Parauapebas: Conferência discute alimentação saudável e nutritiva para o município

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Alimentar-se bem e de forma saudável é essencial para uma boa qualidade de vida. Foi com esse propósito que o Conselho Municipal de Assistência Social (Comasp), em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), realizou no dia 19, no Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), a I Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Parauapebas.

O evento teve como tema “Alimentação adequada e saudável. Direito de todos”, com a finalidade de mobilizar, instrumentalizar e ampliar a participação da sociedade na discussão, formulação, execução e monitoramento das políticas de segurança alimentar e nutricional dentro do município.

Várias propostas foram discutidas durante a conferência, entre elas a implantação do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Parauapebas (Comseans). Com esse conselho, ficaria mais fácil trabalhar todas as demandas relacionadas à alimentação, seguindo as recomendações do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea).

As apresentações foram divididas por eixos temáticos, como a importância de uma boa alimentação na saúde da população e o trabalho da Semas na segurança alimentar, contextualizando o município. No final do evento, foram escolhidos sete delegados para a III Conferência Estadual, que será realizada em Belém, no período de 1º a 3 de setembro.

Os delegados eleitos irão levar várias propostas para serem discutidas em Belém. Entre elas, a implantação de um laboratório de análise de alimentos, criação e manutenção do abatedouro municipal de suínos e caprinos e a implantação de hortas e cozinhas comunitárias nos Centros de Referência e Assistência Social (Cras).

Marcaram presença na conferência o titular da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), Judson Gomes; o assessor de comunicação da prefeitura, Paulo Uchoa; o coordenador da Comissão de Implantação do Conselho de Segurança Alimentar, Nélio Mol; representantes das secretarias de Saúde e de Produção Rural e de algumas entidades do município.

Fonte: ASCOM