Ex-ministro apresenta modelo de economia alternativa para Parauapebas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Ex-ministro Haddad e PMP O Prefeito Darci Lermen e secretários municipais participaram de uma reunião com o economista Paulo Haddad, ex-ministro da Fazenda e Planejamento (1992 – 1993) na sala de reuniões do gabinete do prefeito. O encontro ocorreu na última quarta-feira, 10, às 9h e o ex-ministro apresentou um relatório sobre o modelo de economia alternativa para a cidade de Parauapebas, que visa à criação de uma matriz econômica sem dependência exclusiva da mineração.

Na exposição do relatório, Haddad destacou resultados de uma pesquisa quali-quantitativa sobre educação, infraestrutura e potencialidades econômicas de Parauapebas. Falou ainda sobre a metodologia utilizada para a formulação do modelo de economia alternativa e sobre a análise dos sistemas produtivos locais.

De acordo com o ex-ministro, para a efetiva implantação de uma matriz econômica alternativa é necessário identificar os fatores vocacionais de Parauapebas como agropecuária, indústria, comércio atacadista e varejista. “Em primeiro lugar temos que identificar quais são os fatores vocacionais que vão determinar o futuro da cidade. Parauapebas deve ter umas 15 ou 16 vocações definidas, e dessa forma procurar agregar modernidade e valores a essas atividades. O nosso objetivo é pensar o futuro da cidade daqui há 20 anos, preparando-a para nossos filhos e netos”, disse Paulo Haddad.

O prefeito Darci Lermen afirmou que o relatório será avaliado por ele e por todos os secretários e posteriormente será agendada uma nova reunião com Haddad para discutir os dados apresentados no relatório do modelo de economia alternativa para Parauapebas.

Texto: Kelinne Oliveira

2 comentários em “Ex-ministro apresenta modelo de economia alternativa para Parauapebas

  1. Nome (obrigatório) Responder

    Isso mesmo. A população vem conversando sobre isso nas reuniões com os órgãos ambientais.
    Adorei saber que ” Parauapebas deve ter umas 15 ou 16 vocações definidas, e dessa forma procurar agregar modernidade e valores a essas atividades. O nosso objetivo é pensar o futuro da cidade daqui há 20 anos, preparando-a para nossos filhos e netos”, disse Paulo Haddad.

Deixe seu comentário

Posts relacionados

%d blogueiros gostam disto: