Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Mototaxista executado com tiros na cabeça no Beira Rio, em Parauapebas

Luciano Cardoso de Souza ainda chegou a ser removido ao hospital, mas não resistiu e morreu ao dar entrada
Continua depois da publicidade

Mais uma execução ocorreu em Parauapebas. Foi por volta das 14h30 desta terça-feira (5), na esquina das ruas Perimetral Sul e Presidente Kenedy, no Bairro Beira Rio, quando a vítima, o mototaxista Luciano Cardoso de Sousa, 29 anos, trafegava de moto, levando a esposa, grávida de sete meses. Outra moto emparelhou com a dele e, o ocupante da garupa disparou quatro tiros contra a cabeça do homem, que vestia um colete balístico. Luciano ainda chegou a ser socorrido pelo Samu, mas, morreu ao dar entrada no Hospital Geral de Parauapebas.

Ouvida pela Reportagem do Blog, Laiane da Conceição Souza, irmã do mototaxista, conta que, dias atrás, desconhecidos, haviam tentado atirar nele em frente à casa em que moram. Por esse motivo, ele pouco estava saindo de casa.

Laiane disse ainda não saber se o irmão tinha inimigos e também desconhece que ele tenha tido desavença com alguém. Afirmou que Luciano, além de mototaxista, era dono de um pequeno restaurante.

“Ele nunca conversou com a gente sobre alguma desavença. Só disse que iria comprar um colete à prova de balas. Mas isso porque, apesar de não termos armas, sempre gostamos de utensílios militares”, contou ela.

Luciano morava na Rua Nova República, no Bairro União, e a mulher dele, com quem estava havia dois anos, tem um bebê 11 meses e está grávida de sete meses.

Outra versão

Porém, segundo a polícia apurou com populares que conheciam o mototaxista, ele vendia e drogas e que tentou matar outra pessoa dias antes. O crime de hoje teria sido motivado por disputa de boca de fumo.

Canaã dos Carajás

Polícia Militar desarticula quadrilha que assaltava em Canaã dos Carajás

Bando que usava uma faca para intimidar as vítimas agora vai ver o sol nascer quadrado
Continua depois da publicidade

A tarde da segunda-feira (15) não terminou nada bem para um bando que já estava habituado a cometer crimes pelas ruas de Canaã dos Carajás. Tudo começou quando uma guarnição da Polícia Militar foi informada de que uma dupla, armada de faca, havia acabado de render o proprietário de um mercadinho localizado no Bairro Vale Verde. Da vítima os assaltantes levaram uma motocicleta além de certa quantia A polícia agiu rapidamente e conseguiu prender os dois no Bairro Paraíso das Águas. O dinheiro foi recuperado na hora, mas a motocicleta, que já havia sido “despachada”, foi encontrada em uma residência.

Nessa mesma casa os policias pegaram o “pacote completo” e desarticularam a quadrilha prendendo mais quatro assaltantes. No local também foram encontradas uma porção de maconha, facas e aparelhos eletrônicos, que foram apreendidos e serão encaminhados para perícia. A Polícia Civil não divulgou os nomes dos presos.

Redenção

Redenção: Feminicídio ainda está sem explicação

Marido matou a mulher e se entregou logo em seguida à polícia, sem explicar os motivos
Continua depois da publicidade

Parentes, amigos e vizinhos ainda não sabem o que levou Marcos Vinícius da Silva, 28 anos, a assassinar, a facadas, a mulher dele, Letícia Aguiar Araújo, 24, na tarde da última sexta-feira (11). O
crime aconteceu na casa do casal, no Setor Marechal Rondon, em Redenção. Após esfaquear a mulher, ele ainda chegou a socorrê-la, levando-a ao Hospital Regional, mas, Letícia não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu.

Vizinhos dizem que Marcos é uma pessoa tranquila e trabalhadora a afirmam não entenderem o que motivou tão bárbaro crime contra Letícia, com quem conviveu por sete anos. Ele não tinha passagem pela polícia e trabalhava como estoquista de uma loja de móveis e eletrodomésticos e ela sua era subchefe de cozinha em uma empresa local. O casal tem um filho de seis anos de idade.

O flagrante foi feito na Deam (Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher), onde ele foi enquadrado pelo crime de feminicídio e encaminhado para o presídio. Marcos Vinícius teria silenciado sobre o motivo do assassinato. O corpo de Letícia Araújo, que, além muito jovem se destacava pela beleza física, foi sepultado no sábado (12), em meio a grande comoção.

Parauapebas

Mistura de álcool e volante manda dois para o hospital e um para a DP

Condutor bêbado diz que nada bebeu antes de dirigir, jura que só bateu no poste e conta história difícil de entender e convencer
Continua depois da publicidade

Muitas doses de bebida alcoólica, um carro, um motorista alcoolizado e uma estrada movimentada. Foram esses os ingredientes da indigesta receita que mandou para o Hospital Geral de Parauapebas, por volta das 9h30 deste sábado (28), o ciclista Milvan Seixas Nunes e o motociclista Cícero Weliton Silva Araújo. Quem fez a mistura foi o condutor Tiago da Silva Lima, 29 anos. Ele jura que não estava bêbado, diz que não ingeriu uma gota de álcool antes do acidente, mas, tanto os policiais que o removeram à Polícia Civil quanto o Repórter do Blog respiravam puro álcool quando ele abria boca para falar.

Tanto Milvan quanto Cícero trafegavam pela Rodovia PA-275, no perímetro urbano de Parauapebas, quando foram atirados fora da pista pelo automóvel Ford Fiesta placas HMY-1870/Parauapebas-PA, dirigido por Tiago Lima, que contou uma história sem o menor sentido para explicar o acidente que ele provocou.

De acordo com o motorista, ele seguia pela rodovia quando surgiram à frente uma carreta e duas bicicletas, das quais ele desviou, mas, logo apareceu à frente outra carreta que fechou uma moto: “Eu tentei tirar das bicicletas e aconteceu a colisão, bati no poste”, contou.

Informado de que duas pessoas foram parar no hospital por terem sido colhidas pelo carro que ele dirigia, Tiago Lima disse que os veículos menores é que se chocaram no carro dele e completou: “Tem várias câmeras ali, pode ver nas imagens se eu bati em alguém, bati foi no poste”.

O sargento F. Menezes e o cabo Gama, ambos da Polícia Militar, contaram que, quando chegaram ao local do acidente, Tiago Lima já havia sido detido pela população, visivelmente embriagado. Ele não reagiu à voz de prisão e se mostrou “bastante tranquilo”.

O sargento Constantino, do Corpo de Bombeiros, que, ao lado do também sargento Gilson e do soldado Eduardo, socorreu as vítimas, relatou que Cícero Araújo foi atirado barranco abaixo e, além de ter fraturado o punho esquerdo, queixava-se de muitas dores na coluna cervical. Ele foi removido pelo Resgate ao hospital, enquanto Milvan Nunes, com várias escoriações e dores pelo corpo, foi socorrido por uma ambulância do Samu. Quanto ao condutor Tiago Lima, até o início desta tarde seguida detido na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil.

Paga o abstêmio pelo bebedor

De acordo com dados do Observatório Nacional de Segurança Viária, divulgados em dezembro de 2017, mensalmente acontecem no Brasil 3.900 mortes em acidentes de trânsito, o que perfaz 46.800 mortes por ano, 21% das quais – 9.828 – causadas por condutores alcoolizados.

O custo, para os cofres públicos, dessas mortes causadas pelo álcool ao volante e também de acidentados que sobrevivem, mas que ficam com sequelas, é de R$ 119,3 bilhões ao ano, segundo levantamento do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada), ANTP (Agência Nacional de Transportes Públicos), Ministério da Saúde e
OMS (Organização Mundial da Saúde). E, como os cofres públicos são abastecidos pelo contribuinte, até quem só toma água paga pela conta de quem dirige alcoolizado.

Reportagem: Ronaldo Modesto

Redenção

População revoltada espanca assaltantes em Redenção

Dos dois elementos, um era menor de idade. Para a Polícia eles são suspeitos de provocar o terror na cidade.
Continua depois da publicidade

No início da tarde do último sábado (21), populares dos setores Planalto II e Aripuanã, por pouco não lincharam dois jovens que estavam praticando assalto em Redenção.
Revoltados com a onda crescentes da violência na região, populares com posse de pedaços de madeiras e ferros resolveram fazer justiça com as próprias mãos.

Segundo a Polícia, no início da tarde de sábado, Jheison Azevedo Jacosk, de 19 anos, na companhia de um menor de idade das iniciais B.W.R.R, de 17 anos, teriam tomado de assalto a motocicleta de uma senhora no setor Planalto I, e naquela ocasião populares perseguiram os assaltantes. Para despistar, os assaltantes se dividiram e adentraram em residências diferentes no setor Planalto II.

Após alguns minutos da ação dos criminosos, moradores conseguiram encontrar o primeiro assaltante, um menor de idade. A população começou a espancá-lo, mas por sorte a Polícia conteve o início de linchamento. Para sua segurança ele foi levado para a Delegacia.

A população, não satisfeita, começou a “caçada” pelo segundo assaltante, que foi encontrado 30 minutos depois. Jheison Azevedo, estava dentro de uma residência no setor Planalto II. Do lado de fora havia uma grande aglomeração, cerca de 250 pessoas gritavam a todo o momento as seguintes palavras: “Sai pra fora seu safado; Tu merece é morrer seu ladrãozinho”.

João Lucas, um dos moradores do setor Planalto, falou com a equipe do blog e disse: “O safado é tão sortudo que o encontramos na hora que a viatura da Polícia chegou e não deixou a gente bater. Ah, ladrãozinho de sorte. Nós queremos só que a Polícia libere somente um pouquinho para nos conversarmos com ele e ensiná-lo como se invade os setores alheios, finalizou João Lucas.

Para conter a ação da população a Polícia teve que usar spray de pimenta para resguardar a vida do preso. Foi necessário o reforço de oito Policiais Militares, alguns do Grupo Tático Operacional (GTO).

Parauapebas

Tatuador executado com seis tiros e menor baleado no Liberdade I

O crime aconteceu pouco antes da meia noite de ontem e foi executado por um indivíduo que chegou em uma moto Fan, preta
Continua depois da publicidade

O crime aconteceu pouco antes da meia noite de ontem e foi executado por um indivíduo que chegou em uma moto Fan, preta O tatuador Wemerson Rodrigues de Albuquerque, 20 anos, foi executado com seis tiros de pistola por volta das 23h40 de ontem, sexta-feira (13), na casa em que morava, na Rua Tocantins, Bairro Liberdade I. Na mesma ocasião o adolescente Fabrício do Carmo Portilho Franco, de 17 anos, também foi ferido a bala, mas sobreviveu e foi removido ao Hospital Municipal, onde passou por cirurgia.

O motivo dos dois crimes ainda é desconhecido para a Polícia Civil. Até o início da tarde deste sábado (14), nenhum parente de Wemerson ou de Fabrício, havia se dirigido à 23ª Seccional Urbana para registrar Boletim de Ocorrência.

Segundo a investigadora Fátima Marques, que esteve no local do crime, o atirador chegou em uma moto Fan, preta, em companhia de uma mulher, deixou a acompanhante na rua e entrou na casa, pertencente a uma senhora conhecida como Neta, dona do imóvel, que aluga os quartos. Foi direto para o quarto de Wemerson e disparou contra o rapaz, que não tinha a perna esquerda, matando-o. Em seguida, ainda de arma em punho, entrou em outro cômodo onde estava o adolescente, atirando contra ele também. Em seguida, saiu e tomou rumo ignorado.

Fátima Marques afirma que no local foram encontradas nove capsulas e, ainda segundo ela, Wemerson já havia morado em Parauapebas, porém, após se meter em confusão, mudou-se para Canaã dos Carajás, de onde havia retornado recentemente.

Reportagem: Ronaldo Modesto

Parauapebas

Motoqueiro executa esposa do Secretário de Desenvolvimento de Parauapebas

Mais uma vítima da violência em Parauapebas
Continua depois da publicidade

É com profundo pesar que comunico o falecimento de Sindicléia de Carvalho Vieira França, 39 anos, esposa do secretário Municipal de Desenvolvimento de Parauapebas, Isaías Queiroz de França. Ela foi assassinada quando saía de um culto na Igreja Assembleia de Deus do bairro Vila Rica, em Parauapebas, no início da madrugada deste sábado (31).

Segundo as primeiras informações, um motoqueiro se aproximou dela quando ainda estava entrando em seu carro, na porta da igreja, a puxou pelo braço e atirou na cabeça da vítima. Ela ainda foi socorrida por amigos e encaminhada ao Hospital Geral de Parauapebas, mas não resistiu.

O corpo da vítima foi encaminhado ao IML de Parauapebas.

Mais informações em instantes.

NOTA DE PESAR

A Prefeitura de Parauapebas lamenta profundamente o brutal assassinato de Cidicleia Carvalho Vieira França, esposa de Isaías França de Queiroz, secretário municipal de Desenvolvimento. Cidicleia foi covardemente assassinada às primeiras horas deste sábado, depois de participar de uma vigília na Igreja Assembleia de Deus Mãe, no bairro Altamira.

A Prefeitura de Parauapebas se solidariza ao secretário Isaías de Queiroz, aos filhos e a toda família de Cidicleia neste momento de imensa dor e tristeza, quando tantas perguntas são feitas sobre a motivação para tamanha crueldade numa semana em que o mundo relembra a morte e a ressurreição de Jesus Cristo.

Companheira e amiga, Cidicleia gostava de estender as mãos aos mais humildes e distribuía alimentos em bairros carentes. Contava com apenas 42 anos de idade e teve a vida interrompida, o que deixará muitas saudades naqueles que a amavam.

A Prefeitura de Parauapebas acredita no trabalho da Polícia, para que a justiça seja feita.

O velório de Cidicleia Vieira França será a partir das 10 horas deste sábado, 31, na Igreja Mãe da Assembleia de Deus, no bairro Altamira.

Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

 

Parauapebas

Polícia Militar apreende maconha pronta para ser comercializada em Parauapebas

O traficante, que é reincidente, fugiu antes que a polícia chegasse
Continua depois da publicidade

A apreensão de 3,5 kg de maconha prensada e já sendo preparada para circular no mercado do tráfico em Parauapebas se deu por  volta das 15 horas de ontem, quarta-feira (14), quando uma guarnição da Polícia Militar flagrou um menor de 14 anos portando uma pequena porção de maconha. Os policiais indagaram, então, onde o menor havia comprado a droga e ele deu o endereço, no Bairro União.

A guarnição, comandada pelo tenente Freitas, se dirigiu ao endereço indicado, mas, ao chegar, não encontrou o responsável pela boca de fumo. Na casa, foram encontrados tabletes da droga, balança de precisão, material para embalagem a Carteira de Identidade do dono da boca, Romário da Silva de Sousa, 21 anos, que, na pressa para escapar de ser preso, deixou até o documento para trás.

Segundo o tenente Freitas, Romário já foi preso pelo mesmo crime, mas acabou ganhando liberdade e já é conhecido da polícia. “Vamos continuar as buscas, porém, e assim que ele for localizado será preso novamente”, disse o oficial.

A equipe que fez a apreensão da droga é formada ainda pelo sargento Pinto, cabo Batalha e soldado Décio.

Reportagem: Ronaldo Modesto