeiras partidas do Parazão, que contou com a presença de Adelcio Torres (presidente da FPF), Maurício Bororó (vice-presidente), Dewson Fernando Freitas da Silva (árbitro FIFA) e Alexandre Pires (diretor jurídico do Paysandu).

Para mostrar mais transparência, a Federação Paraense de Futebol, transmitiu o sorteio da arbitragem para a 1ª rodada, ao vivo pelo Facebook e YouTube, através da FPF TV. O sorteio definiu a escala de árbitros e assistentes que atuarão, também, em algumas partidas da 2ª rodada do estadual. Como a partida entre Clube do Remo e Tapajós foi adiada, e segue sem data e local para ser realizada, a FPF deve definir o quarteto de arbitragem do confronto, somente no próximo sorteio.

O Parazão começa neste sábado (19) com duas partidas no interior do estado. Bragantino e Paragominas se enfrentam, às 16h, no Estádio São Benedito, o Diogão, em Bragança. No apito, Gustavo Ramos Melo – CBF, onde será auxiliado por Rafael Bastos Cardoso – CBF e Acácio Meneses Leão. A quarta árbitra fica por conta de Elaine da Silva Melo – CBF.

A bola segue rolando para Castanhal e Independente, às 19h30, Estádio Maximino Porpino Filho, o Modelão, em Castanhal. O árbitro principal será Dewson Fernando Freitas da Silva, o paraense da FIFA, sendo auxiliado por José Ricardo Guimarães Coimbra – CBF e Bárbara Roberta Costa Loiola – CBF. O quarto árbitro será Joel Alberto Teixeira Rezende.

Já no domingo (20), tem o confronto entre São Raimundo e Águia de Marabá, às 17h, no Estádio Jader Barbalho, o Barbalhão, em Santarém. O árbitro central será Vanaldo Nascimento dos Santos Júnior, onde vai ser auxiliado por Carlos Alexandre Lima de Azevedo e Everson de Sousa Meireles. O quarto árbitro fica por conta de Francisco Lopes de Sousa Filho.

Para fechar a 1ª rodada, Paysandu e São Francisco se enfrentam na quarta-feira (23), às 20h, no Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém. No apito, Djonaltan Costa Araújo – CBF, que será auxiliado por Márcio Gleidson Corrêa Dias – CBF e Luís Diego Nascimento Lopes – CBF. Olivaldo José Alves Moraes será o quarto árbitro do confronto.

Por Fábio Relvas / Foto: Taylor Leão

Esporte

Parte do teto do Estádio Mangueirão desaba e preocupa às vésperas do Parazão

O Remo é o mais interessado na situação, já que manda suas partidas no estádio

O Estádio Olímpico Edgar Proença, o popular Mangueirão, maior palco do futebol paraense, que fica localizado na capital Belém, passou por um incidente nesta segunda-feira (7). É que parte do teto do estádio desabou sobre as cadeiras e danificou vários assentos do setor. O Mangueirão passa por problemas estruturais faltando menos de duas semanas para a bola rolar no Parazão para a partida entre Remo e Tapajós, marcada para o dia 20 de janeiro no estádio.

Após o ocorrido, a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (SEEL) e a Federação Paraense de Futebol (FPF), se reuniram nesta terça-feira (8) para tratar do assunto. Segundo Maurício Bororó, vice-presidente da FPF, o encontro já estava marcado entre secretaria e federação para tratar sobre o Campeonato Paraense, mas o incidente com o Mangueirão, acabou entrando na pauta da reunião.

A Federação Paraense de Futebol vai esperar o laudo do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar para se pronunciar sobre o assunto. Os órgãos de segurança devem fazer a vistoria do estádio na manhã desta quarta-feira (9). O Clube do Remo é o mais interessado na situação, já que o Leão Azul manda suas partidas no Mangueirão, inclusive, o presidente azulino, Fábio Bentes, afirmou que os azulinos não tem um plano B, caso o estádio seja interditado. A situação preocupa a direção remista, já que mais de três mil ingressos foram vendidos antecipadamente para a partida de estreia contra o Boto.

A parte que desabou do teto do estádio ocorreu no setor B, na qual fica concentrada a torcida do Paysandu Sport Club em clássicos contra o Clube do Remo. A FPF ainda não confirmou, mas o setor pode ser interditado para a partida de estreia do Leão. Atualmente, o Estádio Mangueirão tem capacidade para 45.007 pessoas, mas por medida de segurança, apenas 35 mil pessoas podem entrar nas dependências do estádio.

A reportagem do Blog do Zé Dudu procurou a Federação Paraense de Futebol para saber sobre uma possível interdição do estádio. Paulo Romano, vice-presidente e diretor de competições da FPF, em uma frase afirmou: “O Mangueirão não será interditado!”, disse.

Por Fábio Relvas / Foto: José Francisco