Coronavírus: Jacundá monitora pessoas oriundas do Rio, São Paulo e Minas

Decreto do Executivo proíbe a realização de eventos em massa, sejam de caráter político, governamental, artístico, esportivo, cultural, comercial ou religioso
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

“Se você chegou do Rio de Janeiro, São Paulo ou Minas Gerais nas últimas duas semanas, favor entrar em contato com o departamento de Vigilância em Saúde: (94) 99119- 4385”. Esse apelo está sendo feito pela Secretaria de Saúde de Jacundá, desde a tarde de quarta-feira (18), a moradores e visitantes que cheguem à cidade. 

Em vídeo divulgado nesta quinta-feira (19), o enfermeiro Ailton Lima, do setor de vigilância, explicou que a situação do município de Jacundá continua com o mesmo status epidemiológico do dia anterior: “Não há nenhum caso confirmado de coronavírus e nenhum caso suspeito em Jacundá. Pode ser que a realidade mude, mas, por enquanto está tudo normal”.

Segundo ele, como medida preventiva, pessoas oriundas dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas, seja elas moradores da cidade de Jacundá ou não, “foram orientadas a ficar em regime de isolamento domiciliar”. O mesmo acontece com pessoas que estavam na Argentina e Paraguai.

“Isolamento domiciliar é uma medida de precaução adotada pelo protocolo do Ministério Saúde para evitar que uma pessoa que chegou de algum desses lugares, caso daqui a cinco, sete ou mais dias, tenha teste positivo para o coronavírus, não venha transmitir o vírus a outras pessoas,” explicou ele.

Um grupo de moradores de Jacundá que estiveram nesses estados está sendo monitorado e acompanhado por uma equipe da Secretaria de Saúde. Caso alguém apresente algum dos sintomas da Covid-19 – febre alta, tosse e falta de ar, ao mesmo tempo –, será tratado como suspeito. O material para exame é coletado e enviado para Belém, ao Laboratório Central ou ao Instituto Evandro Chagas. O resultado sai em 72 horas. 

Novo decreto

Em um novo decreto publicado nesta quinta-feira (19), o prefeito de Jacundá, Ismael Barbosa, adotou medidas mais severas para prevenir o coronavírus. Até o dia 31 de março ficam suspensos a expedição de licença para qualquer tipo de evento, seja público ou privado; atendimento presencial nos órgãos da administração municipal; e viagens de servidores públicos.Está proibida a realização de eventos em massa, sejam de caráter político, governamental, artístico, esportivo, cultural, comercial ou religioso, além da realização de feiras e reuniões. Também estão suspensas as atividades das academias e salões de beleza e estética.

(Antonio Barroso)

Publicidade