Parauapebas

Em busca de bom relacionamento, direção da Susipe reúne-se com familiares de presos da Cadeia Pública de Parauapebas

A direção da Cadeia Pública de Parauapebas reuniu-se com familiares e visitantes de presos em uma igreja evangélica do Bairro Liberdade I, na noite desta terça-feira (11). O objetivo do …

A direção da Cadeia Pública de Parauapebas reuniu-se com familiares e visitantes de presos em uma igreja evangélica do Bairro Liberdade I, na noite desta terça-feira (11). O objetivo do encontro consistiu em estreitar o relacionamento e contar com o apoio das famílias para a melhoria do comportamento do preso dentro da carceragem de Parauapebas.

Familiares de presos

O diretor da casa penal, Adalberto Murilo Barbosa de Souza, falou aos familiares sobre a importância de um diálogo aberto entre a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), Poder Judiciário, Ministério Público, familiares e presos. “Estamos tentando fazer, com o apoio das famílias, um trabalho na carceragem que consiste em levar melhorias à casa penal e, consequentemente, aos presos”, informou.

“As famílias são importantes para nos ajudar com a mensagem da disciplina, na organização da carceragem, a fim de que possamos trabalhar a ressocialização dos encarcerados. Se eles [presos] entenderem e respeitarem as normas da casa penal, todo o sistema ganha”, destacou Adalberto, acrescentando que, nesse processo, o respeito mútuo [funcionário Susipe, preso e família] é primordial

Representante da OAB.

Representando a Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/Subseção Parauapebas, o advogado Gildásio Teixeira Ramos Sobrinho reforçou que o relacionamento da Susipe com os familiares de presos é muito positivo e vai contribuir para a melhoria do comportamento deles na carceragem. “A OAB incentiva e sempre apoiará iniciativas como essa”, declarou, observando que o Juiz Criminal da Comarca de Parauapebas, Dr. Líbio Araújo Moura, mantém relacionamento respeitoso com o encarcerado, com suas famílias e tem dado todo o apoio necessário para essas ações.

Perguntado sobre a realização de mutirões para agilizar processos de presos da cidade, Gildásio Teixeira informou que a Vara Criminal da Comarca de Parauapebas já está realizando estudo para verificar quais presos já têm condição de aguardar a ação penal em liberdade. “Com essa atitude conjunta do Poder Judiciário, Ministério Público e Susipe, a situação da população carcerária vai melhorar, tendo em vista que há presos que já têm condição de aguardar a sentença em liberdade”, antecipou, informando que a data do mutirão ainda não foi definida.

Reunião aconteceu no bairro Liberdade

Para a dona de casa, Iriselma de Jesus Reis, tia de um preso acusado de envolvimento com tráfico de drogas, o atendimento na Cadeia Pública de Parauapebas já está melhorando e ela acredita que o trabalho da direção tem tudo para dar certo. “Meu sobrinho foi preso por envolvimento com drogas. Sempre que possível eu vou visitá-lo. Me senti muito bem em ir lá e fiquei ainda mais feliz em perceber que a direção quer melhorar realmente o relacionamento com a gente. Eu apoio esse trabalho”, declarou.

A Cadeia Pública de Parauapebas está localizada no Bairro Rio Verde e, atualmente, tem uma população carcerária de 94 presos, mais que o dobro de sua capacidade.

Deixe seu comentário