Pará

Avião desapareceu entre Pará e Amapá na sexta-feira com dois ocupantes

Bombeiros, Força Aérea Brasileira e Anac trabalham nas buscas à aeronave, que saiu de Jacareacanga (PA) com destino a Laranjal do Jari (AP), mas nunca chegou àquela cidade

Equipes do Grupamento Bombeiro Militar de Itaituba, no sudoeste paraense, e a Força Área Brasileira (FAB) trabalham em operação integrada para localizar de um avião de pequeno porte que está desaparecido desde a última sexta-feira (12). Duas pessoas estavam na aeronave. O piloto e um passageiro.

Segundo o site de notícias Giro Portal, de Itaituba, o “avião de pequeno porte decolou na manhã de sexta-feira (12), por volta das 09h, do município de Jacareacanga (PA) com destino ao município de Laranjal do Jari, no Amapá”, e não chegou ao destino e nem emissão de pedido de socorro chegou às torres de monitoramento.

Segundo informações, antes do destino final, o avião, um monomotor Cessna Aircraft-210L, deveria pousar na comunidade de Porto Rico ou São José, ainda em Jacareacanga, mas não pousou e também não chegou a Laranjal do Jari. Desde então não se tem notícias da aeronave.

Familiares do piloto Leonardo Pereira Machado e de um amigo dele, que o acompanhava na viagem, Tassiano dos Santos Fernandes, estão preocupados com a falta de notícias.

A FAB e Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) estão acompanhando o caso. Uma equipe da Força Aérea Brasileira estaria seguiu para região de Jacareacanga a fim de iniciar as buscas.

Nesta terça-feira (16), uma equipe dos Bombeiros de Itaituba se deslocou para também dar início as buscas, numa operação integrada com a Força Aérea Brasileira (FAB) e Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Subcomandante Luiz

Segundo o subcomandante Luiz, do Corpo de Bombeiros, assim que receberam a notícia do desaparecimento do avião, as informações foram passadas para a Anac e, a Força Aérea Brasileira fez um levantamento das torres de comunicação nas quais a aeronave poderia ter feito contato.

A equipe já começou as buscas na região e por todo o trajeto que deveria ter sido feito pelo monomotor. O Bombeiro disse ainda, que há possibilidades de a FAB fechar o espaço aéreo para otimizar as buscas.

Uma das supostas vítima é Tassiano, de 26 anos, trabalha na área garimpeira. Ele é casado e pai de dois filhos, uma menina de 5 anos e um menino de 8.

Deixe seu comentário