Nota de esclarecimento Secult Parauapebas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Dois vereadores, na sessão do dia 21 último na Câmara Municipal fizeram abordagem a assuntos que tocam diretamente a esta SECULT e que passamos a esclarecer. Como se segue:

1- Que a SECULT teria uma dívida pecuniária para com um ex-secretário de Cultura do Governo passado e estaria se negando a quitá-la;

2- Que esta SECULT estaria devendo a prestação de contas relativas ao Carnaval 2013;

3- Que o trabalho desta secretaria se resumiria apenas à realização de shows e eventos, como acontecia nos governos anteriores.

ESCLARECEMOS

ITEM 1 – A dívida aludida para com o ex-secretário é fantasmagórica, inexiste, motivo pelo qual não foi apresentado pelo reclamante qualquer documento que pudesse comprová-la.

ITEM 2 – A prestação de contas desta Secretaria, relativa ao primeiro trimestre de 2013, como determina a lei, foi apresentada a quantos dela quisessem tomar conhecimento e aos senhores vereadores, em Audiência Pública realizada no plenário da Câmara Municipal, ocasião em que estavam ausentes exatamente os vereadores que ora alegam que a prestação de contas não foi efetuada.

INFORMAMOS a esses ausentes ainda que toda a documentação relativa ao procedimento ficou aos cuidados da Câmara Municipal e lá permanece à disposição de tantos quantos queiram consultá-la, bem como se encontra exposta no Portal da Transparência.

Deixamos claro ainda que os shows e eventos realizados por esta Secretaria (lembrando que há também os que são realizados por outros setores do governo) são apenas a parte mais visível de nosso trabalho e que o maior esforço do gestor desta pasta se concentra na organização de um setor que se encontrava em completa desorganização e totalmente sucateado quando o recebemos.

Estamos empenhados na regularização da Escola de Música Prof. Valdemar Henrique, na implantação de fato do Museu de Parauapebas, na construção do Teatro Municipal, na aquisição e preparação de uma área destinada a eventos, na construção de instalações apropriadas para o funcionamento da Secretaria, e na implantação de programas educativos, alguns já em funcionamento, com oficinas de Artes como teatro, circo, etc que durarão até o final deste ano, para crianças, adolescentes e jovens.

Grande parte também de nossos esforços é despendida em estabelecer critérios objetivos no atendimento às demandas do setor, deixando de vez para traz o apadrinhamento, a política de balcão de boteco que até recentemente vigorou, tratando a todos com igualdade e premiando quem quer que seja pelo critério isento do mérito.

Em termos de Administração Pública estamos saindo da era das cavernas e adentrando um tempo civilizado em que antes de tudo se respeita a lei e pode ser que isto desagrade a quem estava mal acostumado. É o que temos a dizer.

Parauapebas, 22 de agosto de 2013

CHICO BRITO
Secretário Municipal de Cultura

Publicidade