Pará

Casal de filhos que mandou sequestrar a própria mãe preso em Bom Jesus

Acusados pelo sequestro da própria mãe, Judith Aguiar, 84 anos, em Abel Figueiredo, os irmãos Vanilda Aguiar e Gelson Aguiar foram presos neste domingo (19), pela Polícia Civil, que capturou também Gerson Cabral Ferreira da Silva e um indivíduo de prenome Isaac. Um quinto acusado, identificado como Romildo, atirou nos policiais e morreu na resposta dada à altura. O sexto homem, que se chama Carlia, fugiu antes da chegada dos policiais. As prisões aconteceram em Bom Jesus do Tocantins e foram efetuadas por equipes da Delegacia de Repressão a Roubo a Bancos e Antissequestro (DRRBA/DRCO) e Núcleo de Apoio a Investigação (NAI/Marabá), da Superintendência Regional de Polícia Civil do Sudeste do Pará.

Judith Aguiar foi levada da Fazenda São João, em Abel Figueiredo, na quinta-feira (16). O objetivo do sequestro era o resgate em dinheiro, uma vez que ela, meses atrás, ganhou R$ 67 mil em uma negociação com gado; e forçar a mulher a vender terras da família, que fariam parte do inventário do marido dela, que morreu recentemente.

Logo no início das investigações, a Polícia Civil identificou Gerson Silva Cabral Ferreira como a pessoa encarregada do sequestro, bem como por manter Judith Aguiar em cárcere privado pelo tempo que fosse necessário.

Preso em Bom Jesus do Tocantins, Gerson não só confessou o crime com revelou que Vanilda, com quem teve um caso amoroso, e o irmão dela, Gelson, encomendaram o sequestro da própria mãe.

Para cometer o crime Gerson Ferreira convocou Isaac, Romildo e Carlia, que sequestraram a mulher e se revezavam com ela no cativeiro, uma casa em Bom Jesus. Localizado o endereço, os policiais fizeram a abordagem e foram recebidos a tiros de revólver calibre 38, disparados por Romildo.

Para se defender, os policiais civis atiraram em Romildo, que morreu na hora. Judith foi resgatada, atendida em um hospital e liberada em seguida.  Carlia, ao ser informado que a polícia estava atrás dele, fugiu

Por Eleuterio Gomes – de Marabá

Deixe seu comentário