Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

Clube do Remo perde para o Santa Cruz e vai afundando na Série C

O Leão Azul fez um bom jogo, pressionou o adversário, mas levou o segundo gol nos acréscimos

O Clube do Remo segue a sua rotina de derrotas no Campeonato Brasileiro da Série C. Apesar de ter realizado uma boa partida, o Leão Azul perdeu para o Santa Cruz-PE, por 2 a 0, no Estádio José do Rego Maciel, o Arrudão, em Recife. A partida foi válida pela 13ª rodada do Grupo A da competição nacional.

A Cobra Coral abriu o marcador aos 11 minutos do primeiro tempo: após cruzamento na área, o atacante Pipico cabeceou, sem marcação, para o fundo do barbante. Depois de pressionar o adversário e até acertar uma bola no travessão, o Remo sofreu o segundo gol já nos acréscimos da segunda etapa. Charles cobrou falta, a bola desviou na barreira e tirou a chance de defesa do goleiro Vinícius.

Com o resultado, o Leão Azul continua na lanterna do Grupo A, com apenas 11 pontos, enquanto o Santa Cruz segue firme na briga por uma vaga na segunda fase, indo para os 20 pontos com a vitória e ficando em terceiro lugar.

O Clube do Remo volta a campo contra o Botafogo-PB, no próximo sábado (14), às 17h, no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém.

O jogo: Cobra Coral 2 x 0 Leão Azul

A primeira chance de marcar foi do Clube do Remo. Elielton recebeu na frente, tentou encobrir Tiago Machowski, mas a bola tocou no goleiro e saiu pela lateral. Outra vez, o Leão Azul chegou com perigo: Esquerdinha cobrou escanteio, a bola sobrou para o lateral-direito Nininho, que chutou cruzado para fora. O Santa Cruz quando chegou foi fatal. Robinho fez grande jogada pela direita e cruzou na cabeça do atacante Pipico, que testou firme para o fundo do barbante, 1 a 0, aos 11 minutos de jogo.

O Remo tentou o empate em falta cobrada por Rodriguinho, mas a bola foi pela linha de fundo. O Leão começou a crescer na partida. Lançamento na frente para o atacante Elielton, que trombou com o goleiro Tiago Machowski e ficou no chão reclamando pênalti para os azulinos. Outro lance duvidoso contra o time paraense aconteceu após cruzamento na área: o atacante Isac tentou cabecear, mas antes o zagueiro Danny Morais subiu para cortar com a mão direita, e o árbitro carioca Rodrigo Nunes de Sá mandou seguir.

Outra vez Rodriguinho cobrou falta, mas a zaga do Santa Cruz afastou o perigo. A Cobra Coral tentou marcar o segundo gol com Robinho, que disparou de fora da área sem direção. Em uma bola na área do time paraense, Vinícius tirou de soco, um atleta da Cobra Coral caiu na área e a arbitragem mandou seguir o jogo.

Veja também:  Atlético Paraense perde para o São Francisco no Mangueirão e está eliminado da Segundinha

No segundo tempo, o Remo voltou em busca do empate. Em uma bola na área, o atacante Isac tentou marcar de cabeça, mas a arbitragem viu falta no lance. O gol quase saiu quando Nininho cruzou da direita e a bola passou pelo atacante Elielton, assustando a defesa pernambucana. Em uma jogada de Fernandes e Isac, o Leão quase chegou ao empate, mas a bola foi para fora.

Outra chance azulina de empatar nos pés de Isac e o goleiro Tiago Machowski realizou a defesa. Só dava Remo, Elielton recebeu e chutou rasteiro para fora. Os remistas estavam sufocando o adversário e, em uma sobra, Fernandes acertou um belo chute de primeira, a bola passou muito perto da meta adversária. Blitz total, após cruzamento na área, o atacante Eliandro cabeceou e a bola caprichosamente explodiu no travessão do goleiro Tiago Machowski, em chance perdida pelo Remo.

O Santa Cruz quase não chegava à meta do goleiro remista. O time pernambucano ganhou uma falta perigosa quase que frontal. Na cobrança meio despretensiosa de Charles, a bola desviou na barreira e tirou a chance de defesa do goleiro Vinícius, 2 a 0, aos 47 minutos; festa total no Arrudão. Após o gol, houve muita confusão entre os jogadores reservas do Remo com a arbitragem. No meio do tumulto, o volante Vacaria, que estava entre os reservas, levou cartão vermelho. O árbitro terminou o jogo e ainda expulsou o volante Geandro, que teria aplaudido de forma irônica a arbitragem. Placar final: Santa Cruz 2 x 0 Remo.

FICHA TÉCNICA

SANTA CRUZ: Tiago Machowski; Vítor, Danny Morais, Augusto Silva, Allan Vieira (Eduardo Brito); Eduardo, Willian Maranhão (Charles), Arthur Rezende (Augusto); Robinho, Jailson e Pipico.
Técnico: Roberto Fernandes

REMO: Vinícius; Nininho, Mimica, Bruno Maia e Esquerdinha (Jayme); Geandro, Dudu, Leandro Brasília (Fernandes) e Rodriguinho; Elielton (Eliandro) e Isac.
Técnico: João Nasser Neto

Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá – RJ
Assistentes: Silbert Faria Sisquim – RJ e Lilian da Silva Fernandes Bruno – RJ

Cartões amarelos: Arthur Rezende (Santa Cruz); Bruno Maia, Nininho e Geandro (Remo)
Cartões vermelhos: Vacaria e Geandro (Remo)
Gols: Pipico, aos 11 minutos do 1° tempo e Charles, de falta, aos 47 minutos do 2° tempo para o Santa Cruz

Local: Estádio José do Rego Maciel, o Arrudão, em Recife
Renda: R$ 122.291,00
Público: 14.782

Por Fábio Relvas
Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Deixe uma resposta