Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

E continua a lereia sobre o registro de candidatura de Darci Lermen

eleicao-2016A corte política amanheceu em polvorosa hoje em Parauapebas. É que a Procuradoria Regional Eleitoral do Pará publicou parecer em Recurso Eleitoral impetrado por Alberto Delfino de Sousa contra o deferimento do pedido de registro de candidatura da chapa encabeçada por Darci Lermen. Diz o final do parecer:

“MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL manifesta-se pelo CONHECIMENTO dos recursos, e, no mérito, por seus IMPROVIMENTOS, mantendo-se a sentença que deferiu o registro de candidatura de DARCI JOSÉ LERMEN e SÉRGIO BAUDUINO DE CARVALHO”

Pronto, isso já bastou para que a turma do “espalha logo essa parada” fosse contestar nas redes sociais aqueles que haviam dito que Darci Lermen teve seu registro de candidatura impugnado.

Uma coisa de cada vez, para que fique bem claro: Darci está com seu registro deferido com recurso. E continua assim. O parecer acima citado foi em uma ação que questionava o prazo de filiação do candidato no PMDB. O recurso cujo o teor é a multa que o peemedebista levou na eleição de 2012 continua tramitando, assim como o acima citado, já que o que foi publicado foi apenas o parecer favorável pelo manutenção do deferimento.

Os recursos ainda serão julgados pelo plenário do Tribunal Regional Eleitoral do Pará. Ou seja, não existe isso de Darci indeferido, assim como não é verdade que o problema já foi resolvido.

 

Parauapebas

Parauapebas: desapropriação de área feita pelo ex-prefeito Darci Lermen, em 2012, trouxe prejuízos ao município

DARCI-LERMEN-2Desde que voltou da Bahia, em meados  de 2015, o ex-prefeito de Parauapebas Darci José Lermen (foto) não tem sido admoestado politicamente por seus adversários. Faz política pelos bairros periféricos e pela Zona Rural de Parauapebas sem a preocupação de responder a nenhuma questão que envolveu sua gestão a frente da prefeitura de Parauapebas (2004/2012).

O Blog recebeu vasta documentação sobre a desapropriação de uma área de 40,40 ha, à margem da PA-275, ocorrida no apagar das luzes de 2012, quando o ex-prefeito concluía sua gestão. Nela, nota-se que o procedimento de desapropriação da referida área teve início através da Portaria 263, de 9 de novembro de 2012. Sendo que o processo recebeu Parecer Final de Procedimento (nº 930/2012) da PGM em data de 10 de dezembro de 2012.

A referida área foi adquirida pelo município junto ao Sr. João Malta de Jesus através do Decreto 568/2012 em 07 de dezembro de 2012. Para tanto o proprietário recebeu a importância de R$19.550,000,00 (dezenove milhões, quinhentos e cinquenta mil Reais) a título de indenização pela área e imóveis nela edificados.

Narra o Decreto que a área destinar-se-ia à construção de um Complexo Universitário em Parauapebas.

Terreno Zequinha

Segundo a documentação recebida pelo Blog, existem alguns pontos na desapropriação que estão em desacordo com a realidade. Um deles refere-se ao relevo da área, que não comporta tal empreendimento. Outro ponto é o tempo que se levou desde a Portaria que instaurou o processo até a data final do Decreto desapropriando a área, menos de 30 dias. Por último, e segundo a documentação o fato mais grave, o valor pago à época pela área, cerca de R$2.342,000,00 (dois milhões trezentos e quarenta e dois mil Reais) por alqueire.

Em consulta ao Cartório de Registros de Imóveis, verifica-se, ainda, que até a presente data (já se passaram 1.230 dias desde a assinatura do Decreto) a área não foi averbada em nome do município, fato que denota um descumprimento do acordo firmado entre o município e o desapropriado, Sr. João Malta.

Eleitos para serem os olhos da população, cabe ao vereadores investigar os fatos narrados e, se concluído ter havido algum tipo de improbidade, abrir uma Comissão para apuração imediata.

O certo é que cerca de R$20 milhões de Reais foram pagos por uma área que não foi repassada ao município, já que pode-se constatar in loco que a mesma é até hoje usada pelo desapropriado como pastagem para seu gado e venda de cascalho, e que supostamente pouca serventia terá devido ao relevo acidentado. Pelo menos para o fim do Decreto ela certamente não servirá.

Cabe ainda ressaltar que o atual governo, ciente de que a área adquirida para a implantação do Complexo Universitário em 2012 não servia para tal, adquiriu junto ao fazendeiro Sidney Rubens de Oliveira Barreto uma área de 126,6335 ha (26 alqueires), na PA-160, pelo valor total de R$13 milhões (R$500,000,00/alqueire), para ali ser implantado tal complexo.

O Blogger procurou o ex-prefeito Darci Lermen (foto) para que o mesmo explicasse o que o motivou a efetivar a aquisição da área por aquele valor, mas o mesmo se limitou a dizer que só se pronunciará a respeito quando for instaurada uma denúncia pela Câmara Municipal de Parauapebas. Não nos restou outra alternativa a não ser apelar para os nobres vereadores.

Ex-prefeito Darci Lermen se desfilia do PT

DARCI-LERMEN-2Através de uma mensagem divulgada  agora há pouco em uma rede social, o ex-prefeito de Parauapebas, Darci José Lermen comunicou seu desligamento do Partido dos Trabalhadores. Ele deve anunciar amanhã, em uma grande festa – que terá a presença do ministro dos Portos, Helder Barbalho, do senador Jader Barbalho e diversas autoridades políticas da região -, sua filiação ao PMDB.

Darci estava filiado ao PT desde 1996, onde disputou cinco eleições, sendo três a prefeito de Parauapebas (2000, obtendo 1.784 votos; 2004, sendo eleito pela primeira vez com 32.132 votos; em 2008, se reelegendo com 38.905 votos); uma para vereador, em 1996, quando obteve apenas 188 votos; e uma para deputado estadual, em 2002, quando obteve 9.773 votos.

Confira a mensagem de Darci:
“Companheiros, depois de mais de 20 anos de filiado ao Partido dos Trabalhadores, comunico a todos que acabo de me desfiliar do Partido doa Trabalhadores. Partido que ajudei a construir e fui construído politicamente dentro dele.

Agradeço a todos os militantes que durante anos ajudaram a construir a minha trajetória politica.

Obrigado a vocês!

Os sonhos que sonhamos juntos não morreram. O momento é de construção de um grande projeto de cidade.

Sei que os aguerridos militantes do PT participarão desta construção.

Mudo de trincheira, mas aquilo que acredito e sonho para nossa cidade não vai mudar. Quero TODOS construindo juntos.

Obrigado PT!

Obrigado militância!

A luta não vai parar!

Darci José Lermen”

Parauapebas

Darci Lermen está prestes a anunciar sua ida para o PMDB

Darci Lermen ex-prefeito de Parauapebas filiou-se ao PMDBPretensos candidatos devem estar filiados a um partido político até o dia 02 de abril de 2016 para que possam concorrer regularmente nas eleições de 02 de outubro próximo. Assim diz a Lei nº 13.165/2015 (minirreforma eleitoral).

Desde que voltou da Bahia, Estado para onde se mudou logo após o término do seu mandato de prefeito de Parauapebas, em 2012, o petista Darci Lermen encontrou dificuldades para escolher um novo partido, já que dentro do PT ele não encontrou eco em sua pretensa candidatura a prefeito de Parauapebas. Como afirmou em recente entrevista concedida com exclusividade ao Blog, sua saída do PT “é fruto de uma grande reflexão para possibilitar a construção de um grande projeto para o município”.

Cobiçado e sonho de consumo de vários partidos, Darci conversou com muitos durante esse tempo. Alguns deles para compor a coligação que pretende organizar visando as eleições. Com outros na busca de se filiar. Esteve para anunciar sua filiação no PRB, PC do B, Rede e PROS. Sabe-se lá por qual motivo, o anúncio nunca foi feito.

Agora, dos bastidores da política local chega a notícia de que Darci Lermen esta fechado e deve anunciar em breve sua filiação ao PMDB.

Se concretizada, a filiação colocará por terra a recente harmonia entre Helder Barbalho, atual líder do partido no Estado e candidatíssimo a governador em 2018, e Marcelo Catalão (DEM), que o apoiou incansavelmente nas últimas eleições.

Darci não nega o acordo com os Barbalho, mas não confirma. O ex-prefeito disse que aguarda, ainda, conversas com partidos aliados para anunciar o novo partido. Uma coisa é certa: no PT ele não fica.

Exclusivo: entrevista com o ex-prefeito Darci Lermen

Ex-prefeito Darci Lermen - eleições 2016 ParauapebasO Blog entrevistou, com exclusividade,  o ex-prefeito de Parauapebas (2004/2012) Darci José Lermen (foto). Confira o que disse Darci:  

Zé Dudu – Pesquisas apontam você bem à frente dos outros prováveis candidatos a prefeito de Parauapebas em 2016. A que você credita essa vantagem?

Darci Lermen – Penso que são vários fatores, o primeiro: o sentimento da população é de que em nosso mandato, os recursos públicos foram melhor distribuídos, transformando-se em um governo de oportunidades ; segundo, realizamos muitas obras públicas que ficaram na mente das pessoas, foram escolas, o centro administrativo, canteiro central, saneamento básico do complexo Altamira, estádio Rosenão, casas populares e muitas outras; Terceiro, importantes programas sociais como: projeto pipa, escolinha de futebol, inclusão digital, apoio à agricultura familiar, criação da secretaria da mulher, onde através da qual foi possível implementar políticas públicas para um completo sistema de atendimento às mulheres, estabelecimento de convênios com entidades como APAE, Projeto Esperança, Pastoral da Saúde entre outros.

Zé Dudu – Você continua filiado ao Partido dos Trabalhadores. Quais as chances de não disputar a eleição pelo PT, em virtude do atual cenário negativo envolvendo o partido na esfera federal?

Darci Lermen – Eu, como político, fui formado dentro do Partido dos Trabalhadores, por isso tenho grande respeito pelos companheiros que me ajudaram na construção dessa história. É público e notório o desgaste do partido em função dos acontecimento nacionais. Os militantes do PT não tem responsabilidade alguma sobre esses fatos. Caso eu saia do partido, será fruto de uma grande reflexão para possibilitar a construção de um grande projeto para o município.

Zé Dudu – Qual o peso que esse cenário negativo do PT terá de influência no processo eleitoral desse ano?

Darci Lermen – É importante lembrar ainda que a maioria da população escolhe um lado na maioria das vezes levando em conta o candidato em detrimento do partido. As pesquisas apontam isso.

Zé Dudu – Você passou oito anos à frente da prefeitura de Parauapebas. Certamente, passados quatro anos fora dela, você teve tempo para refletir sobre seus erros e acertos como prefeito. Você poderia apontar quais foram os erros que você cometeu e como fará para consertá-los?

Darci Lermen – Quando chegamos ao governo, queríamos fazer tudo, resolver todos os problemas ao mesmo tempo. A cidade viveu um período de grande crescimento e profunda transformação. Poderíamos ter focado mais, como exemplo entendo que deveríamos ter fomentado uma nova matriz econômica, esse será um dos focos do nosso governo caso sejamos vitoriosos. Proponho transformar Parauapebas em um grande polo de produção de hortifrútis, para abastecer no primeiro momento o mercado local e depois a região. Poderíamos ter ampliado a participação popular através dos conselhos e da sociedade civil organizada. Vejo isso como um ponto a ser intensificado.

Zé Dudu – O cenário político nacional, estadual e municipal hoje é outro completamente diferente de quando você foi prefeito. Na esfera federal o seu partido está rodeado de denúncias de corrupção (operação lava-jato) com vários de seus líderes presos. Na estadual você terá que trabalhar com um governador de oposição (Simão Jatene –PSDB), já que no seu tempo a governadora era a petista Ana Júlia. Na esfera estadual vive-se um momento de extrema cautela política, já que cinco vereadores foram afastados acusados de corrupção, inclusive um do seu partido. Como o senhor pretende manter a sua relação com a Câmara de Vereadores?

Darci Lermen – Nunca interferi nas decisões que foram tomadas na câmara no período da minha gestão. Pretendo ter uma relação harmoniosa mas, sem tornar a câmara subserviente ao executivo.

Zé Dudu – Pesa sobre seus ombros a construção do novo Hospital Municipal. O atual prefeito afirma que recebeu a obra inacabada mesmo depois de 11 aditivos e quase R$80 milhões de Reais gastos por você. O que aconteceu de errado ali pra que ela não fosse concluída em mais de oito anos de obra?

Darci Lermen – A obra foi iniciada em 2008, portanto, não foram oito anos de construção. Tínhamos um primeiro projeto que em 2011, por vários fatores , teve que sofrer readequações. Lutei muito para terminar a obra e quando entregamos já tínhamos atingido 70%, os investimentos feitos por nós no hospital foram na ordem de R$-50.995.712,81 incluindo obra e aquisição de equipamentos. Considero que o mais importante de tudo isso é que tive a ousadia de iniciar a construção dessa grande obra, sempre soube que não seria fácil porém, sempre acreditei que conseguiria terminar.

Zé Dudu – Durante os oito anos em que você foi prefeito de Parauapebas o município arrecadou, em média, cerca de R$1,8 milhão por dia. É muito dinheiro você não acha? Me aponte algumas obras relevantes feitas durante a sua gestão que comprovem a aplicação desses recursos?

Darci Lermen – Quando assumimos o executivo, não tínhamos nem sequer uma sede descente, foi necessário iniciar um processo de reestruturação que culminou com a construção da nova sede da prefeitura e de secretarias, realizamos várias obras importantes e necessárias e irei citar algumas delas. A revitalização do canteiro central, câmara, prédio da SEMOB, DMTT, revitalização das ruas 14, do comércio, Rio de Janeiro e JK, urbanização e drenagem de mais da metade do bairro Liberdade, estádio de futebol e campos com alambrados em vilas e agrovilas, asfaltamento e drenagem dos bairros Bambuí e Nova Vida, construção de casas populares e distribuição de lotes urbanizados, urbanização e saneamento nos bairros Betânia, Altamira, Novo Horizonte, Vila Rica e Casas Populares I e II, ampliação da estação de tratamento de água, construção de uma estação de tratamento de água, estação elevatória e adutora de 8km até o complexo Altamira, asfaltamento e sistema de distribuição de águas na vilas Palmares I e II, vila Paulo Fonteles, vila Sansão, vila Cedere I, construção de escolas, praças.

Zé Dudu – Você era um político de fino trato, conhecido pela maneira como se relacionava com as pessoas, principalmente as mais humildes. O Darci de agora mudou continua o mesmo?

Darci Lermen – Meu oxigênio é estar com as pessoas, por isso continuo o mesmo, bem mais maduro.

Zé Dudu – Em sua opinião quais são os maiores problemas de Parauapebas e o que fazer para solucioná-los?

Darci Lermen – Temos grandes desafios, precisamos voltar a investir em saneamento a exemplo do que fizemos no complexo Altamira, a saúde é outro grande desafio, retomar os programas sociais; Na educação a questão do ensino superior, precisa ser equacionado, além da necessidade urgente de se estabelecer uma nova matriz econômica. 

Zé Dudu – Você já tem um programa de governo pra ser discutido com a população?

Darci Lermen – Tenho em mente os grandes temas para o município e o programa de governo será elaborado com a participação da sociedade e até o período eleitoral estará concluído.

Zé Dudu – No que pese às finanças, o que você pretende fazer para aumentar a arrecadação do município, já que perdemos receita com a queda do minério de ferro, nosso principal produto exportador, e com as mudanças nas regras de distribuição de impostos, principalmente a do ICMS?

Darci Lermen – Quando fui prefeito, eu tive uma grande preocupação com a melhora da arrecadação. Debati de forma exaustiva com a Vale sobre a CFEM e com o governo do estado sobre a cota parte do ICMS. O ICMS é um bom exemplo desse esforço, recebi com a cota parte de quase 10%, conseguimos ampliar para quase 20%. Hoje novamente se permitiu cair para algo em torno de 11%. Além disso promovemos a reformulação do código tributário municipal e construímos e equipamos a sede do Departamento Municipal de Arrecadação, criando condições mais céleres, para um melhor controle e fiscalização dos impostos e taxas municipais, dentro dessa visão implantamos também o sistema de emissão da nota fiscal eletrônica.

Zé Dudu – Você tem em mente algum projeto que faça com que o município não dependa tanto da mineração, já que ela não é para sempre?

Darci Lermen – Duas coisas que entendo podem ajudar mais: Fomentar a criação de um polo de hortifrutigranjeiros, para que as frutas e verduras consumidas em nossa cidade, possam ser produzidas aqui mesmo. A implantação de um porto seco é outro projeto que segundo os estudos de viabilidade que foram feitos durante o meu governo, proporcionaria em torno da sua efetiva implantação inúmeras atividades econômicas capazes de aquecer nossa economia.

Zé Dudu – Por questão de ética não vou citar nomes, mas, se eleito em 2016, você pretende manter os “amigos” que fizeram parte dos seus governos anteriores?

Darci Lermen – Estamos construindo um novo projeto com novos parceiros. Um projeto de governo é construído com a participação de várias pessoas e partidos, surgindo a partir disso uma nova equipe de governo.

Zé Dudu – Você é um político de visão e que trabalhou muito seu nome no Estado quando era prefeito. Estranhamente você não participou da eleição em 2014, quando se pensava que você seria candidato a deputado estadual ou federal. Quais foram as razões que o tiraram da disputa?

Darci Lermen – Cada pessoa tem o seu perfil, na minha avaliação não era o momento e achei mais importante dar espaço para novas lideranças.

Zé Dudu – Parauapebas é um município sui generis, rico, mas com um grande problema de imigração contínua. Você considera esse fato um problema? O que fazer para solucioná-lo?

Darci Lermen – Parauapebas é uma cidade construída pelos migrantes, que assim como eu vieram para cá com sonhos de buscar uma vida melhor. Não vejo nisso um grande problema.

Zé Dudu – Que análise você faz do atual governo municipal?

Darci Lermen – Cada um escolhe o caminho ou forma de administrar o município, cabe ao povo fazer sua avaliação. Hoje temos pesquisas que demonstram que a cidade está economicamente agonizando, com placas de vende-se e aluga-se por todos os lados. Isso precisa ser corrigido imediatamente para que possamos recuperar nossa autoestima e voltar a crescer.

Parauapebas

TCM notifica ex-prefeito Darci Lermen para pagamento de multa

DARCI-LERMEN-2O Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará (TCM/PA) notificou o ex-prefeito de Parauapebas, Darci José Lermen (foto), para que ele pague uma multa referente à sua prestação de contas de 2006. A multa é de R$ 10.620, 00 (dez mil, seiscentos e vinte reais), e a notificação foi realizada por meio de edital publicado no Diário Oficial do Estado.

O valor será recolhido ao Fundo de Modernização, Reaparelhamento e Aperfeiçoamento do Tribunal de Contas dos Municípios (FUMREAP/TCM) e é decorrente do Processo nº 980012006-00, cujo resultado foi publicado ainda em 2015. Darci deverá enviar o comprovante do recolhimento ao TCM em até 30 dias.

Caso a comprovação não ocorra dentro do prazo, os autos serão encaminhados para cobrança judicial. O valor total da multa está especificado da seguinte forma: R$ 9.120,00 (nove mil, cento e vinte reais), pelo envio fora do prazo dos Relatórios de Gestão Fiscal; R$-500,00 (quinhentos reais), pelo envio fora do prazo da documentação dos 1º e 2º quadrimestres; R$-1.000,00 (mil reais), pelo envio fora do prazo dos Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária.

Instado a se pronunciar sobre as multas, o ex-prefeito não respondeu as mensagens do Blog.

Parauapebas

Darci Lermen está deixando o PT

DARCI-LERMEN-2Relutante, o ex-prefeito de Parauapebas (2004/2012), Darci José Lermen (foto) deverá anunciar nas próximas horas sua saída do Partido dos Trabalhadores. O fato se dá em virtude da elevada rejeição do partido apontada nas últimas pesquisas e das constantes denúncias de corrupção a nível nacional envolvendo a legenda, além da difícil relação de Darci com a atual direção do partido no município.

PSB, PMDB ou Rede Sustentabilidade podem abrigar Darci, que tentará voltar a sentar na cadeira mais macia do Morro dos Ventos em outubro próximo.

Parauapebas

Com novo presidente, PT de Parauapebas define Darci Lermen como pré-candidato a prefeito do município em 2016

Parazinho - presiente do PT de ParauapebasO Partido dos Trabalhadores de Parauapebas, que estava sem presidente do Diretório desde a morte de João Tadeu de Souza Campos, elegeu na semana passada Vandeílson dos Santos Carneiro, o “Parazinho”, para ocupar o cargo até o final deste mandato, em 2017.

O Blog esteve com o presidente nesta segunda-feira, 9, e ouviu de “Parazinho” que o partido trabalha hoje com o objetivo de unificar as forças internas do PT, e encerrar qualquer possibilidade de disputa interna que possa enfraquecer os planos do grupo. Parazinho garantiu que a eleição interna foi absolutamente tranquila e que sua condução à presidência foi feita à partir de um acordo aceito por todas as forças do PT. “A nossa chegada à presidência do partido foi resultado de muita conversa, com todos os grupos que compõem o PT no município, e é com esse espirito de unidade que trabalharemos pra garantir que chegaremos ainda mais fortes nas disputas vindouras”, afirmou.

O presidente nos falou, ainda, da possibilidade de Parauapebas sediar o encontro para o Ato Nacional de filiação do PT, já noticiado pelo blog semana passada. Parazinho garantiu que Parauapebas é favorita nesta disputa pelo evento. “Estamos bastante entusiasmados com a possibilidade de organizarmos o Ato Nacional de Filiação, acredito que somos favoritos, dada a importância de nossa cidade para o PT nacional e, sobretudo, por conta do nosso nível de organização partidária”, disse

Quanto à situação política do partido em relação ao governo municipal, o presidente afirmou ao Blog que o PT é oposição em Parauapebas, e deverá permanecer assim. Para ele, não há possibilidade de diálogo sobre composição com o atual governo.  “O PT é oposição em Parauapebas e, apesar de o partido que governa o município está no nosso arco de alianças em nível nacional, não temos nenhum interesse de compor com essa gestão. Nosso objetivo é a garantir unidade partidária que nos dê condições de disputar as próximas eleições, e não desanimaremos com relação a este objetivo”.

Prévias

Darci LermenRecentemente, muitos boatos davam conta que o PT teria mais de um nome para a disputa nas próximas eleições. Isso resultaria em uma eleição interna, as famosas prévias, onde os filiados, em voto direto, escolheriam o nome para representar o partido.

Parazinho nos informou que este assunto já foi superado e que o PT não terá disputa interna. Segundo ele, o ex-prefeito Darci José Lermen é o único pré-candidato do partido e deverá ser confirmado em encontro municipal de lançamento da pré-candidatura, ainda esse ano.

O PT de Parauapebas só tem um pré-candidato, que é o Darci. Qualquer outra conversa não corresponde a verdade. Hoje nós temos tranquilidade para falar sobre isso, uma vez que superamos todos os tipos de divergências internas e temos a garantia de que não haverá prévias no PT de Parauapebas”, garante.

Para as próximas eleições Parazinho informou que o PT deverá divulgar ainda esse mês uma agenda de debates em todos os bairros da cidade a fim de construir, com filiados e comunidade em geral, um plano de governo que será a plataforma da campanha do partido em 2016. “Nós, a exemplo de todas as vezes que disputamos as eleições, queremos construir um plano de governo onde, tanto nosso filiado, quanto a comunidade em geral, possa contribuir e se sentir parte. Por isso levaremos esse debate para todos os bairros e distritos do município, inclusive na zona rural”, finalizou Parazinho.

O agora oficialmente pré-candidato do PT Darci Lermen, segundo o presidente, já está realizando diversas conversas com outros partidos e grupos políticos da cidade, além de cumprir agendas de visitas nos bairros com objetivo de fortalecer o grupo para as próximas eleições.

Alea jacta est!  – A sorte está lançada !

Reportagem de W. Costa