Polícia

Colono morre esfaqueado na Praça de Eventos da Vila Palmares II

O colono e comerciante Ernandes Nasaré Silva, 47 anos, mais conhecido como “Maratá”, foi assassinado a golpes de faca quando se encontrava na Praça de Eventos da Vila Palmares II, distante cerca de 22 quilômetros do centro de Parauapebas. O crime aconteceu por volta das 4h da madrugada de domingo (7), mas, apesar de ter acontecido em logradouro público, não há muitas informações sobre o assassinato, uma vez que a “lei do silêncio” impera no local.

O crime ocorreu quando após o fim de uma festa, quando somente algumas barracas de venda de bebidas ficaram abertas. Encostado no balcão da Barraca do Raimundo, “Maratá” recebeu a primeira facada, na altura da clavícula, do lado esquerdo, Em seguida, foi atingido com outra facada, nas costas.

O golpe foi tão violento que a faca ficou cravada no corpo do homem, que morreu instantaneamente no local. A dona de casa Damiana Moura Lima, 37 anos de idade, mulher de “Maratá”, contou para a Reportagem que, na noite anterior, ela e os quatro filhos do casal saíram de casa e foram até a Praça de Eventos, onde ocorria a festa. Por volta das 22h ela retornou para casa, junto com os filhos, mas o marido teria ficado tomando “umas pingas por lá, como sempre”.

Porém, por volta das 4h, ela foi acordada por um conhecido avisando do assassinato. Damiana Moura disse que desconhece os motivos que levaram o marido a ser morto. “Ele era bastante conhecido na área, mas, quando ficava bêbado, era um pouco enjoado”, lembrou a viúva.

Após o crime, o assassino saiu do local sem deixar pistas. A lei do silêncio, porém impera na praça. Embora muita gente estivesse no logradouro, ninguém deu informações à polícia.

Ernandes Nasaré Silva, que é natural de Barra do Corda (MA), deixa viúva Damiana Moura e órfãos de pai e quatro filhos do casal. Até o fechamento da matéria a polícia ainda não tinha informações que auxiliassem na localização do criminoso. Caso alguém queira a desvendar esse e outros crimes, deve ligar para 181. A ligação é gratuita e o anonimato garantido. (Caetano Silva)

Deixe seu comentário