Caseiro encontrado morto na propriedade em que trabalhava na zona rural

Duas hipóteses estão sendo investigadas pela Polícia Civil: o homem teria cometido suicídio ou teria sido vítima de latrocínio
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O corpo do caseiro Maurício Gonzaga da Silva, 38 anos, foi encontrado na manhã desta terça-feira (21), já em adiantado estado de decomposição, deitado na cama de um quarto da casa da propriedade denominada Mina D’Água, localizada na região da Vila Sansão, zona rural de Parauapebas, distante cerca de 64 quilômetros da sede municipal.

Segundo informações repassadas para a polícia, o corpo foi encontrado pela dona da propriedade, por volta das 10h, quando foi avisar ao caseiro que estava indo para a cidade. Ela encontrou as portas abertas e, ao entrar, sentiu um forte mau cheiro; ainda chamou pelo homem, mas se deparou com o corpo sem vida. Próximo dele havia uma espingarda calibre 32. A Polícia Militar foi chamada e comunicou a Policia Civil e o Instituto Médico Legal.

A primeira suspeita é de que Maurício Gonzaga tenha cometido suicídio. Ainda de acordo com as informações, ele foi visto na noite de sábado (18), na companhia de um vizinho de propriedade, bebendo em um bar na vila.

O caseiro já havia trabalhado na propriedade tempos atrás e ido para Goiânia (GO), onde moram seus familiares. Há cerca de um mês, retornou a Parauapebas e, no dia 20 do mês passado, voltou a trabalhar para os antigos patrões.

No local, comentava-se que também na noite de sábado ele estava oferecendo sua motocicleta para venda. Curiosamente, a moto não foi encontrada, o que remete também à hipótese de que ele tenha sido vítima de latrocínio.

(Caetano Silva)