Juizado Especial da Comarca de Parauapebas passa a operar no Projudi

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Todos os processos iniciados nesta segunda-feira, 26, tramitarão apenas pelo método digital

A partir desta segunda-feira, 26, o Juizado Especial da Comarca de Parauapebas passa a operar no sistema de Processo Judicial Digital (Projudi), conforme a Portaria nº 2631/2011 GP, publicada nesta segunda-feira, 26, no Diário da Justiça. Isto quer dizer que todos os processos que iniciarem neste Juizado, a partir de hoje, só poderão tramitar pelo método digital.

O Projudi, também conhecido como Justiça sem papel, é um sistema de informática que reproduz os procedimentos judiciais em meio eletrônico, dispensando desta forma o registro dos atos processuais em papel. Além disso, permite o armazenamento e a manipulação dos autos em meio digital. O Projudi dá celeridade à Justiça, diminui os custos, aumenta a capacidade de processamento de ações, facilita o trabalho de advogados e melhora a qualidade do atendimento às partes.

Tanto os advogados quanto os cidadãos poderão ingressar com alguma reclamação nos Juizados Especiais utilizando o Projudi ou se dirigindo ao setor de atendimento dos juizados. Mas para ter acesso ao sistema é necessário fazer um cadastro. Os advogados que se cadastrarem receberão senha de acesso ao sistema e também certificados digitais que darão a garantia de identificação, segurança, autenticidade e fidedignidade dos documentos.

Para garantir a segurança das operações, é possível determinar com precisão a origem de todos os acessos. Todos os documentos enviados recebem protocolo eletrônico e uma assinatura digital para certificar a origem e garantir o conteúdo. O Projudi permite ao usuário acesso instantâneo aos dados, via internet, de qualquer lugar do mundo.

Texto: Vanessa Vieira