Diretoria do Parauapebas Futebol Clube contrata campeão brasileiro para a sua comissão

Alan Bahia conquistou o Brasileirão de 2001 pelo Athletico Paranaense e vai comandar a base do PFC
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
(Foto: Ascom PFC)

Continua depois da publicidade

O Parauapebas Futebol Clube vem iniciando um projeto de longo prazo com as categorias de base do clube, visando possíveis competições e focado para a disputa da Segundinha do Parazão. Os treinos da garotada já iniciaram e o grupo formado passou pela chamada peneira, ao comando da comissão técnica do time profissional, tendo o treinador Luís Carlos Cruz, o auxiliar Juninho Cearense, o treinador de goleiros Eduardo Bahia e o preparador físico William Schmidt. 

Para comandar as categorias de base do Gigante de Aço, a diretoria contratou o ex-jogador de futebol Alan Bahia, 38 anos, natural de Itabuna (BA), que vai iniciar os projetos do Sub-17 e Sub-20. Alan atuava como volante e jogou pelo Athletico Paranaense de 2001 a 2012, quando conquistou o título do Campeonato Brasileiro de 2001 com o Furacão, batendo na grande final a equipe do São Caetano (SP). O ex-atleta chega com grandes expectativas de fazer um bom trabalho na base do PFC.

“A expectativa é boa. Estou muito feliz de estar fazendo parte dessa família PFC junto com todos. É um projeto muito bom – o professor Luís Carlos apresentou para mim e, na mesma hora, não pensei duas vezes em aceitar. Espero fazer um bom trabalho aqui, deixar um legado para o PFC e para Parauapebas, que é uma cidade maravilhosa. Se Deus quiser nós vamos conseguir nossos objetivos aqui, com todo o nosso trabalho, com foco e dedicação,” afirmou Alan Bahia, técnico da base do Parauapebas.

Além de anos atuando como atleta no Athletico Paranaense, Alan Bahia teve passagens por outras equipes como Vissel Kobe (Japão), Al-Khor (Qatar), Goiás (GO), América (RN), Rio Verde (GO), XV de Piracicaba (SP), Treze (PB), Mamoré (MG), Paulista (SP), Rio Negro (AM), Nacional (AM) e Vitória da Conquista (BA). Ele chegou preparado para assumir o cargo de treinador da base do Gigante de Aço.

“Quando encerrei minha carreira, fiz o curso na CBF Academy de treinadores, onde fui para o Nacional de Manaus – fiquei dois anos lá de auxiliar técnico. Depois vim para a Bahia, onde fiquei dois anos no Doce Mel, e agora estou aqui em Parauapebas. Deus vai nos abençoar para conquistar nossos objetivos e estou feliz por essa oportunidade de está desenvolvendo um grande projeto,” conclui Alan Bahia. 

Por Fábio Relvas